Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • SECOM CLERISTON
  • Thayane Pinheiro
28 de Março de 2020
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Toque Esportivo

Todas as notícias
Publicado em 16/02/2020 14h27.

É campeão! Trio decide, Flamengo domina o Athletico-PR e conquista a Supercopa

Equipe carioca derrota Athletico-PR por 3 a 0.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
É campeão! Trio decide, Flamengo domina o Athletico-PR e conquista a Supercopa
Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

Acorda Cidade

Agência Brasil - O Flamengo inicia o ano de 2020 como encerrou o de 2019, conquistando títulos. Diante de mais de 48 mil torcedores, a equipe carioca derrotou o Athletico-PR por 3 a 0, neste domingo (16) no estádio Mané Garrincha (Brasília), e conquistou a Supercopa do Brasil.

Esta é a primeira vez que o rubro-negro carioca conquista o título da competição criada em 1990. Tendo inspiração nos torneios europeus, a Supercopa do Brasil reúne os dois campeões nacionais (Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil) no início da temporada seguinte. Até este domingo, haviam acontecido apenas duas decisões de Supercopa. Em 1990 o Grêmio se sagrou campeão ao vencer o Vasco, e em 1991 o Corinthians faturou o título ao derrotar o Flamengo.

O jogo

O Flamengo começou a partida melhor, adiantando suas linhas e imprensando o Athletico em sua defesa. Com isso, apenas a equipe carioca criava chances de perigo.A pressão do atual campeão do Brasileiro foi tamanha que ele não demorou a abrir o marcador. Aos 14 minutos Gabigol recebe a bola na direita e cruza para a área, onde Bruno Henrique se antecipa a dois marcadores e marca de cabeça.

Mesmo com a vantagem no marcador o Flamengo continuou mandando na partida. E o segundo veio aos 28 minutos. Filipe Luís cruza na área do Athletico, o lateral Márcio Azevedo tenta recuar para o goleiro Santos com passe de peito. Mas o toque é fraco. Gabigol aproveita o vacilo e toma a bola, dribla o goleiro e chuta para a meta vazia.

Apenas após o 2 a 0 é que o time paranaense consegue criar algo, muito por conta da diminuição do ritmo da equipe da Gávea.A primeira chance atleticana surge aos 40 minutos, quando o goleiro Santos faz ligação direta para Marquinhos Gabriel na ponta esquerda. O camisa 10 do Athletico se livra de Rodrigo Caio e chuta cruzado. Mas Diego Alves defende com tranquilidade.

Porém, a melhor chance vem dois minutos depois, quando Rony se livra de Rafinha e cruza rasteiro para o meio da área, onde Erick perde chance claríssima.Na etapa final o Athletico chega a ensaiar uma recuperação. Logo aos 10 minutos Erick cabeceia com perigo após bola levantada na área do Flamengo. Aos 19 é Guilherme Bissoli quem dá trabalho para o goleiro Diego Alves. Erick cruza da direita para cabeceio com perigo do camisa 17.

Mas, mesmo em um ritmo menor, o Flamengo mantém o controle da partida. Com isso, chega ao terceiro. Aos 23 minutos, Arão lança Bruno Henrique na esquerda. O atacante avança em grande velocidade e, ao chegar na área adversária, tenta tocar para Gabigol. Santos corta parcialmente a jogada e a bola fica livre para o uruguaio Arrascaeta, que chuta da entrada da área.

A partir de então as equipes passam a criar chances de lado a lado, mas o placar permanece inalterado. 3 a 0 para o Flamengo, que conquista pela primeira vez a Supercopa do Brasil.

Sequência de decisões

Após o jogo deste domingo, o Flamengo continua em uma sequência de decisões. A primeira será na próxima quarta (19), quando enfrenta o Independiente Del Valle (Equador) no estádio Olímpico Atahualpa (Quito) na partida de ida da Recopa Sul-Americana.

No próximo sábado (22) disputa a final da Taça Guanabara, no Maracanã (Rio de Janeiro), com o vencedor de Boavista e Volta Redonda. Para terminar há o jogo de volta da Recopa Sul-Americana contra o Independiente Del Valle, partida que acontece no dia 26 de fevereiro no Maracanã.

Ficha Técnica
Domingo, 16 de fevereiro de 2020

FLAMENGO 3 X 0 ATHLETICO-PR

Competição: Supercopa do Brasil

Local: Estádio Mané Garrincha, Brasília

Flamengo: Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Gustavo Henrique e Filipe Luís (Renê); Willian Arão, Gerson e Everton Ribeiro (Diego); Arrascaeta (Michael), Gabigol e Bruno Henrique. T: Jorge Jesus.

Santos; Khellven (Fernando Canesin), Lucas Halter, Thiago Heleno e Márcio Azevedo (Abner Vinícius); Wellington, Erick, Léo Cittadini (Guilherme Bissoli) e Marquinhos Gabriel; Nikão e Rony.

Gols: Primeiro tempo: Bruno Henrique (14) e Gabigol (28). Segundo tempo: Arrascaeta (23).

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Flu de Feira cede estrutura do Centro de Treinamento para a Prefeitura no enfrentamento ao Covid-19
Feira de Santana

Flu de Feira cede estrutura do Centro de Treinamento para a Prefeitura no enfrentamento ao Covid-19

O prefeito Colbert Martins Filho esteve no local na manhã de quinta-feira (26) para conhecer as instalações...

Toque Esportivo

Futebol brasileiro: clubes e jogadores seguem sem acordo

Federação dos atletas rejeita proposta de redução em 25% dos salários

Toque Esportivo

Presidente do Bahia de Feira diz que clube cumprirá compromisso com atletas, comissão e funcionários

De acordo com o presidente, o clube está fechado com a Federação Bahiana de Futebol.

Vídeo

Médico relata fatos históricos em Feira de Santana relacionados a pandemias, epidemiarias e endemias Veja mais Vídeos ›

Podcast

Ouça o Programa desta sexta-feira 27.03
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram