Acorda Cidade - Dilton Coutinho

28 de Janeiro de 2020
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Saúde

Todas as notícias
Publicado em 13/01/2020 16h04.

Irmãs pedem ajuda para conseguir regulação para a mãe que tem doença grave no fígado

A paciente tem cirrose hepática e precisa de um tratamento específico.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Irmãs pedem ajuda para conseguir regulação para a mãe que tem doença grave no fígado
Foto: Orisa Gomes/Acorda Cidade

Rachel Pinto

As irmãs Jéssica Cardoso e Evelyn Silva foram até os estúdios do Programa Acorda Cidade, na rádio Sociedade News FM, 102.1, em Feira de Santana, na manhã desta segunda-feira (13) e fizeram um apelo para conseguir a ajuda para o tratamento de saúde da  mãe, a paciente Sônia Regina Cardoso da Silva, de 58 anos.

As irmãs informaram que há três meses estão em uma verdadeira peregrinação com a genitora e com idas e vindas da paciente para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA). Segundo elas, Sônia tem cirrose hepática e já perdeu uma parte do fígado. Ela passa mal, é levada até a UPA, recebe os atendimentos, porém, a unidade não tem suporte para dar continuidade a um tratamento efetivo para a paciente. Ela precisa de uma regulação para o HGCA para que então passe por um tratamento específico.

No entanto, como a UPA não tem suporte para realizar esse tratamento, com dois ou três dias de internamento, após tomar analgésicos, Sônia é liberada para a casa. Em casa, não é possível realizar a regulação e de acordo com as filhas, quando nota-se qualquer piora, ela retorna para a UPA.

Jésssica relatou que inclusive já esteve pessoalmente com o diretor do HGCA, José Carlos Pitangueira, ele informou que está em busca da vaga, mas até o momento ela não está disponível.

As jovens temem que o quadro de saúde de agrave ainda mais e Jéssica disse que atualmente a paciente está apresentando sangramentos.

“Temos uns três meses tentando e queremos um internamento para mais específico para ela. Já tentamos em Salvador, mas informaram que tem que ter o cartão do SUS de lá. Enquanto isso ela piora e está em casa sofrendo”, lamentou.

O Acorda Cidade tentou em entrar em contato diretoria do HGCA, mas até o momento não conseguiu.


 

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Brasil é o segundo país do mundo em casos de Hanseníase
Saúde

Brasil é o segundo país do mundo em casos de Hanseníase

O Dia Nacional de Combate e Prevenção da Hanseníase (25 de janeiro) promove a conscientização sobre a doe...

Atendimento de fisioterapia é oferecido para bebês prematuros nascidos no Hospital da Mulher
Saúde

Atendimento de fisioterapia é oferecido para bebês prematuros nascidos no Hospital da Mulher

O serviço, garantido pela Prefeitura de Feira de Santana, a através da Fundação Hospitalar, é realizado n...

Brasileira desenvolve novo tratamento para câncer de ovário
Saúde

Brasileira desenvolve novo tratamento para câncer de ovário

Terapia com uso de metal raro será testada clinicamente

Vídeo

Policiais civis e penais paralisam atividades e fazem manifestação em Feira de Santana Veja mais Vídeos ›

Podcast

Ouça o Programa desta sexta-feira 24.01:
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram