Acorda Cidade - Dilton Coutinho

06 de Junho de 2020
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Polícia

Todas as notícias
Publicado em 09/10/2019 13h13.

Policiais realizam manifestação na Avenida Maria Quitéria em Feira de Santana

Os PMs bloquearam a Avenida Maria Quitéria por dez minutos e seguiram em direção a Avenida Presidente Dutra em caminhada.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Policiais realizam manifestação na Avenida Maria Quitéria em Feira de Santana
Foto enviada via WhatsApp

Acorda Cidade

Policiais militares realizaram um ato público na manhã desta quarta-feira (9), no Cruzamento da Avenida Maria Quitéria com a Presidente Dutra, em Feira de Santana. Eles se reuniram em frente à sede regional da Aspra (Associação dos Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia)

Os PMs bloquearam a Avenida Maria Quitéria por dez minutos e seguiram em direção a Avenida Presidente Dutra em caminhada. Alguns deles seguraram faixas com reivindicações. Participaram do ato, os policiais que aderiam ao movimento grevista Segurança por Segurança, deflagrado no final da tarde de ontem (8) após assembleia na Adelba, em Salvador.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

O Soldado Dos Anjos, coordenador da Aspra Feira, destacou em entrevista ao Acorda Cidade, que o movimento é legítimo, que foram realizadas várias assembleias e esclareceu alguns pontos para a comunidade.

“O movimento é para que os policiais e bombeiros tenham melhores condições de trabalho e tenham seus direitos respeitados. O governo do Estado vem negando o direito aos policiais e nós como organismo que está fazendo essa condução, estamos orientando para que esse movimento seja o mais tranquilo possível e que nós consigamos os nossos objetivos que é fazer com que o governo cumpra o acordo de 2014 e que dê os direitos dos policiais”.

Ele informou que representa os policiais e bombeiros e que os comandantes representam o estado. Dos Anjos destacou também que há cinco a categoria tentou negociar com o Governo do Estado para evitar que houvesse essa greve, mas não houve diálogo.

“O Governador Rui Costa deu declarações extremamente irresponsáveis, chamando pais de família de marginais, e nós contestamos isso veementemente. Somos trabalhadores que acreditaram no governo, que acreditaram naquele o acordo de 2014. Queremos que o governo do estado cumpra o acordo”, afirmou.

Policiamento na cidade

Nesta quarta-feira (9) os ônibus e o comércio, bem como outros serviços estão funcionamento normalmente e o Comando de Policiamento Regional Leste (CPRL) garantiu que o policiamento na cidade está normal.
  

Foto enviada via WhatsApp

Com informações do repórter Ed Santos do Acorda Cidade
 

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

27 homicídios registrados em maio de 2020 em Feira de Santana e mais de 40 já elucidados no ano
Feira de Santana

27 homicídios registrados em maio de 2020 em Feira de Santana e mais de 40 já elucidados no ano

Delegado destaca o trabalho conjunto da Polícia Civil com as polícias Militar e Rodoviária Federal.

Investigadores prendem suspeitos de praticar homicídios em Feira de Santana
Delegacia de Homicídios

Investigadores prendem suspeitos de praticar homicídios em Feira de Santana

Os assassinatos ocorreram em 2019 e neste ano.

Polícia erradica 16 toneladas de maconha em intervalo de 12 horas
Polícia

Polícia erradica 16 toneladas de maconha em intervalo de 12 horas

O plantio foi o segundo encontrado em menos de 12 horas por forças de segurança estaduais, totalizando 16 to...

Vídeo

Coletiva sobre ações da prefeitura para preservação do meio ambiente Veja mais Vídeos ›

Facebook

Instagram