Acorda Cidade - Dilton Coutinho

23 de Outubro de 2020
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Feira de Santana

Todas as notícias
Publicado em 18/09/2020 07h16.

Associação dos Músicos e Sindicato dos Bares protocolam pedido de retorno das atividades

Com esse ofício as categorias querem que o prefeito Colbert libere, no próximo decreto, os eventos particulares e de barzinhos, de casas de eventos, de acordo com os protocolos de segurança.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Associação dos Músicos e Sindicato dos Bares protocolam pedido de retorno das atividades
Foto: Arquivo pessoal

Acorda Cidade

A Associação dos Músicos de Feira de Santana (Amfs), em parceria com o Sindicato dos Bares e Restaurantes de Feira de Santana (Sindfeira), protocolou ontem (17) um pedido de retorno das atividades do meio artístico e de profissionais da noite, de Feira de Santana. De acordo com Bily Som, presidente da Amfs, com esse ofício as categorias querem que o prefeito Colbert Martins da Silva Filho libere, no próximo decreto, os eventos, tanto particulares quanto os eventos de barzinhos, de casas de eventos, de acordo com os protocolos de segurança exigidos pelas autoridades sanitárias e órgãos fiscalizadores do enfretamento da covid-19.

“Está muito bem elaborado o nosso ofício com nosso protocolo de segurança. A gente agradece ao presidente Sr. Getúlio por nos assessorar, nos ajudar, agradecemos também ao secretário Carlos Borges Junior, Jairinho Carneiro Filho e a todos os colaboradores que estão junto com a Amfs e o Sindfeira para que esse retorno seja imediato ou o mais rápido possível. Queremos dizer aos nossos associados, aos nossos colegas músicos e artistas de que não estamos descansando, as veze não passamos notícias porque esperamos que elas sejam concretizadas, para que não venham a causar ou colocar dúvidas em nossos associados e colegas”, afirmou Bily ao Acorda Cidade, acrescentando que espera a posição do prefeito colbert Martins.

No documento protocolado, as entidades afirmam que tem plena consciência da necessidade de enfrentamento da pandemia e destacam que apoiam o Governo do Estado e Município nas medidas de controle. Porém lembra da necessidade de salvaguardar os negócios e os empregos neste momento em que a categoria dos músicos é fortemente atingida.

"Proibidos de trabalhar, sob qualquer aspecto, os músicos enfrentam uma realidade dramática, dependendo não mais do seu trabalho e arte, mas de caridade. Sem qualquer ajuda governamental, sem a dignidade básica que é o trabalho, não conseguem pagar as contas, alguns sequer conseguem levar sustento a sua família, ficando dependentes de doação", diz um trecho do documento.

Entre as ações propostas pelas entidades para a retomada das atividades dos músicos em Feira de Santana, estão: todos os estabelecimentos devem seguir o decreto municipal publicado em 3 de agosto de 2020; funcionamento com 40% da capacidade total, não ultrapassando o limite máximo de 100 pessoas; mesas e cadeiras com distanciamento de 1,5 a 2 metros; higienização dos ambientes com álcool 70% a disposição dos clientes e músicos; uso obrigatório de máscara ao entrar, transitar e sair; música ambiente com até 70 decibéis durante o dia e 60 durante a noite; cumprimento de horário de almoço e jantar encerrando a música até as 22h; redução do número de músicos, entre outros.

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Mãe tenta conseguir internamento para o filho que sofre com surtos psicóticos
Apelo

Mãe tenta conseguir internamento para o filho que sofre com surtos psicóticos

O jovem fica muito agressivo e a mãe relata que ele causa riscos à própria vida e também de outras pessoas...

Suporte psicológico virtual acompanhou 379 pessoas em quatro meses
Pandemia

Suporte psicológico virtual acompanhou 379 pessoas em quatro meses

O serviço não é exclusivo para pacientes acometidos pela vovid-19, mas para toda população.

Vídeo

Entrevista com a candidata a prefeita de Feira de Santana, Marcela Prest (PSOL) Veja mais Vídeos ›

Podcast

Entrevista com a candidata a prefeita de Feira de Santana, Marcela Prest (PSOL)
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram