Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • Nota Premiada
  • Nota Premiada
23 de Janeiro de 2019
Dólar: R$ 3,84 Euro: R$ 4,39
-17º -17º Feira de Santana
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Viagens

Todas as notícias
Publicado em 17/12/2018 13h54.

5 dicas para planejar a primeira viagem internacional

Para ajudar na organização, vale até a pena anotar em um caderno todas as providências que precisam ser tomadas.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
5 dicas para planejar a primeira viagem internacional
Foto: Shutterstock

Acorda Cidade

A primeira viagem internacional costuma gerar muita ansiedade e dúvidas, seja pelas paisagens diferentes ou pelos detalhes que precisam ser pensados. Por envolver diversos fatores, como documentação e seguro viagem, é importante que o futuro viajante se prepare com antecedência.

Para ajudar na organização, vale até a pena anotar em um caderno todas as providências que precisam ser tomadas. Confira algumas dicas do que fazer antes de embarcar!

1- Idioma
Obviamente é impossível saber todos os idiomas, até mesmo aquele para onde se está viajando. Apesar disso, é fundamental que o viajante saiba ao menos o básico do inglês, para poder se virar no aeroporto e nos passeios.

Para quem nunca teve contato com a língua ou se sente enferrujado, vale até a pena fazer um curso de inglês online algumas semanas antes do embarque. Saber algumas frases de saudação, o que falar em restaurante e no aeroporto são fundamentais para aproveitar melhor a viagem. Aplicativos como a Babbel podem ajudar antes, durante e depois dessa etapa, pois permite o aprendizado de diversos idiomas em qualquer lugar.

2- Documentação
Para viajar para a maior parte dos países, os brasileiros precisam apresentar o passaporte para entrar. Esse documento, porém, não é exigido em algumas localidades da América do Sul, como Argentina, Chile, Uruguai, Peru, Bolívia, Paraguai, Colômbia, Venezuela e Equador.

Para tirar o passaporte é muito simples. Basta que o interessado faça uma solicitação no site da Polícia Federal, pague a taxa de emissão e se apresente a um posto de atendimento. O passaporte brasileiro atualmente vale por 10 anos.

Além desse documento, muitos países requerem um visto para que a pessoa viaje para lá. Esse é o caso, por exemplo, dos Estados Unidos. Nessas situações, vale a pena providenciar a documentação ainda mais cedo, para evitar contratempos.

Também há destinos que exigem a carteira internacional de vacinação. Como recentemente o Brasil se viu em uma crise de saúde, por causa da febre amarela, mais destinos estão solicitando a apresentação desse atestado.

3- Seguro de viagem internacional
Por mais que o viajante seja cuidadoso, imprevistos podem acontecer e prejudicar a saúde dele. Para essas situações é que existem os seguros de viagem. Esse tipo de documento permite que o turista seja atendimento onde quer que vá, seja em caso de acidente ou problemas de saúde. Embora pareça mais um gasto, o seguro é fundamental para garantir um passeio mais tranquilo e seguro.

4- Bagagem
Antes de pensar no que irá levar ou não, é importante que o viajante observe as regras referentes à bagagem. Quem embarca do Brasil tem direito a até duas malas com até 32 kg cada. Porém, esse limite diminui para 23 kg se o voo for para um país da América do Sul. Para saber mais detalhes sobre o que é ou não permitido, é recomendado que o viajante consulte a política da companhia aérea.

Na hora de fechar a mala, vale a pena colocar adereços para evitar confusões e identificá-la mais rapidamente. Com relação aos objetos de valor, como câmera e notebook, é indicado que eles viajem na bagagem de mão.

5- Trâmites no aeroporto
Diferentemente de viajar pelo país, que o viajante só precisa chegar um pouco mais cedo ao aeroporto, no caso de viagens internacionais a recomendação é de 3 horas. A antecedência também permite tirar dúvidas e se sentir mais confortável para fazer o primeiro voo ao exterior.

Em caso de viagem com conexão, é importante que o viajante pergunte a algum atendente da companhia aérea se a bagagem irá direto para o destino final ou deverá ser despachada novamente. O check-in dos voos internacionais costuma ser mais rígido que os nacionais. Portanto, o viajante não precisa ter medo desse procedimento e apenas fazer o que for solicitado. 

Fontes: Bonde e Melhores Destinos

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Verão estimula o ecoturismo na Chapada Diamantina
Turismo

Verão estimula o ecoturismo na Chapada Diamantina

Com montanhas, rios, cachoeiras, grutas e cidades de casario colonial que fizeram história durante o Ciclo do...

7 eventos para curtir no Uruguai em fevereiro
Turismo

7 eventos para curtir no Uruguai em fevereiro

Eventos no país marcam a cultura, tradição e história no segundo mês do ano

Como escolher o acessório automotivo ideal para as viagens de férias
Viagens

Como escolher o acessório automotivo ideal para as viagens de férias

Itens impedem que, no caso de uma freada brusca ou manobra, objetos sejam lançados dentro do veículo, ferind...

Vídeo

Câmera registra momento em que ônibus colide em van em Feira de Santana Veja mais Vídeos ›

Podcast

Rui garante nomeação de coordenadores pedagógicos
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram