Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • SECOM
15 de Setembro de 2019
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Saúde

Todas as notícias
Publicado em 24/08/2019 10h56.

Cinco sintomas de que você pode estar com depressão

Segundo a Organização Mundial da Saúde, 300 milhões de pessoas sofrem com o transtorno no planeta.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Cinco sintomas de que você pode estar com depressão
Foto: Divulgação

Acorda Cidade

Diariamente lemos notícias sobre anônimos e famosos revelando estarem com depressão. A mais recente delas foi a musa fitness Juju Salimeni, que contou em um programa de TV como está enfrentando a doença. Mas nem sempre quem é acometido por esta doença é capaz de admitir e lidar com o transtorno, que afeta 300 milhões de pessoas em todo mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Conforme a entidade, o índice de depressivos cresceu 18% em dez anos.

A OMS aponta que, até o ano que vem, essa será a doença mais incapacitante do mundo. Ainda segundo a Organização, o Brasil é país com o maior número de casos em toda a América Latina, com um total de 11,5 milhões de depressivos, ou seja, de 6% dos brasileiros.

A psicóloga especialista em saúde mental Andrea Chaves lembra que a depressão causa isolamento social e deixa o indivíduo vulnerável a padrões de julgamento. "É muito comum em nossa sociedade a falta de fé, a falta de atitude e a obrigação de reagir, de pensar que esse é um problema de "gente fraca", ou mesmo uma frescura", afirma.

Pensando nesse julgamento, Andrea Chaves elencou os cinco sintomas psíquicos mais comuns. A profissional ressalta que é de extrema importância saber que a depressão é uma doença e como tal precisa de tratamento adequado.

Confira:

1- Perda de humor, ou alterações cíclicas de humor (euforia seguida de muito desânimo)

2- Humor depressivo (tristeza intensa que persiste por muitos dias, com crises de choro ou apatia emocional - a sensação de que fica tudo cinza, e nada faz sentido)

3- Fadiga ou sensação de perda de energia

4- Alteração no sono e apetite (tanto aumento quanto diminuição)

5- Retraimento social (isolamento, falta de desejo de estar com pessoas)

"É essencial saber que não se deve julgar uma pessoa com depressão", pontua. Andrea complementa que "é importante que a pessoa com aparentes sintomas busque ajuda especializada, com psicólogo e/ou psiquiatra".

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Anvisa recebe contribuições para monitorar produtos para implantes
Saúde

Anvisa recebe contribuições para monitorar produtos para implantes

O objetivo da iniciativa é criar um painel eletrônico que permita a pesquisa de órteses e próteses e a com...

Aparelho portável facilita exames na retina
Saúde

Aparelho portável facilita exames na retina

O retinógrafo permite fazer o ‘upload’ (enviar informação para um computador remoto) da imagem para uma ...

Saúde

Pesquisa detalha distribuição dos subtipos do HIV no Brasil

Existem dois tipos de HIV, 1 e 2. O mais prevalente no Brasil é o tipo 1, o qual tem nove subtipos.

Vídeo

Semana Espírita reúne centenas de pessoas em Feira Veja mais Vídeos ›

Podcast

Ouça o Programa desta Sexta-Feira 13.09 (Parte 01):
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram