Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • SECOM
20 de Setembro de 2019
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Economia

Todas as notícias
Publicado em 02/09/2019 19h55.

Setor de seguros tem alta de 8,4% no faturamento no primeiro semestre

No período, foram arrecadados R$ 125,4 bilhões
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra

Acorda Cidade

Agência Brasil - O setor nacional de seguros arrecadou no primeiro semestre deste ano R$ 125,4 bilhões, alta de 8,4% em comparação com o mesmo período do ano passado. Na avaliação do presidente da Confederação das Seguradoras (CNseg), Marcio Coriolano, esse é o maior crescimento registrado na receita do setor desde 2015. Os números foram divulgados hoje (2) pela CNseg e não incluem a arrecadação do Seguro DPVAT (Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres) e da Saúde Suplementar.

Coriolano informou que o resultado apurado no acumulado janeiro/junho deste ano é decorrente da expansão de 5,5% do segmento de Danos e Responsabilidades e de 9,3% do segmento de Cobertura de Pessoas. No primeiro, tiveram destaque no semestre os seguros Marítimos e Aeronáuticos (+32,4%); Crédito e Garantias (+29,5%); Responsabilidade Civil (+20,7%); Rural (+11,9%); e Patrimonial (+11,5%). Já o ramo de Automóveis, considerado a principal carteira de seguros de propriedade, apresentou queda de 0,7% no acumulado dos seis primeiros meses deste ano.

No segmento de Pessoas, os Planos de Risco evoluíram 12,8%, enquanto os seguros VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre) e PGBL (Plano Garantidor de Benefício Livre) subiram, respectivamente, 8,2% e 5,7%.

Considerando os últimos 12 meses, o setor teve incremento de 3,1% sobre igual período anterior, encerrado em junho de 2018.

Junho
De acordo com a CNseg, a arrecadação do setor em junho alcançou R$ 21,9 bilhões, sem DPVAT e Saúde Suplementar, mostrando crescimento de 15,6% sobre junho do ano passado.

Os números do mês revelam queda de receita de 3,9% entre as apólices de Danos e Responsabilidades e, em contrapartida, alta de 27,4% nas coberturas de Pessoas, devido à recuperação mensal dos Planos de Acumulação (+35,4%) e dos Planos de Risco (+13,7%).

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio de R$ 38 milhões
Economia

Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio de R$ 38 milhões

De acordo com a Caixa, caso aplicado na poupança, o valor do prêmio poderia render aproximadamente R$ 130 mi...

Pis/Pasep: pagamento aos nascidos em setembro começa hoje
Economia

Pis/Pasep: pagamento aos nascidos em setembro começa hoje

Para quem tem conta no banco, o depósito foi feito automaticamente na terça-feira (17).

Petrobras aumenta preço do diesel em 4,2% e da gasolina em 3,5%
Economia

Petrobras aumenta preço do diesel em 4,2% e da gasolina em 3,5%

Reajustes passam a valer nesta quinta-feira (19).

Vídeo

Carro desgovernado invade clínica em Feira de Santana Veja mais Vídeos ›

Podcast

Ouça o Programa desta Quinta-Feira 19.09 (Parte 01):
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram