Acorda Cidade - Dilton Coutinho

24 de Junho de 2021
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Dom Itamar Vian

Todas as notícias
Publicado em 26/01/2021 10h58.

Por que sofremos?

O sofrimento constitui uma das experiências básicas da existência humana. Nascemos em meio à dor e morremos abraçados pelo sofrimento. Entre nascer e o morrer, são muitos os sofrimentos físicos, psicológicos e espirituais que podem nos surpreender a qualquer momento.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra

Por que sofremos? Tem algum sentido? Para que sofremos? Tem alguma finalidade? Alguns afirmam que o sofrimento pode ser educativo para a vida. Outros, que ele contribui para nossa salvação. Jesus, também, sofreu. Assumiu a condição humana. Assim, esteve sujeito às dores, aos sofrimentos corporais e espirituais, terminando por ser morto na cruz no meio dos mais atrozes sofrimentos.

O MUNDO é, realmente, um vale de lágrimas. O sofrimento se faz presente em toda a parte. Os hospitais e consultórios estão repletos de enfermos. Piores ainda são outros sofrimentos: incompreensão, fracasso, traição, perseguição, calúnia, difamação, pobreza, desemprego, injustiça, fome e solidão. É necessário, porém, esclarecer, que não foi Deus quem criou o sofrimento, a enfermidade, a doença e a morte. Todos os males são conseqüência do pecado e do abuso da liberdade humana.

O SOFRIMENTO tem a grande missão de purificar, libertar, instruir e santificar. Ele coloca a criatura humana no seu justo lugar. Há pessoas que enquanto tem saúde e riqueza são orgulhosas, vaidosas, soberbas e arrogantes. Não se lembram de Deus. Não rezam. Não pensam na vida futura. Vivem unicamente para a vida presente. Aparece uma doença e a vida toma o seu justo sentido. No silêncio do sofrimento Deus fala ao coração.

O APÓSTOLO Paulo, na Carta aos Romanos, orienta-nos sobre a questão do sofrimento. “Eu entendo que os sofrimentos do tempo presente nem merecem ser comparados com a glória que deve ser revelada em nós”. (Rm 8, 18). O apóstolo ensina, que devemos ver o sofrimento dentro do contexto da salvação eterna porque, por ele, nos unimos aos sofrimentos de Cristo.

PORTANTO, o sofrimento em união em Cristo, é sinal de vida, de redenção e de salvação. Depois da noite desponta o dia de luz e de vida. Depois da Sexta-Feira Santa, vem a Páscoa. Depois do inverno vem a primavera, vem a felicidade do céu. Foi o próprio Jesus que disse: “Alegrai-vos e exultai, porque grande será a vossa recompensa nos céus”. (Mt. 5,12).


Dom Itamar Vian
Arcebispo Emérito
[email protected]

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Dom Itamar Vian

As perguntas de Jesus

Perguntar é uma forma de aprender o que não se sabe. Quantos "por quês?" faz uma criança? É assim que ela...

Dom Itamar Vian

Gesto Solidário

Estamos na Semana Mundial do Doador de Sangue. Para salvar um ser humano, que necessita de sangue, é, absolut...

Dom Itamar Vian

Tempos de Esperança

"Reacender a chama da Esperança". Com esse objetivo, e tendo como tema, "Igreja da Esperança" está acontec...

Vídeo

Prefeito de São Gonçalo dos Campos é conduzido para Delegacia após Forró Itinerante ser encerrado pela segunda vez Veja mais Vídeos ›

Ouça Agora

Programa desta quarta-feira 23.06:
Mais áudios ›

Facebook

Instagram