Acorda Cidade - Dilton Coutinho

14 de Agosto de 2020
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Moda e Beleza

Todas as notícias
Publicado em 03/02/2020 09h09.

Queda capilar: 11 mitos e verdades sobre o assunto

O especialista em transplantes capilares, Dr. Thiago Bianco explica alguns mitos e verdades sobre a queda capilar.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Queda capilar: 11 mitos e verdades sobre o assunto
Foto: Reprodução

Acorda Cidade

De acordo com o último levantamento da SBC (Sociedade Brasileira do Cabelo) divulgado no segundo semestre de 2018, em média 42 milhões de brasileiros são reféns da calvície. Dentro da mesma pesquisa, outro dado que chama a atenção é a quantidade de jovens entre 20 e 25 anos que também sofrem com a queda capilar e segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), os mais atingidos são os homens acima na faixa de 50 anos. O especialista em transplantes capilares, Dr. Thiago Bianco explica alguns mitos e verdades sobre a queda capilar:

1. Xampu Bomba funciona para o crescimento natural dos fios? Mito. Não existe comprovação científica de que o uso de medicamentos e vitaminas dentro do xampu possa fazer o crescimento do fio ser acelerado. O que geralmente ocorre é o efeito placebo, onde a pessoa acredita que o remédio funciona e sente os seus efeitos de fato.

2. Usar boné ou chapéu em excesso, causa queda de cabelo? Parcialmente verdade. O uso diário do boné ou chapéu pode sim acelerar o processo de queda de cabelo por conta da umidade que os acessórios causam na cabeça, podendo ocasionar processos inflamatórios no couro cabeludo. Mas, se o jovem já tiver predisposição para ter este problema (fator genético), o uso ou não de algo na região da cabeça, em nada irá afetar.

3. Ter uma dieta rica em proteínas desde cedo, irá retardar a queda de cabelo? Mito. Por mais que o cabelo seja proteico, o fato de ingerir o nutriente não influenciará no transtorno, apenas irá deixar um aspecto mais saudável aos fios.

4. Uso de chapinha e secador na adolescência favorece a queda dos fios? Parcialmente verdade. A utilização diária destes dois aparelhos danifica os fios ocasionando a queda, mas nem sempre irá resultar em uma calvície permanente. Caso a jovem tenha fatores genéticos ou fios ralos e enfraquecidos, o problema poderá aparecer. De qualquer maneira, deve-se evitar o uso constante dos dois equipamentos.

5. Prender o cabelo sempre pode danificar os fios transplantados? Plausível. Se o prendedor escolhido for agressivo ou ainda, se a pessoa prender com muita força isso pode sim causar uma quebra dos fios.

6. Traumas podem influenciar na calvície? Verdade. Situações de estresse podem desencadear queda de cabelo. O mal pode provocar um início de alopecia androgênica, calvície causada por fatores genéticos.

7. Abusar da química no cabelo, como tinturas e alisamentos, ajuda na calvície precoce? Verdade. O uso excessivo de qualquer tipo de química causa danos aos fios, como a destruição do fio, quebra e enfraquecimento e, todos estes problemas juntos podem causar a queda excessiva que, se não cuidada, pode causar a calvície.

8. Dormir com cabelo molhado faz mal? Verdade. Não é recomendado dormir com o cabelo molhado, já que internamente o fio demora entre 6 a 8h para secar e, com isso, a humidade em contato com o travesseiro pode facilitar a proliferação de fungos e outras doenças.

9. É possível atingir um resultado totalmente natural e impercebível com transplante capilar? Verdade. Por meio das atuais técnicas de transplante folicular, o paciente atinge um resultado impercebível e indetectável. Uma vez realizada por um cirurgião que tenha habilidade técnica e um senso artístico apurado, o transplante terá um aspecto totalmente natural.

10. Jovens não podem se submeter a transplantes capilares? Mito. Com as novas técnicas como a FUE (Folicular Unit Extraction), método que usa unidades foliculares por meio de micro lâminas circulares, e a FUT (Follicular Unit Transplantation), técnica mais tradicional que promove a retirada de uma faixa de cabelo do couro cabeludo, qualquer pessoa, independentemente da idade ou do sexo, pode se submeter ao transplante, porém o paciente tem que ter uma boa indicação cirúrgica, e em pacientes mais jovens, é preferível iniciar um tratamento clínico para estabilização do quadro de calvície, para posterior procedimento de transplante capilar.

11. É possível transplantar cabelo usando pelos de outras partes do corpo? Verdade. Caso não exista mais a possibilidade de retirar os fios da área da nuca, é possível sim transplantar pelos do corpo para a região. A técnica body hair transplant é uma cirurgia um pouco mais delicada e complexa do ponto de vista técnico e não de risco cirúrgico. Consiste na retirada de pelos do corpo como os fios da região submentoniana (abaixo do queixo) ou no tórax do próprio paciente. Após o procedimento, os pelos pegam as características da região em que foi transplantado tanto em matéria de taxa de crescimento, como de espessura. Com o passar do tempo, ao crescerem, fica quase impossível definir a diferença entre as características do pelo e fio de cabelo.

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Multifuncional: saiba cinco motivos para usar babosa no cuidado da pele
Moda e Beleza

Multifuncional: saiba cinco motivos para usar babosa no cuidado da pele

Planta coleciona efeitos positivos para cuidar da pele e cabelo, por exemplo.

Bem estar

Confira oito dicas de automassagem nos pé para fazer em casa

Com um pouco de flexibilidade, a massagem nos pés pode ser feita pela própria pessoa e basta ter um óleo ou...

Segmento de moda segue estável mesmo durante a quarentena
Moda

Segmento de moda segue estável mesmo durante a quarentena

Mais tempo em casa e datas comemorativas são fatores que aquecem o setor

Vídeo

Estudante de escola pública é aprovada em doutorado em Portugal e precisa de ajuda para custear o curso Veja mais Vídeos ›

Facebook

Instagram