Acorda Cidade - Dilton Coutinho

08 de Março de 2021
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Dom Itamar Vian

Todas as notícias
Publicado em 02/02/2021 10h16.

Não aceite o fracasso

O insucesso e o fracasso fazem parte de nossa vida. Nem sempre a intensidade é a mesma, mas sempre são dolorosos. E, muitas vezes, são convites ao desânimo. “Em minha vida nada dá certo”, argumentam alguns, e por isso, desistem. E justificam-se: o meu projeto caiu e esfarelou-se, assim como acontece com o vaso de argila.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra

MUITA gente coloca nos outros a culpa pelos seus próprios fracassos. Culpa o esposo ou a esposa, os filhos, os colegas de trabalho, os vizinhos, o governo. Mas, ao se colocar como vitima de alguém, a pessoa não cresce porque: “Quem precisa melhorar para que a minha vida dê certo é o outro, não eu”. Essa é uma das formas mais fáceis de parar na vida. Pessoas assim não avançam enquanto no mudam esse pensamento. Atribuem seus fracassos, suas quedas e seus problemas a responsabilidade dos outros.

PRECISAMOS ser protagonistas da nossa vida. À medida que tenho consciência livre para decidir, devo também assumir as responsabilidades daquilo que me acontece. Claro que outras pessoas podem, também, me influenciar negativamente. Mas atribuir a elas meu fracasso, quase sempre, é algo exagerado. Os outros, em principio, não são responsáveis pelos meus fracassos.

NINGUÉM vencerá se permanecer na condição de vítima. Mesmo quem é muito ferido, enganado, explorado e caluniado consegue superar os desafios, quando tem noção de responsabilidade sobre sua própria vida. Sabe que a vida é difícil, sabe que os outros podem fazê-lo sofrer, mas tem forca interior para levantar e da a volta por cima. Sabe que precisa, por se só, levantar e andar.

A VIDA é uma grande corrida, onde os obstáculos são comuns e os tropeços acontecem. Ninguém esta livre de pequenos ou grandes fracassos. Muitos se resignam com o insucesso, mas outros, preferem recomeçar, dobrar o esforço e se erguem de fracassos afetivos, sociais e econômicos.

O APÓSTOLO Paulo, que teve fracassos espirituais, coloca, nesse contexto, a força da fé: “Tudo posso naquele que me conforta”. (Fl 4,13) o próprio Deus não considera nossos possíveis fracassos, mas a capacidade de continuar. Para Deus não a casos perdidos. E Jesus nos disse: “Coragem, não tenham medo, Eu estou todos os dias com vocês”. (Mt 28,20).


Dom Itamar Vian
Arcebispo Emérito
[email protected]


 

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Dom Itamar Vian

Mulheres corajosas

No dia 8 de março, celebramos o Dia Internacional da Mulher. Uma ocasião adequada para pensar, refletir e e...

Dom Itamar Vian

A favor da vacina

O Papa Francisco, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil - CNBB -, o Cardeal Odilo Pedro Scherer, o Arce...

Dom Itamar Vian

Dialogar é preciso

Todos os anos, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), apresenta, durante a quaresma, a Campanha ...

Vídeo

Passageiros de transporte coletivo enfrentam superlotação e risco de contaminação por covid-19 Veja mais Vídeos ›

Facebook

Instagram