Acorda Cidade - Dilton Coutinho

04 de Agosto de 2020
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Dilton e Feito

Todas as notícias
Publicado em 30/07/2020 08h55.

Flávio Arns anuncia parecer favorável à PEC do Fundeb, sem alterações

O anúncio foi feito por meio das redes sociais do senador ontem (29). "Esse texto significa um grande entendimento entre Câmara e Senado.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Flávio Arns anuncia parecer favorável à PEC do Fundeb, sem alterações
Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

O senador Flávio Arns (Rede-PR) apresentou seu relatório, sem mudanças, à proposta de emenda à Constituição (PEC 26/2020) que torna permanente o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). O anúncio foi feito por meio das redes sociais do senador ontem (29). "Esse texto significa um grande entendimento entre Câmara e Senado. Só no Senado fizemos 15 audiências públicas e a gente espera que, nas próximas duas semanas, ele seja votado", afirmou o senador em vídeo publicado no Twitter. A proposta precisa ser aprovada em dois turnos de votação, obtendo pelo menos 49 votos favoráveis em cada turno. Se ela for modificada, retornará para nova análise da Câmara dos Deputados, que aprovou o texto no dia 21 de julho. O Fundeb é a principal fonte de financiamento da educação básica no Brasil e, pela Constituição, expira no dia 31 de dezembro deste ano. Além de tornar o fundo permanente, a PEC aumenta a participação da União no financiamento da educação infantil e dos ensinos fundamental e médio. Atualmente, o governo federal acrescenta ao Fundeb 10% do seu valor anual. Na nova versão, serão 23%. Pela PEC, a contribuição da União para o Fundeb crescerá de forma gradativa de 2021 a 2026. Assim, em 2021 a complementação da União começará com 12%; passando para 15% em 2022; 17% em 2023; 19% em 2024; 21% em 2025; e 23% em 2026. Em 2019, o Fundeb distribuiu R$ 156,3 bilhões para a rede pública de ensino de estados e municípios, garantindo dois terços dos recursos que os municípios investem em educação. Os valores alocados pelo governo federal continuarão a ser distribuídos para os entes federativos que não alcançarem o valor anual mínimo aplicado por aluno na educação. As informações são da Agência Senado.

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Jorge Oliveira, da Secretaria-Geral, é o 8º ministro com Covid-19
Política

Jorge Oliveira, da Secretaria-Geral, é o 8º ministro com Covid-19

Titular da Secretaria-Geral da Presidência cumprirá agenda remotamente

Governo Bolsonaro é reprovado e avaliado como 'péssimo' pela maioria da população
Política

Governo Bolsonaro é reprovado e avaliado como 'péssimo' pela maioria da população

Os dados revelam que 40,7% dos entrevistados reprovam o governo, enquanto aqueles que aprovam são 28,8%.

Boas notícias dos hospitais de Feira em tempos de pandemia
Saúde

Boas notícias dos hospitais de Feira em tempos de pandemia

O Acorda Cidade se junta ao Hospital de Campanha e novo Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA2) na propagaç...

Vídeo

Maternidade Santa Emília Veja mais Vídeos ›

Podcast

Ouça o Programa desta terça-feira 04.08:
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram