Acorda Cidade - Dilton Coutinho

02 de Julho de 2020
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Saúde

Todas as notícias
Publicado em 13/03/2020 11h42.

Hospital Clériston Andrade poderá suspender cirurgias eletivas por causa do coronavírus

A médica coordenadora da emergência, Helvia Fagundes, disse que a suspensão das cirurgias já está nos planos do hospital desde a formação do comitê do coronavírus.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Hospital Clériston Andrade poderá suspender cirurgias eletivas por causa do coronavírus
Foto: Paulo José/Acorda Cidade

Daniela Cardoso e Ney Silva

As cirurgias eletivas no Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA) poderão ser suspensas a partir da próxima semana. A medida tem por objetivo reduzir o fluxo de pessoas no hospital por causa do coronavírus. A médica coordenadora da emergência, Helvia Fagundes, disse que a suspensão das cirurgias já está nos planos do hospital desde a formação do comitê do coronavírus.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade 

“Montamos um comitê interno no hospital e já estávamos avaliando essa questão, discutimos se era o caso de iniciar a suspensão de cirurgias eletivas. Esta semana ainda não suspendemos essas atividades por entender que temos apenas transmissão local, com três casos. Ainda não existe indício de transmissão comunitária e a gente está se preparando. Nesse momento ainda não cancelamos, mas está em pauta com a diretoria do hospital e muito provavelmente serão suspensas em algum momento”, afirmou.

A coordenadora explicou que o perfil de pacientes de cirurgias eletivas do HGCA é especial e muitas vezes os pacientes têm dificuldades de realizar os procedimentos cirúrgicos em outras unidades, por não haver, muitas vezes, outra unidade na região que realize o procedimento.

Além disso, Helvia Fagundes informou que existem pacientes que ficam internados no Clériston Andrade aguardando cirurgias e por isso esses procedimentos podem não ser suspensos, já que a saída do paciente do hospital depende da realização do procedimento cirúrgico.

“Se a gente adia essa cirurgia, existe o risco desse paciente ficar ainda mais tempo internado, então muitas vezes a cirurgia vem como uma solução para desospitalizar esses pacientes. Os pacientes que podem aguardar a cirurgia em casa, que não tem um risco maior, podem aguardar a remarcação do procedimento cirurgico. O objetivo é reduzir o fluxo de pacientes dentro do hospital assim como de visitantes para atrasar a disseminação da doença e também para ter leitos para atender a demanda nova que está surgindo”, afirmou.

A médica frisou ainda que o Hospital Geral Clériston Andrade vai continuar atendendo os pacientes do mesmo perfil, além da demanda de pacientes do Covid-19 que necessitar de internamento.

“Volto a dizer que o paciente do Covid-19 que está bem, vai ser acompanhando pela rede básica de saúde e o isolamento é domiciliar. O Clériston Andrade é destinado a pacientes com necessidade de internação”, pontuou. 

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Mais duas mortes e mais 150 casos de covid-19 confirmados em Feira de Santana nas últimas 24 horas
Boletim

Mais duas mortes e mais 150 casos de covid-19 confirmados em Feira de Santana nas últimas 24 horas

De acordo com o boletim, o número de casos ativos aumentou para 1.979 e de hospitalizados subiu para 63.

Bahia confirma mais 45 óbitos e  2.864 casos novos de covid-19 em 24 horas
Boletim

Bahia confirma mais 45 óbitos e 2.864 casos novos de covid-19 em 24 horas

Dos 79.349 casos confirmados desde o início da pandemia, 53.334 já são considerados curados.

União Europeia aprova vacina contra o Ebola que leva a mesma tecnologia estudada para a Covid-19
Saúde

União Europeia aprova vacina contra o Ebola que leva a mesma tecnologia estudada para a Covid-19

Imunização usa método aplicado também em fase experimental de uma vacina contra o coronavírus Sars-Cov-2.

Vídeo

Entregadores de apps de Feira de Santana aderem a greve nacional e reivindicam melhores condições de trabalho Veja mais Vídeos ›

Facebook

Instagram