Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • Gov BA modelo de gestão
  •  Reserva Lumiere
21 de Agosto de 2019
Dólar: R$ 3,84 Euro: R$ 4,39
-17º -17º Feira de Santana
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Educação

Todas as notícias
Publicado em 26/09/2018 11h21.

Professores participam de sessão na Câmara de Vereadores no segundo dia de manifestações

Mais de 400 professores participaram do movimento na Câmara. A categoria iniciou a paralisação das atividades na terça-feira (25).
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Professores participam de sessão na Câmara de Vereadores no segundo dia de manifestações
Foto: Paulo José/Acorda Cidade

Laiane Cruz

Os professores da rede municipal de ensino acompanharam, na manhã desta quarta-feira (26), a última sessão da semana na Câmara de Vereadores para continuar pressionando o governo municipal a negociar o pagamento do precatório do Fundef à categoria. Também esteve no local o arcebispo metropolitano, Dom Zanone Castro, juntamente com outros representantes da igreja católica, evangélica e do candomblé, em apoio à manifestação.

Mais de 400 professores participaram do movimento na Câmara. De acordo com a professora Marlede Oliveira, todos irão permanecer no local e aguardar a reunião que foi marcada para as 14h30 no gabinete da presidência da Casa, com o presidente José Carneiro, a APLB e o prefeito Colbert Martins.

A categoria iniciou a paralisação das atividades na terça-feira (25) e ocupou o prédio da prefeitura, onde parte do grupo permaneceu até a noite, sem energia elétrica, sem alimentação, água e banheiro.

A diretora da APLB, Marlede Oliveira, reafirmou que 60% do dinheiro do precatório, liberado pelo Fundef, pertence aos professores da rede municipal. Segundo ela, o valor já está na conta da prefeitura.

“Como é que de 97 a 2007 o dinheiro veio a menos para as prefeituras, e agora veio a complementação, e 60% não é nosso? Várias prefeituras estão pagando, por que Colbert não paga? A comunidade precisa ficar atenta ao que é gasto em Feira com a educação. Tem uma escola no Tanque do Urubu chamada Marília Queiroz, que tem quatro salas e está sendo reformada. Vão gastar R$ 700 mil na reforma de uma escola com quatro salas. Isso é um absurdo!”, protestou.

Marlede Oliveira afirmou ainda que ontem (25) o presidente da Câmara de Vereadores, José Carneiro, foi até a prefeitura intermediar a saída dos professores do local e se comprometeu a agendar uma audiência com o prefeito, por isso, todos foram à câmara hoje para aguardar.

O arcebispo Dom Zanone Castro, informou que foi até a Câmara acompanhado dos demais líderes religiosos, para tentar compreender a situação, e espera que todos cheguem a uma solução.

“Estávamos participando de um encontro dos religiosos com os diretores e percebemos que não tinha condições de manter essa reunião de formação, que é constante na Secretaria de Educação. E essa causa dos professores, essa reivindicação, creio que a prefeitura deve abrir o diálogo e é importante o envolvimento de todas as pessoas, pois é um espaço democrático de escuta e de encaminhar a melhor solução. Eu creio que devemos ouvir os professores e seus representantes”, disse.


Leia também:
Prefeitura diz que TCU não permite repasse de 150 milhões de reais dos precatórios para professores 

Sem água e sem luz, professores mantém ocupação no prédio da prefeitura 

Professores ocupam prédio da prefeitura em protesto por recurso do Fundef 

Com informações e fotos do repórter Paulo José do Acorda Cidade.

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Bahia

OAB pede a suspensão da abertura de cursos de Direito por cinco anos

'A função da OAB é colaborar para o aperfeiçoamento e a promoção da qualidade do ensino jurídico no pa...

Encceja 2019: o que você precisa saber antes do exame
Educação

Encceja 2019: o que você precisa saber antes do exame

As provas serão aplicadas em 25 de agosto.

Bahia

Uneb inscreve para aluno especial do Mestrado em Estudos Territoriais até 30 de agosto

O processo seletivo consiste em análise da documentação, do currículo lattes e da justificativa.

Vídeo

Vídeo mostra suspeito de crime no bairro Tomba; polícia pede ajuda da população para localizá-lo Veja mais Vídeos ›

Podcast

Mudanças devido a interdição de prédio deixam o trânsito congestionado no centro de Feira de Santana
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram