Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  •  Reserva Lumiere
  • Gov BA modelo de gestão
23 de Agosto de 2019
Dólar: R$ 3,84 Euro: R$ 4,39
-17º -17º Feira de Santana
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Variedades

Todas as notícias
Publicado em 06/08/2019 08h38.

Como os pais podem lidar com os filhos que querem dividir a cama do casal

Transição deve ser suave e gradual para que as crianças possam dormir sozinhas
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Como os pais podem lidar com os filhos que querem dividir a cama do casal
Foto: Divulgação

Acorda Cidade

É natural que as crianças sintam necessidade de dormir com os pais até uma determinada idade. O quão cedo ela passa a optar pelo próprio espaço depende do contexto social e cultural no qual ela está inserida. Na Espanha, por exemplo, é comum serem enviados a outro quarto quando são lactantes. No Japão, as crianças dormem na cama dos pais até aproximadamente cinco a seis anos de idade. Mas é claro que tudo depende de muitos fatores e que isso pode variar. Em geral, é comum que a partir dos 10 anos as crianças optem por ter o próprio quarto.

Os pais possuem um papel importante ao dosar a quantidade de vezes que os filhos dormem no mesmo quarto ou na mesma cama que eles. Seja dividindo uma cama pequena ou uma grande cama box, a presença dos filhos pode ser um incômodo à privacidade do casal. Por isso, é importante pensar em formas de fazê-los entender de que cada um tem um lugar para dormir. A mudança, no entanto, deve ser feita de forma gradual e sem pressão, já que é natural os pequenos terem medo do escuro ou solicitarem um maior contato com os pais durante a noite.

“Ainda estão presentes o pensamento mágico e a existência de monstros e personagens fantásticos. Também são frequentes os pesadelos e o desejo de proximidade em relação aos seus progenitores. Por isso, nessa etapa, é mais comum que as crianças procurem a cama dos pais. Ajudar a enfrentarem esses medos é tarefa dos adultos”, explicou Carla Valverde, psicóloga clínica infanto-juvenil do Centro de Saúde Mental de Majadahonda (Madri), em entrevista ao jornal espanhol El País.

Existem várias estratégias para impor limites de forma moderada. Os pais podem, por exemplo, chegar a um consenso e estabelecer com os filhos uma quantidade de vezes por semana nas quais eles podem dormir no mesmo quarto que eles. Conforme o tempo passa, essa frequência pode ser diminuída. Também é importante saber dizer não e não ceder tão fácil aos pedidos das crianças. Com isso, cria-se a impressão de que sempre que elas quiserem, elas vão poder dormir com os pais.

Criar uma rotina antes de dormir também é uma boa dica. Escovar os dentes, colocar o pijama e contar alguma história para o filho são algumas das alternativas para esse momento. Com o tempo, a criança começará a perceber o período no qual elas podem ficar com os adultos e a hora na qual ela precisa se separar para dormir. Para facilitar o processo de adaptação, é importante iniciar a transição para um quarto separado o quanto antes.

Para tornar o ambiente tranquilo e acolhedor, inclua objetos importantes pela criança, como ursinhos de pelúcia, algum brinquedo e até mesmo fotos dos pais, para que elas se sintam mais seguras. Se for necessário, vale até mesmo deixar uma fonte moderada de luz, com a ajuda de um abajur, por exemplo. Para facilitar a transição, os pais podem se afastar progressivamente conforme os dias. No começo, o ideal é ficar do lado da criança; com o tempo, é importante combinar um horário para os pais começarem a se afastar.

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Alimentos secos e bem armazenados duram três vezes mais na geladeira
Variedades

Alimentos secos e bem armazenados duram três vezes mais na geladeira

Segundo especialistas, verduras e frutas devem ser guardadas como chegam do mercado, sem lavar com água, sab...

No Dia Mundial da Fotografia, confira um ensaio sobre o cotidiano das mulheres quilombolas
Variedades

No Dia Mundial da Fotografia, confira um ensaio sobre o cotidiano das mulheres quilombolas

O fotógrafo Gilucci Augusto conta como foi a experiência desses registros

Comprou fruta verde? Aprenda como amadurecê-la mais rápido
Variedades

Comprou fruta verde? Aprenda como amadurecê-la mais rápido

Marca Estrela dá dicas de como estimular o amadurecimento das frutas que tem em casa e aproveitar ao máximo ...

Vídeo

Veja vídeo em 3D de como ficará o Centro de Educação, no prédio do FTC Veja mais Vídeos ›

Podcast

CDL realiza entrega dos prêmios da campanha Liquida Feira 2019
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram