Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • SECOM
16 de Setembro de 2019
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Política

Todas as notícias
Publicado em 06/09/2019 10h51.

Aprovado PL que obriga farmácias a manterem recipientes para a coleta de medicamentos vencidos

Esses estabelecimentos deverão fornecer recipiente para coleta com material impermeável e abertura superior para garantir o depósito dos mesmos com segurança.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Aprovado PL que obriga farmácias a manterem recipientes para a coleta de medicamentos vencidos
Foto: ASCOM / Targino Machado

Acorda Cidade

A Assembleia Legislativa da Bahia aprovou o Projeto de Lei nº 22.757/2018, de autoria do deputado estadual Targino Machado, Líder da Oposição na Casa, que obriga farmácias e drogarias no estado a manterem recipientes para a coleta de medicamentos vencidos, cosméticos, insumos farmacêuticos e correlatos.

Esses estabelecimentos deverão fornecer recipiente para coleta com material impermeável e abertura superior para garantir o depósito dos mesmos com segurança. Além disso, deverá ficar em local visível e de fácil acesso, acompanhado de cartaz informando a importância deste descarte.

Esses resíduos devem ser acondicionados em caixas, também impermeáveis, com lacre assinado pelo farmacêutico responsável pelo estabelecimento, permanecendo guardados em local seguro, afastados das prateleiras e dos clientes. Além disso, o material recolhido deve ser encaminhado às instituições que possuam programas de gerenciamento de resíduos de serviços de saúde, conforme Resolução da Diretoria Colegiada nº 306, de 7 de dezembro de 2004, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

As farmácias e drogarias que não cumprirem o disposto nesta Lei devem ser notificadas e terão o prazo máximo de cento e vinte dias para se ajustarem à norma. Expirado esse período, o estabelecimento notificado fica sujeito à multa de R$ 2 mil.

“O Brasil é o sétimo país que mais consome medicamentos do mundo e, devido aos grandes riscos à saúde humana e ao meio ambiente, o descarte de medicamentos deve ser feito em pontos de coleta específicos para serem, posteriormente, encaminhados à destinação ambientalmente correta. O descarte de medicamentos sem os devidos cuidados têm sido um problema em todo o mundo, apresentando riscos a água, solo, animais e à saúde pública”, justificou o parlamentar.

“Para combater este problema é importante que se estabeleçam medidas de recolhimento e destinação adequados de medicamentos e similares vencidos, além da conscientização da população sobre a importância desse procedimento para a saúde pública e preservação ambiental”, completou Targino.

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

TSE diz que não envia e-mails sobre cancelamento de título eleitoral
Política

TSE diz que não envia e-mails sobre cancelamento de título eleitoral

Segundo a nota, há relatos de pessoas que receberam e-mail pedindo que atualizassem a situação cadastral po...

Nova proposta para Minha Casa Minha Vida será anunciada em dezembro
Política

Nova proposta para Minha Casa Minha Vida será anunciada em dezembro

Programa será 'repaginado', diz ministro do Desenvolvimento Regional

Aprovada, reforma das telecomunicações depende agora de regulamentação
Política

Aprovada, reforma das telecomunicações depende agora de regulamentação

A efetivação da proposta, no entanto, depende de complexas regulamentações.

Vídeo

Semana Espírita reúne centenas de pessoas em Feira Veja mais Vídeos ›

Podcast

Ouça o Programa desta Sexta-Feira 13.09 (Parte 01):
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram