Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • SECOM
18 de Fevereiro de 2020
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Cultura

Todas as notícias
Publicado em 03/09/2019 08h29.

Festa literária de Santo Estevão revela talentos locais

Escritores Érica Azevedo e Edson Oliveira lançam livros na Flise
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Festa literária de Santo Estevão revela talentos locais
Foto: Divulgação

Acorda Cidade

A escritora Érica Azevedo ainda era adolescente quando ensaiou escrever seus primeiros poemas. Levou tempo até perceber seu talento e o poder transformador da palavra. Hoje, como professora do ensino médio, não sai da sala de aula sem provocar os alunos com uma poesia. Com a certeza de quem não vive mais sem a escrita, ela se prepara para lançar seu quarto livro solo na Festa Literária de Santo Estevão (Flise), que acontece entre os dias 4 a 6 de setembro. “Escrever para mim é tão necessário quanto beber água e comer. É uma necessidade quase física. Não me vejo sem a escrita. É minha maneira de não enlouquecer”, define a autora.

Cata-vento de Sonhos é seu mais novo livro, que será lançado no dia 06, às 18h30. “Este livro foi lançado na Flip, em Parati. Estou ansiosa para trazer o cata-vento para casa e apresentá-lo na minha cidade”, brinca. Cinquenta poemas sobre temáticas diversas estão divididos em três partes. Os textos curtos e ricos em metáforas revelam a sensibilidade de quem desnuda-se ao brincar com as palavras.

Quem também rabiscou os primeiros escritos na adolescência foi o conterrâneo Edson Oliveira. “Mas eu tardei para me assumir enquanto poeta”, confessa o professor de Literatura Espanhola e Latino Americana da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs). Aos 37 anos, Edson lança seu primeiro livro solo."Quando o girassol repousa sobre a noite" será apresentado ao público da Flise, no dia 04, a partir das 19h30.

Incentivado pela produção literária do grupo que faz parte, intitulado O Sarau e que reúne 12 poetas locais, Edson se encorajou para apresentar seus 60 poemas, divididos em quatro atos. “Um deles traz sete poemas sobre o mar, que nunca foi uma concretude para mim. O mar nunca foi uma geografia possível, mas sempre esteve envolto em um enorme desejo”, conta. O livro de estreia tem também poemas viscerais, de forte carga dramática, textos que versam sobre a ânsia do tempo futuro e sobre questões existenciais, de pertencimento no tempo e no espaço.
 

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Prefeitura anuncia criação de Festival de Reggae com investimentos de R$ 60 mil
Feira de Santana

Prefeitura anuncia criação de Festival de Reggae com investimentos de R$ 60 mil

Segundo o secretário, é possível que ocorra um show durante o festival, que poderá ser, inclusive, com um ...

Festival de Sanfoneiros da Uefs está com inscrições abertas
Cultura

Festival de Sanfoneiros da Uefs está com inscrições abertas

As inscrições estão abertas até o dia 20 de março e os músicos devem se inscrever através de um formul...

 Iniciativas culturais premiadas trazem atividades para Feira de Santana
Feira de Santana

Iniciativas culturais premiadas trazem atividades para Feira de Santana

As ações, que fazem parte do programa Belgo Bekaert Forma e Transforma, foram selecionadas através do Prêm...

Vídeo

Duas pessoas morrem em colisão entre carro de funerária e caminhão Veja mais Vídeos ›

Podcast

Ouça o Programa desta terça-feira 18.02:
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram