Acorda Cidade - Dilton Coutinho

19 de Janeiro de 2020
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Política

Todas as notícias
Publicado em 09/12/2019 19h55.

Hamilton Mourão representará o governo em posse na Argentina

Segundo Rêgo Barros, a decisão de Bolsonaro de enviar o vice-presidente foi uma forma de valorizar a relação entre os dois países.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Hamilton Mourão representará o governo em posse na Argentina
Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil

Acorda Cidade

Agência Brasil - O porta-voz do Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, disse que o vice-presidente Hamilton Mourão será o representante do governo brasileiro na posse do novo presidente da Argentina, Alberto Fernández , que ocorrerá nesta terça-feira (10), em Buenos Aires. Mourão embarca ainda hoje (9) para a capital do país vizinho.

"Confirmamos a participação do nosso vice-presidente na posse do futuro presidente da Argentina, senhor [Alberto] Fernández. O vice-presidente deve deslocar-se para a Argentina ainda hoje", afirmou Rêgo Barros a jornalistas, durante coletiva no Palácio do Planalto, na noite desta segunda-feira. O embarque está previsto para as 20h.

Mais cedo, o Ministério das Relações Exteriores havia informado que o embaixador do Brasil em Buenos Aires, Sérgio Danese, era quem representaria o governo brasileiro na posse de Alberto Fernández. Seria a primeira vez em mais de 15 anos que o governo brasileiro deixaria de enviar um representante do primeiro escalão para a posse de um presidente argentino. O país vizinho é o terceiro maior parceiro comercial do Brasil, atrás de China e dos Estados Unidos, com um fluxo comercial anual de mais de quase US$ 26 bilhões, segundo dados de 2018.

Segundo Rêgo Barros, a decisão de Bolsonaro de enviar o vice-presidente foi uma forma de valorizar a relação entre os dois países, especialmente em relação às questões comerciais. "Com relação à decisão do presidente, ele vem, ao longo do dia, e mesmo ontem, fazendo análises continuadas, discutindo com vários ministros, e a partir dessas discussões, entendendo que se faria necessária a presença de uma autoridade lá [...] para valorizar o relacionamento com a Argentina, em especial, nos aspectos comerciais".

Alberto Fernández venceu as eleições argentinas pela coalizão de esquerda Frente de Todos. Ele tem como vice a senadora Cristina Kirchner, ex-presidente do país. Bolsonaro é crítico do kirchnerismo e apoiou a reeleição do presidente Maurício Macri, derrotado nas urnas nas eleições realizadas em outubro no país vizinho. 

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Bolsonaro exonera secretário da Cultura, que fez discurso com frases semelhantes às de ministro de Hitler
Política

Bolsonaro exonera secretário da Cultura, que fez discurso com frases semelhantes às de ministro de Hitler

O secretário divulgou um vídeo na quinta-feira (16) no qual usou frases semelhantes às usadas por Joseph Go...

Arrecadação para Fundo Antidrogas dobra em 2019
Política

Arrecadação para Fundo Antidrogas dobra em 2019

Ministro Moro promete quintuplicar valor até 2022.

Bahia

Pilão Arcado: TRE pede intensificação de segurança após incidente em campanha eleitoral

Eleição suplementar na cidade ocorrerá no próximo dia 2 de fevereiro.

Vídeo

Moradores reclamam de buracos deixado pela prefeitura Veja mais Vídeos ›

Podcast

Ouça o Programa desta sexta-feira 17.01:
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram