Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • Thayane Pinheiro
  • Thayane Pinheiro
28 de Março de 2020
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Saúde

Todas as notícias
Publicado em 18/02/2020 14h33.

Dor: entenda quando ela deixa de ser normal e pode ser sinal de fibromialgia

Com dor ninguém deseja ficar, mas no caso da fibromialgia ainda não há cura.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Dor: entenda quando ela deixa de ser normal e pode ser sinal de fibromialgia
Foto: Pixabay

Acorda Cidade

Intensas e, por muitas vezes, incapacitantes. Este é o cenário de quem sofre com fibromialgia. A doença, que acomete principalmente o público feminino, é caracterizada por dores crônicas em diferentes partes do corpo, principalmente tendões e articulações.

Com diagnóstico ainda difícil, a fibromialgia pode ter causa primária, ou seja, se constituir uma doença por si só, ou ser secundária, tendo início em consequência de um conjunto amplo de doenças como hipotireoidismo, diabetes, reumáticas ou devido ao uso prolongado de medicamentos. Contudo, a fisioterapeuta do Hapvida Saúde, Luana Neres, explica a atenção que deve ser dada ao indivíduo que possua, ao menos, nove pontos fundamentais que funcionam como um “trilho de dor” no mesmo lado do corpo - atrás da cabeça, no pescoço, esterno, ombro, braço, cotovelo, quadril, glúteo e joelho. “A observação deste trilho somado a sintomas como fadiga, indisposição e alteração do sono levam, após investigação negativa para outras doenças, ao diagnóstico de Fibromialgia”, aponta.

Lidando com a dor

Com dor ninguém deseja ficar, mas no caso da fibromialgia ainda não há cura. Em momentos de crise dos sintomas, o paciente costuma apresentar dor intensa e generalizada, o que pode levar, em alguns casos, a limitação do movimento de uma ou muitas articulações do corpo, de forma temporária, associando-se à fraqueza e indisposição causadas pela doença. Luana destaca ainda que muitos pacientes relatam não conseguirem sequer sair da cama, gerando um impacto social e afetivo, que precisa ser acompanhado/tratado por uma equipe multiprofissional de saúde.

E, apesar do quadro álgico, a prática de atividade física é algo permitido para quem foi diagnosticado com a fibromialgia. De acordo com a fisioterapeuta, as atividades escolhidas devem ser de baixo/moderado impacto para diminuição do quadro de dor e manutenção da qualidade de vida. Treinamento funcional, crossfit e demais atividades que exigem mais da pessoa não são indicadas para o portador da doença por exigirem esforço máximo da musculatura/articulação podendo agravar os sintomas.

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Brasil tem 92 mortes e 3.417 casos confirmados de novo coronavírus, diz Ministério da Saúde
Covid-19

Brasil tem 92 mortes e 3.417 casos confirmados de novo coronavírus, diz Ministério da Saúde

Balanço acrescentou mais 15 mortes ao total, o que representa um aumento de 19% em relação ao dia anterior.

Bahia registra 123 casos confirmados de Covid-19; seis pacientes estão internados
Bahia

Bahia registra 123 casos confirmados de Covid-19; seis pacientes estão internados

Os casos confirmados estão distribuídos em 19 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (63,4...

OMS diz que desenvolvimento de vacina contra coronavírus deve demorar mais de 18 meses
Saúde

OMS diz que desenvolvimento de vacina contra coronavírus deve demorar mais de 18 meses

Organização Mundial da Saúde anunciou um estudo que analisará a segurança e a eficácia de quatro medicam...

Vídeo

Médico relata fatos históricos em Feira de Santana relacionados a pandemias, epidemiarias e endemias Veja mais Vídeos ›

Podcast

Ouça o Programa desta sexta-feira 27.03
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram