Acorda Cidade - Dilton Coutinho

23 de Janeiro de 2021
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Cultura

Todas as notícias
Publicado em 25/11/2020 09h36.

Mostra Sesc de Artes ganha formato virtual e privilegia temática afro-brasileira

Entre os dias 25 e 29 de novembro, o público poderá conferir a programação especial da Mostra Sesc de Artes – Aldeias Bahia, com diversas linguagens artísticas
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra

Acorda Cidade

Neste ano de 2020, com o advento da pandemia, as três Mostras de Artes realizadas pelo Sesc Bahia nas cidades de Salvador (Aldeia Pelourinho), Feira de Santana (Aldeia Olhos D’água) e Paulo Afonso (Aldeia Mulungu) estarão juntas em um só lugar, potencializando suas ações e alcançando públicos para além de seus territórios e limites geográficos.  Entre os dias 25 e 29 de novembro, o público poderá conferir a programação especial da Mostra Sesc de Artes – Aldeias Bahia, com diversas linguagens artísticas, no canal do Sesc Bahia no YouTube (www.youtube.com /SescBahiaOficial). 

A Aldeia Pelourinho, a mais antiga das três, é realizada desde 2005, e ao longo de suas 15 edições recebeu artistas nacionais e internacionais das mais diversas estéticas e linguagens no Teatro Sesc Senac Pelourinho e nas ruas do Centro Histórico. A Aldeia Olhos D’Água é assim denominada em homenagem ao primeiro nome dado à Feira de Santana. Durante nove anos ocupou diversos espaços culturais, ruas e praças da cidade, ampliando a troca de experiências entre artistas, público e formadores de opinião da região. Mulungu é o nome da aldeia de Paulo Afonso, em homenagem a árvore medicinal que é encontrada em grandes quantidades em algumas regiões da cidade. Com nove anos de história, a Aldeia Mulungu, assim como as demais também ocupou ruas e praças da cidade com atrações artísticas oriundas de diversas regiões do país, promovendo o intercâmbio artístico-cultural e desenvolvimento local.  

A história dessas Aldeias não poderia ser interrompida! Pensando nisso e na importância que esses projetos têm para as suas cidades, públicos e artistas, o Sesc Bahia preparou uma curadoria especial com atrações artísticas veiculadas em ambiente virtual. A programação privilegia a temática afro-brasileira em alusão ao mês da Consciência Negra e traz teatro, dança, circo, música e contação de história. No dia 25.nov às 20h tem Quixabeira da Matinha - grupo é formado por trabalhadores rurais que desenvolvem um samba marcado por ritmos de diversas manifestações musicais populares, como folia de reis e bata de feijão. É considerado um mais importantes realizadores de samba de roda da Bahia!

Reverenciando ancestralidades, a história do livro As Mulheres Abayomi, do escritor baiano Adilson Passos, será contada no dia 26. Símbolo de resistência, tradição e poder feminino, as bonecas Abayomi contribuem para o reconhecimento do valor da identidade negra do povo brasileiro, um referencial positivo para o imaginário do universo infantil. O livro fala sobre igualdade de direitos e deveres, respeito e amor fraterno, pontuando a força guerreira criativa das mulheres como alquimia de transformação. O encontro com o escritor acontece às 18h. 

Ainda no dia 26 de novembro às 20h a Banda Africania traz uma estética de música mestiça, em que o samba de batuque, Samba Chula, Toada dialogam com o Acid Rock, Jazz, Psy-trance, Música Progressiva e Psicodélica. Assentados na resistência e sacralidade da cultura afro-brasileira, trazem nesse show as diversas fases do grupo, com destaque a nova fase que tem como tema o Sertão da Bahia. 


27 de novembro às 19h - Aos 50- Quem me aguenta  é um monólogo com textos autorais da atriz Edvana Carvalho que traz sua experiência enquanto mulher negra, nordestina, professora e artista, que ultrapassa a barreira dos 50 anos e todos os desafios que essas condições impõem à mulher contemporânea.  

27 de novembro às 20h - Xándra Diáfana apresenta o show "Negros Tons" com repertório de composições de mulheres negras que foram e são pioneiras na construção cultural brasileira como Dona Ivone Lara, Elza Soares, Lecy Brandão, Sandra de Sá, Iza, Luedji Luna e Mariene de Castro. A cantora passeia pela origem, religiosidade e afirmação, ligando passado e presente da representatividade afro-brasileira. 

No dia 28, às 19h tem a performance Ah, se eu fosse Marilyn!, do coreógrafo, dançarino, escritor e ator.Edu O. A proposta artística versa sobre os padrões corporais e morais que se impõem às individualidades e particularidades de cada um. Busca de forma sutil e imagética o respeito às diferenças, tolerância às escolhas pessoais e ao exercício do coexistir. 

O domingo, 29, às 16h, está reservado para crianças e adultos com Gran Circus, das Fulanas Cia de Circo! Um espetáculo inspirado na história e na alma do circo brasileiro que mescla o circo tradicional com o contemporâneo, com números de malabarismo, palhaço, monociclismo, equilibrismo e aéreos. Uma grande brincadeira, na qual desfilam personagens do imaginário popular circense como as rumbeiras, os ciganos, os mágicos e suas partners magníficas. 

Paralelo às atrações artistas, a Mostra Sesc de Artes realiza atividades formativas e traz na programação po dramaturgo Fernando Santana, o artista visual Denissena, o fotógrafo Tacun Lecy, a musicista Isis Carla, o artista gráfico Wilton Bernardo e a circense Luana Serrat, ministram oficinas nas suas áreas de atuação. 

Para ficar por dentro de toda a programação, basta  seguir os perfis da instituição nas redes sociais:

Instagram - @sescba

Facebook - facebook.com/sescbahia  

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Prêmio Sesc de Literatura abre inscrições para edição 2021
Cultura

Prêmio Sesc de Literatura abre inscrições para edição 2021

As inscrições são gratuitas e os escritores podem concorrer com obras inéditas nas categorias Conto e Roma...

Escritor de Feira de Santana lança livro de filosofia
Cultura

Escritor de Feira de Santana lança livro de filosofia

O livro trata sobre os desdobramentos da relação entre o espectador de cinema com o filme, a fim de desenvol...

Bazar pretende arrecadar fundos para produção de espetáculos em Feira
Cultura

Bazar pretende arrecadar fundos para produção de espetáculos em Feira

Na loja virtual, estão sendo comercializados aventais, bolsas, canecas, entre outros produtos.

Vídeo

Operação conjunta da DTE e Cipe Litoral Norte resulta na apreensão de meia tonelada de cocaína Veja mais Vídeos ›

Facebook

Instagram