Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • SECOM
15 de Setembro de 2019
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Cinema e Séries

Todas as notícias
Publicado em 03/06/2019 15h32.

Os 25 melhores filmes do século XXI, segundo o New York Times

Sangue Negro, A Viagem de Chihiro e Menina de Ouro abrem a lista das películas clássicas do ano 2000 pra cá
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Os 25 melhores filmes do século XXI, segundo o New York Times
Foto: Divulgação

Acorda Cidade

A. O. Scott e Manohla Dargis são os principais críticos de cinema do jornal estadunidense New York Times. Junto a um grupo de especialistas, eles elaboraram uma lista dos 25 melhores filmes estreados no mundo do ano 2000 para cá, chamando todos eles de "clássicos do futuro".

O primeiro lugar, segundo o jornal, é Sangue Negro, dirigido por Paul Thomas Anderson e lançado ao público em 2007. Na época, houve quem comparasse a película com Cidadão Kane, de Orson Welles (1941), e a fama do filme permanece até hoje em produtos relançados anualmente em referências a cenas da obra -- de camisetas a fotolivros.

Segundo o site Omelete, de crítica cinematográfica, as histórias do barão do jornalismo Charles Foster Kane e do pioneiro do petróleo Daniel Plainview personificam o "sonho americano". "Empreendedores natos, vencem em ambiente hostil, mas algo lhes dói na alma, esse algo que lhes falta e que o dinheiro não pode comprar", diz.

Pelo papel de Paul, o ator Daniel Day-Lewis ganhou o Oscar de Melhor Ator em 2008 -- o filme ainda ganhou na categoria Melhor Fotografia e foi indicado em outras sete categorias, incluindo Melhor Filme. Sangue Negro ainda venceu o Globo de Ouro daquele ano, com Day-Lewis levando o troféu de Melhor Ator, mesmos prêmios vencidos no Bafta.

Em segundo lugar está A Viagem de Chihiro, lançado em 2001 pelo (até então aposentado) diretor japonês Hayao Miyazaki. O filme conta a história de uma jovem perdida em um reino espiritual que, segundo ele, foi inspirada em uma viagem pessoal. Ele estava em uma cabana na montanha com um amigo e sua filha. Miyazaki contou que a menina, que tinha por volta de 10 anos, estava mal-humorada, e ele começou a pensar em como havia muito pouco entretenimento para ela.

Além de um sucesso de bilheteria para um mangá, A Viagem de Chihiro ficou com o Oscar de Melhor Animação em 2003 -- o único em língua não-inglesa da história.

A terceira posição da lista do New York Times já é considerado um clássico: Menina de Ouro, de 2004, drama estrelado e dirigido por Clint Eastwood e com a atuação impecável de Hilary Swank como uma boxeadora novata que aceita ser treinada pelo homem velho e machista que, em um primeiro momento, se recusa a ajudá-la na carreira.

Para o Omelete, foi o melhor filme de boxe de Hollywood desde Touro Indomável, de Martin Scorsese, de 1980. "Por mais que pareça um filme tradicional, feijão-com-arroz, Menina de Ouro mostra o seu valor autoral nas entrelinhas", escreveu o site.

Do topo da lista, Menina de Ouro foi o mais vencedor em termos de premiação: em 2005, foi o grande destaque do Oscar, ganhando nas categorias Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Atriz e Melhor Ator Coadjuvante (Morgan Freeman). Naquele mesmo ano, ainda venceria dois Globos de Ouro, nas categorias Melhor Diretor e Melhor Atriz. Mesmo com os prêmios, Swank nunca mais voltou a aparecer em grandes produções: seu filme mais famoso após interpretar a boxeadora foi o par romântico de P.S., Eu Te Amo, de 2007.

Completam a lista do New York Times os seguintes filmes:
4. Um toque de pecado (2013) - Jia Zhangke (China)
5. A Morte do Sr. Lazarescu (2005) - Cristi Puiu (Romênia)
6. As Coisas Simples da Vida (2000) - Edward Yang (Taiwan)
7. Divertida Mente (2015) - Pete Docter (EUA)
8. Boyhood (2014) - Richard Linklater (EUA)
9. Horas de Verão (2008) - Olivier Assayas (França)
10. Guerra ao Terror (2008) - Kathryn Bigelow (EUA)
11. Inside Llewyn Davis - Balada de Um Homem Comum (2013) - Ethan e Joel Coen (EUA)
12. Timbuktu (2015) - Abderrahmane Sissako (Mauritânia)
13. Jackson Heights (2015) - Frederick Wiseman (EUA)
14. A Criança (2005) - Irmãos Dardenne (França)
15. Minha Terra África (2009) - Claire Dennis (França)
16. Munique (2005) - Steven Spieberg (EUA)
17. Três Tempos (2005) - Hou Hsiao-Hsien (França/Taiwan)
18. Os catadores e eu (2000) - Agnès Varda (França)
19. Mad Max: Estrada da Fúria (2015) - George Miller (EUA)
20. Moonlight (2016) - Barry Jenkins (EUA)
21. Wendy e Lucy (2011) - Kelly Reichardt (EUA)
22. Não Estou Lá (2007) - Todd Haynes (EUA)
23. Luz Silenciosa (2007) - Carlos Reygadas (México)
24. Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças (2004) - Michel Gondry (EUA)
25. O Virgem de 40 anos (2005) - Judd Apatow (EUA) 

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Produção audiovisual baiana é finalista do Festival Internacional FanChile
Cinema

Produção audiovisual baiana é finalista do Festival Internacional FanChile

Olivas Filmes é a única do norte-nordeste no festival, que acontece de 9 a 14 de setembro, no Chile.

'Meu público está no Brasil, quero que o país dê certo', diz ator Leandro Hassum
Cinema nacional

'Meu público está no Brasil, quero que o país dê certo', diz ator Leandro Hassum

Ator mora nos Estados Unidos, mas afirma que não abandona sua terra.

Filme A Vida Invisível é indicado pelo Brasil para concorrer ao Oscar
Cinema

Filme A Vida Invisível é indicado pelo Brasil para concorrer ao Oscar

A première do filme será nesta sexta-feira (30), em Fortaleza, no 29º Cine Ceará – Festival Ibero-America...

Vídeo

Semana Espírita reúne centenas de pessoas em Feira Veja mais Vídeos ›

Podcast

Ouça o Programa desta Sexta-Feira 13.09 (Parte 01):
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram