Acorda Cidade - Dilton Coutinho

23 de Setembro de 2021
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Saúde

Todas as notícias
Publicado em 23/09/2013 16h56.

Maqueiros do Clériston Andrade e diretoria podem mover ação contra advogado

Os maqueiros do Clériston Andrade se reuniram na manhã desta segunda-feira (23) com a direção do hospital. Eles negam ter feito qualquer denúncia e pedem que o advogado Ronaldo Mendes aponte o autor.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Maqueiros do Clériston Andrade e diretoria podem mover ação contra advogado
Ed Santos/Acorda Cidade
Daniela Cardoso

O diretor do Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA), José Carlos Pitangueira, e os maqueiros do hospital podem mover duas ações judiciais contra o advogado Ronaldo Mendes. Na noite do último sábado (21), o advogado esteve no Clériston acompanhado de um promotor, para verificar a denúncia feita por um funcionário de que 11 pessoas teriam morrido, após um apagão no hospital.
 
Em entrevista ao Acorda Cidade, o diretor do Clériston Andrade, José Carlos Pitangueiras, explicou que não houve um apagão e sim um curto circuito em uma tomada e que não foram 11 e sim oito óbitos. De acordo com Pitangueira, as mortes foram por causas naturais e não tiveram relação com o ocorrido. 
 
“Essas informações infundadas são muito preocupantes. Nós temos 10 tomadas em cada leito e uma delas foi mexida. Isso só está acontecendo nos fins de semana ou na madrugada. Eu vou analisar se foi criminoso”, disse o diretor, levantando a suspeita de que alguém teria provocado o curto-circuito. 
 
Ainda segundo o diretor, os aparelhos do hospital ficam ligados por 12 horas, caso falte energia. “Não houve apagão, podem consultar a Coelba. Se tiver um apagão ninguém vai morrer por isso, pois nossos aparelhos continuam ligados”. 
 
 

 
Maqueiros negam ter feito denúncia 
 
Os maqueiros do Clériston Andrade se reuniram na manhã desta segunda-feira (23) com a direção do hospital. Eles negam ter feito qualquer denúncia e pedem que o advogado Ronaldo Mendes aponte o autor. 
 
“Ele está acusando a gente de ter dito isso, mas não é verdade. Nós queremos que ele diga o nome de quem falou. Queremos que ele aponte a pessoa”, afirmou o maqueiro Renato Santos Souza. 
 
O maqueiro Luiz Eduardo Dias Costa também diz que a denúncia não é verdadeira. Ele cobrou uma posição do hospital. 
 
“A gente vai conversar com um advogado para saber o que ele vai nos orientar. A princípio queremos uma retratação do advogado Ronaldo Mendes. Nós temos que tomar uma atitude, mas o hospital também deve. Não é simplesmente dizer que foram os maqueiros. Ele deve dizer o nome de quem foi. Nós não tivemos contato com o advogado, e se alguém falou, quem garante que foi um maqueiro?”, questionou.
 
O diretor do Clériston Andrade informou que os maqueiros pediram a permissão dele para entrarem no Ministério Público contra o advogado Ronaldo Mendes, mas que ele não deu opinião. 
 
“Eles me pediram permissão, mas não vou dar a minha opinião. Com relação à posição do hospital, vou passar pelo Ministério Público para saber que atitude devo tomar”, afirmou. 
 
Corte de ponto 
 
José Carlos Pitangueira ainda falou sobre o grande número de atestados apresentados por alguns funcionários do hospital, que têm mais de dois empregos, e afirmou que está cortando o ponto. Segundo o diretor, isso tem gerado incômodo, e por isso estão querendo boicotar a diretoria. 
 
“Eu tenho 417 atestados em 75 dias, sendo que mais de 60% dessas pessoas que colocam atestados estão trabalhando em outros locais. A partir de amanhã vou começar a rastrear quem tem mais de três empregos e estou avisando que não terá mais acordo. Primeiro vai ser a escala do Clériston. Se acha que a Sesab (Secretaria Estadual de Saúde) é bico, que saia. Vou continuar cortando ponto de quem não trabalhar”, ressaltou.
 
As informações são do repórter Ed Santos do Acorda Cidade.

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Covid-19: ministério volta a recomendar vacinação de adolescentes
Saúde

Covid-19: ministério volta a recomendar vacinação de adolescentes

Orientação é priorizar jovens mais vulneráveis

Feira de Santana registra 38 novos casos; quase 400 pessoas aguardam resultados de exames
Boletim

Feira de Santana registra 38 novos casos; quase 400 pessoas aguardam resultados de exames

O boletim epidemiológico contabiliza 27 pacientes internados no município.

Idosos acima de 70 anos recebem dose de reforço contra a covid-19 nesta quinta; veja a vacinação para outros públicos
Covid-19

Idosos acima de 70 anos recebem dose de reforço contra a covid-19 nesta quinta; veja a vacinação para outros públicos

Também haverá aplicação da primeira dose da vacina para adolescentes de 14 anos (nascidos em 2007), com ou...

Vídeo

Influencers celebram Hit das Vacinas por incentivar jovens a se imunizarem contra Covid-19 Veja mais Vídeos ›

Ouça Agora

Programa desta quarta-feira 22.09:
Mais áudios ›

Facebook

Instagram