Acorda Cidade - Dilton Coutinho

26 de Janeiro de 2021
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Educação

Todas as notícias
Publicado em 02/08/2020 10h37.

APLB convoca pais para cobrar do MP resposta sobre distribuição de merenda escolar da rede municipal

Marlede informou que a APLB e os pais de alunos da rede municipal vão às 9h30 desta segunda-feira (3), ao Ministério Público.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
APLB convoca pais para cobrar do MP resposta sobre distribuição de merenda escolar da rede municipal
Foto: Paulo José/Acorda Cidade (Arquivo) | Marlede Oliviera, diretora da APLB Feira

Rachel Pinto

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação (APLB- Feira de Santana) convoca os pais de alunos da rede municipal de ensino para que nesta segunda-feira (3), possam comparecer juntos ao Ministério Público (MP) para cobrar do órgão uma resposta em relação a distribuição da merenda escolar para os estudantes da rede municipal.

A presidente da APLB, a professora Marlede Oliveira, disse ao Acorda Cidade que o sindicato quer que a prefeitura tome uma providência com relação a merenda dos alunos que estão há quase cinco meses sem ter aulas e estão sem alimentação. De acordo com ela, a pandemia trouxe esse cenário de fome para muitos estudantes e o município de Feira de Santana não realizou nenhuma ação para amenizá-lo. Ela frisou também que assim como os alunos estão sofrendo sem a merenda, os professores passaram por muitas dificuldades, quando a prefeitura cortou os salários durante três meses.

“A APLB Feira convoca, mães, pais e responsáveis para irem o Ministério Público buscar uma resposta sobre a petição protocolada dia 1º de julho , onde a entidade solicita uma posição do órgão sobre os estudantes da rede municipal que estão há quatro meses sem merenda escolar. Nós estamos vivendo a miséria porque o capitalismo no Brasil agora aprofundou-se com a questão da pandemia do coronavírus. O município coloca que recebe 500 mil (mensal), mas que não dá para comprar. Mas, tinha que dar um jeito, tem dinheiro para tudo nesse país, e nós não podemos entender um país desse que abandona as crianças , que abandona a educação”, afirmou.

Marlede informou que a APLB e os pais de alunos da rede municipal vão às 9h30 desta segunda-feira (3), ao Ministério Público.

Com informações do repórter Paulo José do Acorda Cidade.
 

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Começam hoje as inscrições para o Fies 2021
Educação

Começam hoje as inscrições para o Fies 2021

Resultado será divulgado no dia 2 de fevereiro.

Edital para adesão de universidade ao 1º Sisu de 2021 é publicado
Sisu

Edital para adesão de universidade ao 1º Sisu de 2021 é publicado

Prazo de adesão é de 8 a 12 de fevereiro

Jornada da Empregabilidade traz oportunidades de emprego e estágio em evento virtual
Educação

Jornada da Empregabilidade traz oportunidades de emprego e estágio em evento virtual

Promovido pela Unisa, evento é gratuito e aberto ao público

Vídeo

Lote com 10.400 vacinas chega para Feira de Santana e 22 municípios da região Veja mais Vídeos ›

Facebook

Instagram