Acorda Cidade - Dilton Coutinho

04 de Junho de 2020
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Educação

Todas as notícias
Publicado em 28/03/2020 17h39.

Matrículas em faculdades EAD têm aumentado nos últimos tempos

A modalidade vem sendo opção para quem deseja começar uma segunda graduação.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Matrículas em faculdades EAD têm aumentado nos últimos tempos
Foto: Divulgação

Agência Educa Mais Brasil 

Diversos motivos levam os estudantes a optarem pela modalidade EAD, como a flexibilidade para estudar, a não necessidade de ir ao campus de ensino todos os dias e, a depender do curso, em turnos diferentes. Ainda há o perfil de alunos que confessam não ter mais paciência para trabalhos em equipe e outros justificam que se sentem deslocados em turma jovial.

Por isso, a preferência pelos cursos EAD têm aumentado. No último Censo da Educação A Distância, do Ministério da Educação (MEC), o Brasil já tem quase 1,5 milhão de pessoas que optaram por estudar na modalidade a distância.

A mestre em Educação e Contemporaneidade, pela Universidade do Estado da Bahia (Uneb), Cíntia Dantas, 31, está no 4º semestre de Pedagogia EAD, na Uninassau. Para ela, estar novamente na sala de aula pesou na escolha da modalidade do seu curso. “Como é a segunda graduação e eu já estava trabalhando, não teria mais tempo e paciência para enfrentar o dia a dia na faculdade de novo”, alega a futura pedagoga.
Contudo, Cíntia ressalta que embora o curso EAD seja flexível - isto é, que o aluno estuda no horário que lhe convém - é preciso ficar atento ao comportamento pessoal para não cair na armadilha de se atrapalhar com os estudos. “Tem que ter muita disciplina porque o fato de ter o tempo que quiser para fazer as atividades, às vezes, atrapalha porque você vai deixando para a última hora. O material é disponibilizado no portal e você estuda por conta própria”, pontua.

Outra vantagem dos cursos EAD é que são mais baratos, pois para uma instituição manter um curso a distância não tem os mesmos gastos que teria se as aulas fossem presenciais. Já para o aluno, a economia é bem-vinda, isso porque não precisa gastar com deslocamentos, alimentação fora de casa e cópias de apostilas.

Alguns programas de inclusão educacional, como o Educa Mais Brasil, têm bolsas de estudo para a modalidade EAD para você. Acesse o site e confira as oportunidades disponíveis.

 

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Rede UniFTC movimenta desenvolvimento profissional através do projeto Integra RH
Educação

Rede UniFTC movimenta desenvolvimento profissional através do projeto Integra RH

O projeto vai reunir importantes speakers do mercado e colaboradores de empresas parcerias da rede de ensino p...

Pesquisadores da UFRB desenvolvem aplicativo para monitorar coronavírus
Bahia

Pesquisadores da UFRB desenvolvem aplicativo para monitorar coronavírus

A pesquisa foi autorizada pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa do Ministério da Saúde do Brasil par...

MEC aprova aulas aos sábados e no período de férias para cumprir carga horária escolar
Educação

MEC aprova aulas aos sábados e no período de férias para cumprir carga horária escolar

Ministério da Educação homologou diretrizes para organizar o calendário de 2020.

Vídeo

Manifestantes protestam contra o fechamento do comércio em frente a Hospital de Campanha e pedem informações sobre obra Veja mais Vídeos ›

Facebook

Instagram