Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • Thayane Pinheiro
  • SECOM CLERISTON
28 de Março de 2020
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Dom Itamar Vian

Todas as notícias
Publicado em 17/02/2020 08h51.

Você tem ciúme?

Dizem: 'A gente se ama, por isso, quer saber direitinho o que o outro andou fazendo...'
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra

Existem casais de namorados que vêem charme no ciúme. Cobram onde cada um esteve, com quem falou, porque se vestiu assim, porque não apareceu ontem. E assim por diante, num controle total da vida alheia. Dizem: “A gente se ama, por isso, quer saber direitinho o que o outro andou fazendo...” 

O HOMEM ciumento afirma que ama sua esposa. Na verdade pensa as piores coisas dela! A mulher ciumenta faz cobranças por amor, mas realmente o retrato que pinta do seu próprio marido é o pior possível. O ciúme faz a mulher controlar os passos do marido, o que significa absolutamente não confiar na sua honestidade. Quando se passa a vigiar os passos de alguém, quebrou-se o clima de confiança recíproco, espatifou-se o amor.

A GRANDE causa do ciúme é a insegurança pessoal. O ciumento não confia em si mesmo, por isso, tem que sentir que é o dono da pessoa amada. Tem medo de perdê-la. O jovem ciumento é tão inseguro que tem medo que qualquer outro jovem tenha mais encantos e acabará por roubar sua amada. O ciumento se acha feio e incompetente. É inseguro a respeito de si mesmo.

NO INÍCIO do namoro, os ciumezinhos podem parecer charmosos. Após certo tempo, transformam a vida num inferno. Os carinhos são substituídos por tapas. Os beijinhos, por beliscões. Quanta louça já foi espatifada pelas ridículas brigas de ciúme. O ciúme não pode ser confundido com o amor. O ciumento não sabe desculpar, não suporta os limites humanos da pessoa amada. O ciumento é incapaz de um amor sadio, equilibrado e duradouro.

EM SUA FASE mais doentia, o amor ciumento não passa de ódio camuflado. Há quem mate por “amor”. Na verdade, matar, é sempre um gesto extremo de ódio. O ciumento odeia a pessoa amada, porque não tem a certeza de possuí-la. Quando queremos possuir alguém, deixamos de amá-la, pois não admitimos mais a sua independência.

SÃO PAULO, na carta aos Coríntios, nos apresenta predicados inseparáveis do amor verdadeiro e duradouro. Quem ama, crê na pessoa amada. Quem ama, desculpa todos os erros e imprevistos. Quem ama, jamais deixará de esperar que o outro seja melhor. Quem ama, tudo suporta, pois sabe que somente Deus é perfeito. “O amor tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta” (1Cor 13,7).

Dom Itamar Vian
Arcebispo Emérito
[email protected]

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Artigo

Por que sofremos?

Piores ainda são outros sofrimentos: medo, traição, calúnia, ingratidão, injustiça e solidão.

Artigo

Remédio milagroso

A água é um bem natural que precisa de cuidados.

Artigo

Quanto vale a vida?

Somente no Brasil, acontecem, por ano, aproximadamente, 50 mil homicídios, 40 mil mortes no trânsito e 15 mi...

Vídeo

Médico relata fatos históricos em Feira de Santana relacionados a pandemias, epidemiarias e endemias Veja mais Vídeos ›

Podcast

Ouça o Programa desta sexta-feira 27.03
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram