Acorda Cidade - Dilton Coutinho

15 de Dezembro de 2019
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Cultura

Todas as notícias
Publicado em 12/11/2019 15h59.

Lázaro Ramos participa de Festival Literário Nacional em bairro de Salvador

O evento é mais um inspirado no sucesso da Festa Literária Internacional de Cachoeira, a primeira a ser realizada na Bahia e que este ano chegou à sua nona edição com sucesso de público.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Lázaro Ramos participa de Festival Literário Nacional  em bairro de Salvador
Foto: Camila Souza/ GOVBA

Acorda Cidade

O bairro de Cajazeiras, um dos mais populosos de Salvador, entra este ano no circuito das 31 festas literárias realizadas na Bahia. Aberto nesta terça (12) com o bate papo entre o ator e escritor Lázaro Ramos e a cantora Luedji Luna, o primeiro Festival Literário Nacional (Flin) se estenderá até sexta-feira (15), no Ginásio Poliesportivo de Cajazeiras. Com a temática ‘Diversas Leituras & Novos Caminhos’, o Flin tem como foco as linguagens utilizadas pela juventude como mecanismos de fortalecimento da identidade cultural. O festival tem também o objetivo de promover ações de incentivo à leitura, formação de leitores e acesso ao conhecimento na esfera do livro e da leitura. A iniciativa é da Fundação Pedro Calmon (FPC), vinculada à Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Secult).

Para a secretária da Cultura, Arany Santana, a abertura do Flin representa um grande dia para o Governo do Estado e para a população de Cajazeiras. “É um grande festival literário nacional, e o que estamos fazendo aqui foi uma recomendação do Governador Rui Costa, que é focar na juventude. Então, neste evento, cultura e educação estão de mãos dadas. Estão envolvidas associações de bairro, as instituições culturais e ao longo de três meses estamos mobilizando essa população, fazendo prévias, cursos, capacitações e oficinas”.

Segundo Arany, a programação conta com saraus, contação de histórias, batalhas de slams, lançamento de livros e teatro. “Estamos implementando a política do livro e da leitura neste que é um dos maiores de Salvador, com mais de 750 mil habitantes, reforçando a cidadania e a identidade do povo desta região”.

 Arte e educação

A mesa de discussão que mobilizou o público na abertura do Flin terminou com o microfone aberto para a participação dos estudantes, comemorada pelo ator Lázaro Ramos. “Jovens interessados, querendo participar, a presença de escritores locais, acho importantíssimo. Quando juntamos arte, entretenimento e educação, a gente sai inspirado”, afirmou Lázaro, que começou a carreira no Bando de Teatro Olodum.

O secretário da Educação, Jerônimo Rodrigues, também destacou o tamanho de Cajazeiras como decisivo para a realização do evento. “É uma comunidade importante, cultural, é uma cidade dentro de Salvador. Este evento virou para nós uma grande sala de aula. São mais de 20 escolas participando, estimulando a leitura e determinando quais são os critérios para se escolher um bom livro para a leitura. Teremos também arte, dança, música, em uma articulação estadual das nossas feiras literárias”.

Aluna de uma das unidades de Educação do Estado, a estudante Ariane Vitória, 15 anos, estava concentrada na leitura de um livro. "O nome do livro é textos cruéis demais para serem lidos rapidamente. O livro fala sobre os corações partidos, diz que não devemos deixar que as pessoas magoem nossos corações. O livro fala também sobre os padrões que a sociedade nos impõe e que não devemos seguir. É isso que este livro ensina”, afirma.

Palavra de editor

Representante de uma das editoras que participam do Flin, Kim Guerra fala da importância de estar em Cajazeiras. "Poder expandir o alcance do nosso trabalho para esse público é maravilhoso. Para uma editora como a nossa, que publica livros ligados à nossa Cultura, à identidade brasileira, isso é muito importante. As pessoas, as crianças daqui se vêm nos livros e essa representatividade é fantástica”.

Segundo o diretor-geral da Fundação Pedro Calmon, Zulu Araújo, a festa literária em Cajazeiras é algo especial. “São três meses de trabalho na comunidade, mais de três mil estudantes participando, mais de 20 escolas visitadas. Mais do que isso, Cajazeiras é um celeiro de artistas, aqui nós temos dançarinos, poetas, cantadores, músicos, grafiteiros. Às vezes Cajazeiras é vista como se fosse uma periferia, quando na verdade é um grande Centro cultural”.

O evento é mais um inspirado no sucesso da Festa Literária Internacional de Cachoeira, a primeira a ser realizada na Bahia e que este ano chegou à sua nona edição com sucesso de público. Nesta quarta-feira (13), o rapper e escritor MV Bill é destaque na Mesa 'Os soldados do morro deram baixa e foram vistos com livros na mão' . A programação do Flin pode ser acompanhada no site do evento, http://www.flin.ba.gov.br/.

Com uma programação diversificada, o Flin apresenta temas nos campos social, político, econômico e o fortalecimento da identidade cultural. Também propõe reflexões com o intuito de revelar um caminho de oportunidades através das diversas leituras, fomentando a cultura como elemento estratégico para o desenvolvimento humano.

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Feira de Santana

Parque do Saber recebe exposição 'Raízes Negras'

Nesta 2ª edição, os funcionários das lojas do Boulevard foram os convidados para protagonizar o manifesto ...

Escritora Rita Queiroz embarca para São Paulo para participar do lançamento da coletânea
Cultura

Escritora Rita Queiroz embarca para São Paulo para participar do lançamento da coletânea

A escritora Rita Queiroz participa do projeto, publicado pela editora da também baiana e radicada na Alemanha...

Cultura

Teto da Lei de Incentivo para teatro musical vai subir de R$ 1 milhão para R$ 10 milhões

Mudança foi anunciada pelo secretário especial da Cultura, Roberto Alvim, durante almoço com representantes...

Vídeo

Aluno da UFRB é acusado de racismo por recusar documento de docente negra Veja mais Vídeos ›

Podcast

Ouça o Programa desta sexta-feira 13.12:
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram