Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  •  Reserva Lumiere
  •  Reserva Lumiere
24 de Agosto de 2019
Dólar: R$ 3,84 Euro: R$ 4,39
-17º -17º Feira de Santana
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Saúde

Todas as notícias
Publicado em 12/08/2019 09h09.

Serviço AME do Hospital da Mulher é referência em atendimento em casos de violência sexual

Conforme apontam dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, uma mulher é violentada sexualmente a cada 11 minutos no Brasil.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Serviço AME do Hospital da Mulher é referência em atendimento em casos de violência sexual
Foto: Divulgação

Acorda Cidade

Violência física, psicológica, moral, patrimonial e sexual. São divididos em cinco os tipos de violência doméstica e familiar contra a mulher previstos na Lei Maria da Penha. Como forma de conscientizar acerca da violência contra a mulher, a campanha ‘Agosto Lilás’ busca reforçar a necessidade de combater estes crimes.

Conforme apontam dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, uma mulher é violentada sexualmente a cada 11 minutos no Brasil. Localizado na capital da Bahia, no Largo de Roma, o AME, Serviço de Atendimento às Mulheres que foram Expostas à Violência Sexual do Hospital da Mulher, acolhe e presta atendimento 24 horas por dia, durante os sete dias na semana, a mulheres e adolescentes baianas que foram expostas ao abuso sexual.

Foto: Divulgação

Em funcionamento desde 2017, o serviço já acolheu 450 pacientes, sendo 80% destas de Salvador, enquanto 20% veio do interior do estado. Sessenta e cinco por cento, por sua vez, é adulta, e outros 35% das pacientes são adolescentes.

Como funciona

O Serviço AME é composto por equipe multiprofissional com médicas, enfermeiras, farmacêuticas, assistentes sociais e psicólogas. Atua em parceria com o Ministério Público, o Instituto Médico Legal (IML) e a Secretaria de Políticas para as Mulheres do Estado (SPM-BA), além de conselhos de saúde regionais.

As pacientes podem chegar ao AME por meio da chamada ‘porta aberta’, sem necessidade de agendamento prévio, através de órgão judicial e policial, Instituto Médico Legal (IML), Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Delegacia Especial de Atenção à Mulher (Deam), Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e Central Estadual de Regulação da Bahia (CER-BA).

Foto: Divulgação

Após passar por atendimento com médica, enfermeira, assistente social e psicóloga, este com duração em média de seis meses, a paciente é direcionada ao atendimento com uma farmacêutica. Esta profissional fará a dispensação da profilaxia pós-exposição, um tratamento com terapia antirretroviral para evitar a sobrevivência e multiplicação do vírus HIV, além de administrar outros medicamentos para prevenir doenças sexualmente transmissíveis como a sífilis e gonorreia. A orientação é de que o primeiro atendimento médico seja feito em até 72 horas após o abuso sexual.

Denúncia

Profissionais do serviço recomendam que, além de buscar ajuda médica, as mulheres denunciem os casos de violência em centros especializados como as Delegacias Especializadas em Atendimento à Mulher (Deam), o Ministério Público e a Defensoria Pública, além do Disque 180, Central de Atendimento à Mulher.

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Cinco sintomas de que você pode estar com depressão
Saúde

Cinco sintomas de que você pode estar com depressão

Segundo a Organização Mundial da Saúde, 300 milhões de pessoas sofrem com o transtorno no planeta.

Secretário estadual da saúde anuncia medidas para ampliar cobertura vacinal da Bahia
Saúde

Secretário estadual da saúde anuncia medidas para ampliar cobertura vacinal da Bahia

Durante o encontro, que teve como tema ‘Imunização, Arboviroses e Doenças Imunoprevinivéis’, Fábio Vila...

Ministro da Saúde anuncia multivacinação para outubro
Saúde

Ministro da Saúde anuncia multivacinação para outubro

Os registros já serão feitos em uma carteira digital.

Vídeo

Veja vídeo em 3D de como ficará o Centro de Educação, no prédio do FTC Veja mais Vídeos ›

Podcast

CDL realiza entrega dos prêmios da campanha Liquida Feira 2019
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram