Acorda Cidade - Dilton Coutinho

04 de Junho de 2020
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Polícia

Todas as notícias
Publicado em 23/07/2019 11h38.

Projeto Oportunizar da PM incentiva alunos à leitura e a combater agressões

O programa atua nas cidades de Feira de Santana e São Gonçalo dos Campos acolhendo alunos que sofrem agressões e que são agredidos de forma física ou psicológica.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Projeto Oportunizar da PM incentiva alunos à leitura e a combater agressões
Foto: Joilson Miranda/PMBA

Acorda Cidade

O 'Projeto Oportunizar', criado pela Ronda Escolar da 67ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/ Feira de Santana), tem como objetivo principal orientar os alunos a não agredir o próximo incentivando-os através da leitura dos clássicos da Literatura Brasileira e da construção de um jardim na escola, na qual o estudante faz parte.

O programa atua nas cidades de Feira de Santana e São Gonçalo dos Campos acolhendo alunos que sofrem agressões e que são agredidos de forma física ou psicológica. Os estudantes são convidados a participarem de forma voluntária e realizam atividades. Já são 25 escolas beneficiadas pelo projeto.

Segundo a idealizadora do projeto, tenente Maria de Fátima Pereira, a metodologia que é aplicada no projeto é a verificação dos fatos, a convocação dos pais da vítima que agrediu e que foi agredida e o conselho escolar. “Há uma conversa entre si, falamos sobre notas, perguntamos aos pais da vítima que sofreu a agressão se querem fazer o registro ou não. Sempre escutamos os dois lados”, disse.

Ainda segundo a oficial, a metodologia consiste também em oportunizar os alunos e foi daí que surgiu o nome do projeto. “Sugerimos o livro, que os pais façam a leitura e debatam sobre o tema com os estudantes. Em seguida vem a confecção do jardim, sempre um cooperando com o outro”.

De acordo com a tenente, eles já têm o apoio da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/seção Feira de Santana) e buscam agora parceria com o Ministério Público. “É gratificante, uma realização profissional poder ajudar os alunos. Em todos os casos que demos esse suporte não houve reincidências”, contou a tenente, acrescentando que como diz o ditado do beija-flor, “estou levando minha água aos pouquinhos e espero que consigamos encher esse copo de esperança”.

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Polícia autua por homicídio culposo empregadora da mãe de menino que morreu ao cair do 9º andar no Recife
Polícia

Polícia autua por homicídio culposo empregadora da mãe de menino que morreu ao cair do 9º andar no Recife

Segundo delegado, mulher, que não teve nome divulgado, chegou a ser presa em flagrante, mas pagou fiança de ...

Morre em policlínica homem baleado no bairro Nova Esperança
Feira de Santana

Morre em policlínica homem baleado no bairro Nova Esperança

Ele foi socorrido por populares para a policlínica, mas não resistiu. O corpo foi encaminhado para o DPT.

Sindicato dos Policiais Civis  diz que detentos de grupos criminosos não aceitam presos transferidos do Complexo de Delegacias para o presídio
Feira de Santana

Sindicato dos Policiais Civis diz que detentos de grupos criminosos não aceitam presos transferidos do Complexo de Delegacias para o presídio

Segundo o coordenador regional de Polícia Civil, delegado Roberto Leal, os presos serão transferidos na tard...

Vídeo

Manifestantes protestam contra o fechamento do comércio em frente a Hospital de Campanha e pedem informações sobre obra Veja mais Vídeos ›

Facebook

Instagram