Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • Governo Sefaz
23 de Março de 2019
Dólar: R$ 3,84 Euro: R$ 4,39
-17º -17º Feira de Santana
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Viagens

Todas as notícias
Publicado em 17/12/2018 13h54.

5 dicas para planejar a primeira viagem internacional

Para ajudar na organização, vale até a pena anotar em um caderno todas as providências que precisam ser tomadas.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
5 dicas para planejar a primeira viagem internacional
Foto: Shutterstock

Acorda Cidade

A primeira viagem internacional costuma gerar muita ansiedade e dúvidas, seja pelas paisagens diferentes ou pelos detalhes que precisam ser pensados. Por envolver diversos fatores, como documentação e seguro viagem, é importante que o futuro viajante se prepare com antecedência.

Para ajudar na organização, vale até a pena anotar em um caderno todas as providências que precisam ser tomadas. Confira algumas dicas do que fazer antes de embarcar!

1- Idioma
Obviamente é impossível saber todos os idiomas, até mesmo aquele para onde se está viajando. Apesar disso, é fundamental que o viajante saiba ao menos o básico do inglês, para poder se virar no aeroporto e nos passeios.

Para quem nunca teve contato com a língua ou se sente enferrujado, vale até a pena fazer um curso de inglês online algumas semanas antes do embarque. Saber algumas frases de saudação, o que falar em restaurante e no aeroporto são fundamentais para aproveitar melhor a viagem. Aplicativos como a Babbel podem ajudar antes, durante e depois dessa etapa, pois permite o aprendizado de diversos idiomas em qualquer lugar.

2- Documentação
Para viajar para a maior parte dos países, os brasileiros precisam apresentar o passaporte para entrar. Esse documento, porém, não é exigido em algumas localidades da América do Sul, como Argentina, Chile, Uruguai, Peru, Bolívia, Paraguai, Colômbia, Venezuela e Equador.

Para tirar o passaporte é muito simples. Basta que o interessado faça uma solicitação no site da Polícia Federal, pague a taxa de emissão e se apresente a um posto de atendimento. O passaporte brasileiro atualmente vale por 10 anos.

Além desse documento, muitos países requerem um visto para que a pessoa viaje para lá. Esse é o caso, por exemplo, dos Estados Unidos. Nessas situações, vale a pena providenciar a documentação ainda mais cedo, para evitar contratempos.

Também há destinos que exigem a carteira internacional de vacinação. Como recentemente o Brasil se viu em uma crise de saúde, por causa da febre amarela, mais destinos estão solicitando a apresentação desse atestado.

3- Seguro de viagem internacional
Por mais que o viajante seja cuidadoso, imprevistos podem acontecer e prejudicar a saúde dele. Para essas situações é que existem os seguros de viagem. Esse tipo de documento permite que o turista seja atendimento onde quer que vá, seja em caso de acidente ou problemas de saúde. Embora pareça mais um gasto, o seguro é fundamental para garantir um passeio mais tranquilo e seguro.

4- Bagagem
Antes de pensar no que irá levar ou não, é importante que o viajante observe as regras referentes à bagagem. Quem embarca do Brasil tem direito a até duas malas com até 32 kg cada. Porém, esse limite diminui para 23 kg se o voo for para um país da América do Sul. Para saber mais detalhes sobre o que é ou não permitido, é recomendado que o viajante consulte a política da companhia aérea.

Na hora de fechar a mala, vale a pena colocar adereços para evitar confusões e identificá-la mais rapidamente. Com relação aos objetos de valor, como câmera e notebook, é indicado que eles viajem na bagagem de mão.

5- Trâmites no aeroporto
Diferentemente de viajar pelo país, que o viajante só precisa chegar um pouco mais cedo ao aeroporto, no caso de viagens internacionais a recomendação é de 3 horas. A antecedência também permite tirar dúvidas e se sentir mais confortável para fazer o primeiro voo ao exterior.

Em caso de viagem com conexão, é importante que o viajante pergunte a algum atendente da companhia aérea se a bagagem irá direto para o destino final ou deverá ser despachada novamente. O check-in dos voos internacionais costuma ser mais rígido que os nacionais. Portanto, o viajante não precisa ter medo desse procedimento e apenas fazer o que for solicitado. 

Fontes: Bonde e Melhores Destinos

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Carnaval em Tiradentes (MG): o que fazer além de curtir a folia?
Viagens

Carnaval em Tiradentes (MG): o que fazer além de curtir a folia?

A cidade oferece grande riqueza histórica, cultural e natural.

Não gosta do Carnaval? Parque nacional chileno é alternativa para fugir do verão e da folia brasileira
Viagens

Não gosta do Carnaval? Parque nacional chileno é alternativa para fugir do verão e da folia brasileira

O frio e a beleza do Parque Nacional Torres del Paine, entre a Argentina e o Chile, chamaram a atenção de v...

Salvador é o destino preferido de paulistanos, cariocas e mineiros para o carnaval
Viagens

Salvador é o destino preferido de paulistanos, cariocas e mineiros para o carnaval

de viagens momondo analisou o interesse pela folia baiana. Entre os visitantes internacionais, suecos são os ...

Vídeo

Feira: estudantes fazem manifestações contra calor e cobram melhorias na estrutura de escolas estaduais Veja mais Vídeos ›

Podcast

Dia da Felicidade
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram