Acorda Cidade - Dilton Coutinho

02 de Dezembro de 2020
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Saúde

Todas as notícias
Publicado em 22/10/2020 17h04.

Saúde planeja incentivo para ações em prol de alimentação saudável

Pesquisa aponta excesso de peso e obesidade na população brasileira
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Saúde planeja incentivo para ações em prol de alimentação saudável
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Acorda Cidade

Agência Brasil - O Ministério da Saúde planeja disponibilizar, ainda este ano, em caráter excepcional e temporário, um incentivo financeiro para qualificação das ações de promoção de alimentação saudável e da atividade física no país. A iniciativa busca reforçar a atenção a pessoas com doenças crônicas não transmissíveis (DCNTs), e os valores a serem empregados no incentivo ainda estão em estudo.

Divulgada ontem (21), a Pesquisa Nacional de Saúde apontou que o excesso de peso e a obesidade se tornaram mais frequentes na população brasileira entre 2003 e 2019. A pesquisa foi realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em parceria com o Ministério da Saúde.

A proporção de obesos na população brasileira aumentou de 12,2% para 26,8% entre 2003 e 2019. No ano passado, 30,2% das mulheres e 22,8% dos homens com 20 anos de idade ou mais tinham índice de massa corpórea (IMC) maior que 30 kg/m2, o que configura obesidade.

O excesso de peso, que se dá a partir do IMC 25 kg/m2, também se tornou mais frequente na sociedade brasileira, passando de 43,3% em 2003 para 61,7% em 2019.

Segundo o Ministério da Saúde, está em preparação o lançamento de ações de qualificação para profissionais de saúde, como o "Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas de sobrepeso e obesidade" e a publicação do “Instrutivo de Cuidado da Obesidade em Crianças e Adolescentes”.

“Nós já vínhamos acompanhando a evolução dos indicadores de sobrepeso e da obesidade, mas agora com esses dados novos temos uma informação real, mensurada, que reforça a necessidade de compromisso do Ministério da Saúde e da sociedade para enfrentamento de um dos principais fatores para doenças de risco, como diabetes e doenças cardiovasculares, entre outras”, disse Eduardo Macário, diretor do Departamento de Análise em Saúde e Vigilância de Doenças Não-Transmissíveis do Ministério da Saúde.

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Adolescente com doença cardíaca tem dificuldades com atendimento no HEC
Feira de Santana

Adolescente com doença cardíaca tem dificuldades com atendimento no HEC

Mãe do garoto disse que durante o atendimento, nenhum especialista esteve na sala para visitá-lo.

Fátima Bernardes revela câncer de útero: 'Estou bem'
Famosos

Fátima Bernardes revela câncer de útero: 'Estou bem'

Apresentadora, que irá se afastar do trabalho para fazer cirurgia, contou estar em estágio inicial da doenç...

Brasil

Covid-19: Anvisa divulga regras para autorização emergencial de vacina

Exigências serão menores, mas segurança é garantida, diz agência

Vídeo

Sinaleira desaba no cruzamento da Rua Bacelar de Castro com a Papa João XXIII Veja mais Vídeos ›

Podcast

Entrevista com prefeito Colbert Martins pós-eleições
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram