Acorda Cidade - Dilton Coutinho

02 de Dezembro de 2020
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Polícia

Todas as notícias
Publicado em 20/02/2019 19h43.

Presídio de Feira de Santana não tem sala especial para receber acusada de mandar matar o ex-marido

Segundo o capitão, o caso de Gláucia é especial por se tratar de uma advogada, onde o ordenamento jurídico brasileiro prevê que o advogado, através do estatuto da profissão, deve ser tratado de forma excepcional.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Presídio de Feira de Santana não tem sala especial para receber acusada de mandar matar o ex-marido
Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade (Arquivo)

Daniela Cardoso

Capitão Allan Araújo, diretor do Conjunto Penal de Feira de Santana, informou em entrevista ao Acorda Cidade nesta quarta-feira (20) que a unidade não tem estrutura para receber Gláucia Mara Ottan Machado Ferraz, acusada de ser a mandante do assassinado do ex-marido e advogado, Júlio Zacarias Ferraz, 43 anos.

Segundo o capitão, o caso de Gláucia é especial por se tratar de uma advogada, onde o ordenamento jurídico brasileiro prevê que o advogado, através do estatuto da profissão, deve ser tratado de forma excepcional.

“Essa lei federal, que é um estatuto, fala que o advogado deve ficar em sala de estado maior, uma prisão especial em uma exceção à regra dos demais presos de nível superior. Essa sala de estado maior não define exatamente o que é, mas subtendemos que seja uma sala e não cela, que não tenha grades e que tenha condições mínimas de higiene e segurança para este custodiado”, afirmou.

Allan Araújo destacou que o conjunto penal ainda não foi consultado oficialmente sobre o caso da advogada, mas caso isso ocorra, conforme explicou, a direção irá elaborar um expediente informando que a estrutura da unidade, inicialmente, não permite receber a acusada. Ele destacou que caso seja a vontade do judiciário a permanência, será avaliada a possibilidade.

O diretor do presídio lembrou ainda o caso de outro advogado preso recentemente, em Feira de Santana, acusado de agredir e tentar matar um policial civil na saída de um show. Allan Araújo informou que ele está no conjunto penal, mas em uma sala reservada, de acordo com o estatuto da OAB.

“Para o masculino, como é o caso do advogado que está aqui custodiado, já conseguimos colocá-lo em um local que atende essas necessidades, essas exigências, mas para o feminino, no caso da advogada, como implica em uma estrutura diferenciada por ser no pavilhão feminino, um local menor, muito restrito, possivelmente não conseguiríamos, então se formos consultados, nós, inicialmente, dispensaremos essa possibilidade, pois a nossa estrutura atual do pavilhão feminino não comportaria uma sala que pudesse ser equiparada como a sala que está prevista no estatuto da OAB”, explicou.

Com informações do repórter Aldo Matos do Acorda Cidade 

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Homem é detido e carga com mais de mil pneus é recuperada em sítio no sudoeste da Bahia
Vitória da Conquista

Homem é detido e carga com mais de mil pneus é recuperada em sítio no sudoeste da Bahia

Pneus foram encontrados na zona rural de Vitória da Conquista. Cipe Sudoeste e PRF recuperam carga, que saiu ...

Homem é assassinado a tiros no bairro Tomba
Feira de Santana

Homem é assassinado a tiros no bairro Tomba

Crime aconteceu na manhã de hoje (2).

Vídeo

Sinaleira desaba no cruzamento da Rua Bacelar de Castro com a Papa João XXIII Veja mais Vídeos ›

Podcast

José Ronaldo fala sobre campanha de Colbert e planos para 2022
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram