Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • Novo Glériston
  • SECOM
26 de Fevereiro de 2020
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Política

Todas as notícias
Publicado em 20/08/2014 11h04.

Justiça Eleitoral intensifica ações para impedir propaganda irregular em Feira de Santana

O chefe do cartório, Luciano Souza Leite, informou que a propaganda que estiver atrapalhando a visibilidade, o trânsito de pessoas e veículos, será apreendida.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Justiça Eleitoral intensifica ações para impedir propaganda irregular em Feira de Santana
Arquivo/Acorda Cidade

Daniela Cardoso

Com o objetivo de impedir a propaganda eleitoral irregular nas ruas, praças e avenidas de Feira de Santana, servidores da 157 Zona Eleitoral estão intensificando ações de fiscalização em toda a cidade. O chefe do cartório, Luciano Souza Leite, informou que a propaganda que estiver atrapalhando a visibilidade, o trânsito de pessoas e veículos, será apreendida.

“A justiça eleitoral está com uma equipe nas ruas fiscalizando essa propaganda. O tamanho do cavalete não pode ultrapassar 4 metros quadrados e também não pode ser muito desproporcional. A lei diz que o cavalete não pode ficar um ao lado do outro, fechando a passagem. Caso isso ocorra, a gente faz o recolhimento e notifica o candidato para se apresentar”, informou.

Leia também: População reclama de excessos na propaganda política e poluição visual em Feira

De acordo com Luciano Souza Leite, os cavaletes podem ser colocados a partir das 6 da manhã e devem ser retirados às 22h. Uma equipe, junto com a Polícia Militar, faz o recolhimento dos cavaletes, após o horário permitido.

“Fizemos uma reunião com a Polícia Militar, a Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil, Polícia Federal, juiz eleitoral, promotores de justiça e candidatos para fechar esse acordo com base na lei eleitoral. Apesar de ser um acordo, já houve o recolhimento de alguns cavaletes e até o dia da eleição vamos continuar o trabalho”, destacou.

A propaganda na internet está liberada, porém dentro de alguns critérios. O candidato pode ter um site, mas ele deve estar registrado na Justiça Eleitoral, em Salvador. Qualquer tipo de propaganda paga em rádio, TV e também na internet é proibida. Já as entrevistas jornalísticas podem ser feitas, porém o direito é o mesmo para todos os candidatos, segundo esclareceu o chefe do cartório.

As informações são do repórter Ney Silva do Acorda Cidade.

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Bolsonaro comete infração de trânsito ao andar de moto com capacete solto em Guarujá
Brasil

Bolsonaro comete infração de trânsito ao andar de moto com capacete solto em Guarujá

O presidente passa o carnaval na cidade da Baixada Santista. Secretaria de Comunicação do Palácio do Planal...

Indicadores sobre serviços públicos passam a ser abertos a cidadãos
Política

Indicadores sobre serviços públicos passam a ser abertos a cidadãos

Raio X da Administração Federal tinha acesso restrito a gestores

Vídeo

Funcionários terceirizados do Fórum Filinto Bastos paralisam as atividades Veja mais Vídeos ›

Podcast

Ouça o Programa desta sexta-feira 21.02:
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram