Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • SECOM
18 de Fevereiro de 2020
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Economia

Todas as notícias
Publicado em 03/09/2019 20h19.

Governo lança campanha para estimular consumo na Semana da Pátria

Mais de 4,6 mil empresas vão oferecer descontos e promoções
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra

Acorda Cidade

Agência Brasil - O governo federal lançou nesta terça-feira (3), em cerimônia no Palácio do Planalto, uma campanha para estimular o consumo durante a semana do dia 7 de setembro, data em que se celebra a Independência do Brasil. Batizada de Semana do Brasil, a campanha, que teve peças publicitárias elaboradas pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom), envolve a participação de 4.680 empresas de todo o país, que vão oferecer descontos e promoções em produtos e serviços.

Segundo o governo, foram mobilizados diferentes segmentos do varejo, comércio e serviços, com o objetivo de trazer "benefícios reais" aos consumidores. Entre as empresas envolvidas, estão grupos privados de comunicação e também a Empresa Brasil de Comunicação (EBC), empresa pública do governo federal. Esses meios de comunicação vão veicular mensagens publicitárias com o mote “Vamos valorizar o que é nosso”.

"Um mês que não tinha uma data de comércio passará a ter uma data de comércio e turismo", disse o titular da Secom, Fábio Wajngarten. A Semana do Brasil começa no dia 6 e vai até o dia 15 de setembro. Cada empresa poderá aplicar o desconto e a promoção que quiser ao longo desse período.

Ao discursar no lançamento da iniciativa, o presidente Jair Bolsonro manifestou confiança na recuperação da economia brasileira. "É o momento em que nós estamos nos reencontrando com as cores da nossa bandeira e o lema Ordem e Progresso. O Brasil vai sair dessa. Nós, juntos, vamos fazer um Brasil diferente. Vamos, lá na frente, apesar do orçamento complicado, dar a volta por cima", disse.

Para viabilizar a nova data de comércio, o governo se articulou com entidades como o Instituto para o Desenvolvimento do Varejo (IDV) e diversas associações empresariais. A expectativa é incrementar os números do consumo em setembro, um mês tradicionalmente mais fraco em vendas. "Todas as datas do calendário de comércio têm anos de vida e décadas. Sejamos persistentes e pacientes. A própria Black Friday [temporada de compras com desconto no mês de novembro] demorou para se consolidar e ainda está sendo construída no varejo brasileiro", disse Fábio Wajngarten, durante pronunciamento de apresentação da campanha.
 

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

União pagou em janeiro R$ 368,24 mi em dívidas atrasadas de estados
Economia

União pagou em janeiro R$ 368,24 mi em dívidas atrasadas de estados

Dados foram divulgados pelo Tesouro Nacional.

Aeroportos devem receber 1,36 milhão de passageiros durante o carnaval
Economia

Aeroportos devem receber 1,36 milhão de passageiros durante o carnaval

Estimativa inclui os 42 terminais da rede Infraero

Começam a valer medidas da Caixa para estimular construção civil
Economia

Começam a valer medidas da Caixa para estimular construção civil

Novas regras foram anunciadas no último dia 12 pelo banco.

Vídeo

Vereador protocola ação no MP pedindo cancelamento do Carnaval de Salvador devido ao coronavírus Veja mais Vídeos ›

Podcast

Quadro Cá Entre Nós - 15.02 (Auto Confiança)
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram