Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • SECOM
20 de Julho de 2019
Dólar: R$ 3,84 Euro: R$ 4,39
-17º -17º Feira de Santana
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Variedades

Todas as notícias
Publicado em 25/06/2019 15h18.

Chegada do inverno provoca mofo e bolor nas residências

Além do frio, a baixa umidade promove o aumento dos fungos nas casas
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Chegada do inverno provoca mofo e bolor nas residências
Foto: Reprodução

Acorda Cidade

O inverno chegou e há quem diga que a Bahia não sofre as consequências da estação. O que muitos não sabem é que não é só o frio que chega no final de junho. Com a diminuição da luz solar e o aumento da umidade, mofos, bolor e manchas nas paredes podem fazer com que a sua residência entre numa fria também.

Muitos até confundem, mas o mofo e o bolor não são exatamente a mesma coisa. Ambos são causados por fungos, mas o bolor infecta os objetos, enquanto o mofo corrói o material afetado. O primeiro, em relevo, fica na cor cinza e pode ser retirado com pano úmido. Já o segundo, deixa pontos pretos mais difíceis de serem retirados, principalmente em objetos fibrosos e tecidos.

Qualquer cômodo de uma casa que não tenha iluminação e ventilação natural necessária pode sofrer com esses fungos. A coordenadora do Curso de Arquitetura e Urbanismo da Unifacs, professora Maria Claudia Morais, faz um alerta para os moradores de Feira de Santana: “Feira é uma cidade muito úmida, é importante pensarmos na hora de projetar em ambientes bem iluminados e ventilados naturalmente, tanto nas residências quanto em áreas comerciais. As zonas da cidade desprovidas de saneamento básico estão mais propícias a mofos e infiltração, pois a umidade pode vir do piso e/ou do teto, afetando a construção como um todo”.

Livre-se dos fungos

As consequências do mofo vão além da questão estética da casa. Ele pode provocar alergias respiratórias, como rinite, bronquite e asma nos moradores. Para se livrar do mofo superficial, onde não há descasques de tinta e reboco, produtos antimofo ou impermeabilizantes são as melhores soluções. Mas, antes de tudo, faça a remoção da tinta para depois passar o produto, pois ela dificulta a penetração dele na parede.

Quando há infiltração e o reboco desagrega ou solta pedaços da tinta, o procedimento é mais complicado. Nesse caso, um profissional deve ser chamado e será necessária a aplicação de produtos mais fortes para o isolamento dos tijolos e até mesmo das vigas da casa.

Para livrar os seus móveis da praga é simples, basta afastar todos eles das paredes em uma distância mínima de 5 cm (sempre que possível), para permitir a passagem do ar no local. Mas caso o mofo já esteja nos sofás e poltronas, se ele for recente (por volta de três meses) e ainda não se instalou nas fibras do estofamento, a remoção é possível. Caso contrário, a mancha não sairá totalmente, mas pode ser clareada.

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Variedades

Saúde animal: os pets também sentem frio

Os pets também sentem frio e algumas dicas simples fazem a diferença no bem-estar do animal.

Pesquisa mostra as tendências das comidas do futuro
Gastronomia

Pesquisa mostra as tendências das comidas do futuro

73% dos brasileiros gostam de provar novas texturas alimentares, 59% buscam 'pratos bonitos aos olhos' e 57% b...

Variedades

Quais pontos fortes os jovens destacam em si mesmos?

Em um ambiente competitivo, pesquisa revela os fatores em evidência na personalidade dos mais novos

Vídeo

Cachorro destrói quarto da dona, deixa ela uma fera e viraliza; assista Veja mais Vídeos ›

Podcast

Moradores do bairro Campo Limpo reclamam da situação das ruas e fazem equilibrismo para não caírem na lama
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram