Acorda Cidade - Dilton Coutinho

08 de Março de 2021
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Feira de Santana

Todas as notícias
Publicado em 13/01/2021 20h50.

Carta aberta pedirá ampliação do horário de funcionamento de bares e restaurantes

Para o presidente da Acefs, a abertura de bares e restaurantes em agosto não influenciou no aumento dos casos.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Carta aberta pedirá ampliação do horário de funcionamento de bares e restaurantes
Foto: Paulo José/Acorda Cidade

Andrea Trindade

A Associação Comercial de Feira de Santana (Acefs) e o Sindicato de Bares, Restaurantes Hotéis e Similares divulgarão uma carta aberta que será destinada à Prefeitura Municipal de Feira de Santana à qual será solicitada a ampliação do horário de funcionamento de bares de restaurantes para às 23h. Um decreto, que inclusive foi prorrogado para até o dia 25 de janeiro, permite a abertura destes estabelecimentos apenas até as 21h, mas para o setor esse horário inviabiliza o funcionamento.

Na prática, funcionando até as 21h, os bares e restaurantes têm apenas duas horas de funcionamento se considerado a chegada dos clientes até o fechamento da conta, que precisa ser antes das 21h para que o horário seja rigorosamente cumprido. O estabelecimento que desrespeitar o decreto é punido com a interdição, bem como a suspensão, e posterior cassação do Alvará de Funcionamento.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

Para debater o assunto, um encontro entre as duas entidades ocorreu na tarde desta quarta-feira (13) no auditório do Hotel Acalanto.

Para o presidente da Acefs, Marcelo Alexandrino, a abertura de bares e restaurantes em agosto não influenciou no aumento dos casos e, na opinião dele, há outras situações que podem gerar contaminações maiores. Ele informou ao Acorda Cidade que a carta também pedirá o aumento do número máximo de pessoas por mesa. Atualmente são 4, e a sugestão é que possam permitir até 6.

“O objetivo [deste encontro] foi alinhar um pensamento único que nós temos com a grande dificuldade do setor, que está sofrendo bastante com a pandemia, e temos aí o último decreto que obriga a fazer o fechamento dos bares e restaurantes às 21h. Esse horário, inclusive, inviabiliza a abertura das casas de forma absoluta. Estamos pedindo ao prefeito que olhe um pouco mais os números, porque a gente percebe que desde a abertura dos bares e restaurantes em agosto, o número de contaminação não cresceu. A gente entende que bares e restaurantes não são grandes vetores de contaminação da covid-19, existem outras situações que podem gerar mais contaminação de forma muito superior e o que vamos pleitear é pedir ao prefeito que reconsidere essa posição, para que os bares voltem a funcionar até às 23h. Essas duas horas a mais não causarão transtornos e pleiteamos também que possa liberar as mesas para seis pessoas, o decreto hoje libera apenas 4”, disse Alexandrino ao Acorda Cidade.

Getúlio Barbosa, presidente do Sindicato de Bares, Restaurantes, Hotéis e Similares de Feira de Santana destacou que o setor já tem feito muitas demissões e há muitos estabelecimentos fechando.

“O funcionamento até às 23h não seria o ideal ainda, mas seria o mais possível. Estão ocorrendo demissões e fechamentos de empresas. São empresas pequenas que têm custos elevados e se elas não estão tendo o faturamento para cobrir seus custos, restando a alternativa de redução de custo e vão direto na folha de pagamento. Isso cria consequências sociais, por conta do desemprego. Estamos na expectativa, aguardando o chamamento do governo, para dialogar no sentido de a gente chegar a um entendimento no que diz respeito ao momento que nós estamos vivenciado que é a restrição no horário de funcionamento. Na prática um bar, por exemplo, funciona duas horas por dias, porque se um bar abre às 17h, mas o público começa a chegar às 18h, e tem que fechar às 21h, então, às 20h esse anúncio de fechamento tem que ser dado aos clientes. Isso inviabiliza completamente o funcionamento das empresas, e a gente vai manter o bom diálogo que sempre mantivemos com o prefeito, para construir essa possibilidade de a gente retornar para o horário de 23 horas”, declarou.

Retomada do setor cultural

Foto: Ascom

Um dos mais prejudicados setores da pandemia, o de entretenimento, enfrenta uma crise sem precedentes e com o aumento dos casos de covid-19 a realização de shows ao vivo voltaram a ser proibidos nos bares e restaurantes. Para tratar sobre o assunto, o vereador eleito Galeguinho SPA se reuniu com o secretário municipal de Cultura, Jairo Carneiro, e o presidente da Associação dos Músicos, Adilson José Santos (Billy Som), na manhã desta quarta-feira (13).

De acordo com a assessoria do vereador, o objetivo do encontro foi dialogar sobre a situação da classe artística e pedir a abertura de um diálogo com a categoria. O vereador também sugeriu ao secretário o fortalecimento de um conselho da cultura para debater grandes eventos do município como Micareta, São João, festas distritais, entre outros.

A assessoria informou ainda que um novo protocolo será apresentado pelos músicos para a avaliação da flexibilização do decreto municipal que restringe apresentações musicais. (Saiba mais aqui)

Leia também:

Prorrogado até 25 de janeiro decreto que proíbe shows em bares e venda de bebidas alcoólicas em locais públicos de Feira de Santana

Galeguinho SPA e Billy Som dialogam com secretário sobre retomada do setor cultural

Com informações do repórter Paulo José do Acorda Cidade

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Prefeitura mantém comércio aberto até sexta-feira e lockdown no final de semana
Toque de Recolher continua

Prefeitura mantém comércio aberto até sexta-feira e lockdown no final de semana

A abertura do comércio, no entanto, se dará de forma escalonada.

DPU em Feira de Santana atenderá auxílio emergencial também via aplicativo
Feira de Santana

DPU em Feira de Santana atenderá auxílio emergencial também via aplicativo

Apenas serão atendidos presencialmente, com prévio agendamento, os casos nos quais não seja possível a exe...

Sindicato destaca parceria do governo para o desenvolvimento rural em evento das mulheres
Feira de Santana

Sindicato destaca parceria do governo para o desenvolvimento rural em evento das mulheres

O secretário de Agricultura, Recursos Hídricos e Desenvolvimento Rural, Pablo Roberto, participou da abertur...

Vídeo

Passageiros de transporte coletivo enfrentam superlotação e risco de contaminação por covid-19 Veja mais Vídeos ›

Facebook

Instagram