Acorda Cidade - Dilton Coutinho

10 de Agosto de 2020
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Política

Todas as notícias
Publicado em 03/09/2019 08h03.

Ex-governadores Garotinho e Rosinha são presos mais uma vez

É a quarta vez que o ex-governador é preso - e a segunda da mulher dele.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Ex-governadores Garotinho e Rosinha são presos mais uma vez
Foto: Reprodução / TV Globo

Acorda Cidade

Uma operação do Ministério Público do RJ prendeu na manhã desta terça-feira (3) os ex-governadores Anthony Garotinho (sem partido) e Rosinha Matheus (Patriota).

O casal e outras três pessoas são suspeitos de participação em um esquema de superfaturamento em contratos celebrados entre a Prefeitura de Campos e a construtora Odebrecht.

O prejuízo aos cofres públicos pode chegar a R$ 50 milhões, segundo delações prestadas à força-tarefa da Lava Jato.Até as 7h50, somente um mandado de prisão ainda não havia sido cumprido.

Garotinho e Rosinha foram presos em casa, no Flamengo, Zona Sul do Rio, e levados para a Cidade da Polícia, na Zona Norte, aonde chegaram por volta das 7h30.

É a quarta vez que o ex-governador é preso - e a segunda da mulher dele.

Procurados na Operação Secretum Domus

  1. Ângelo Alvarenga Cardoso Gomes;
  2. Anthony Matheus Garotinho, preso;
  3. Gabriela Trindade Quintanilha;
  4. Rosinha Matheus Garotinho, presa;
  5. Sérgio dos Santos Barcelos.

Os mandados de prisão foram expedidos pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense.

O que diz a denúncia

O MP fluminense afirma que a Prefeitura de Campos e a Odebrecht superfaturaram contratos para a construção de casas populares.

Os programas Morar Feliz I e II foram tocados durante os dois mandatos de Rosinha como prefeita, entre os anos de 2009 e 2016.

Em acordo de colaboração dentro da Operação Lava Jato, os denunciados Leandro Andrade Azevedo e Benedicto Barbosa da Silva Junior, deram detalhes do esquema entre o município de Campos e a Odebrecht.

Somadas, as licitações ultrapassaram o valor de R$ 1 bilhão custeados pelos cofres públicos municipais. Segundo o MP, as contratações foram superfaturadas e permeadas pelo pagamento frequente de quantias ilícitas, em espécie, em favor dos ex-governadores.

Fonte: G1

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Bolsonaro sanciona lei de negociação de dívidas das micro e pequenas empresas
Brasil

Bolsonaro sanciona lei de negociação de dívidas das micro e pequenas empresas

O anúncio foi feito durante live nas redes sociais

Requerimentos que cobram informações sobre o combate à covid-19 são reprovados na Câmara de Feira de Santana
Feira de Santana

Requerimentos que cobram informações sobre o combate à covid-19 são reprovados na Câmara de Feira de Santana

O vereador Roberto Tourinho apresentou dois requerimentos cobrando esclarecimentos da prefeitura sobre as aç...

Vídeo

Maternidade Santa Emília Veja mais Vídeos ›

Facebook

Instagram