Acorda Cidade | Dilton Coutinho | Portal de notícias de Feira de Santana - Bahia

22º 34º Feira de Santana
20 de novembro de 2017

Notícias

Esportes

Empregos

Lazer

Especial

Todas as notícias Feira de Santana

Médico cubano retorna às atividades e pacientes o recebem com cartazes de boas-vindas

25/11/2013 12h32
“Já passou tudo, graças a Deus, e agora estou de pé. Mais comprometido, e com mais vontade de fazer as coisas melhor. É só o que eu quero, fechar este capítulo”, disse o médico.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Médico cubano retorna às atividades e pacientes o recebem com cartazes de boas-vindas
Paulo José / Acorda Cidade
Laiane Cruz

O médico cubano Isoel Goméz Molina, que foi afastado do Posto de Saúde da Família do bairro Viveiros, em Feira de Santana, retornou hoje (25) às atividades. Ele foi recepcionado com cartazes de boas-vindas por pacientes do bairro.
 
Isoel Goméz Molina foi denunciado pelo vereador José Carneiro (PSL) após prescrever na receita 40 gotas de Dipirona a um menino de 1 ano e dois meses, que pesava 10,2 kg e foi levado com febre ao posto pela mãe. Porém, o médico ficou afastado só até ontem (25), uma vez que investigações realizadas por uma comissão do Programa Mais Médicos constataram que não houve erro médico.
 
 
A comissão apurou que as 40 gotas indicadas não eram para ser ministradas em dose única, mas divididas em quatro vezes, a cada seis horas, como consta na receita, desde que a criança sentisse dor ou apresentasse um quadro febril, e explicou detalhadamente à mãe da criança que seriam dez gotas, apenas, por vez. Gilmara dos Santos confirmou em entrevistas que Isoel Gomez a orientou sobre o fracionamento.
 
Emoção
 
Emocionado, o médico disse que não esperava a recepção. “Eu não esperava que fosse assim. Eu só quero fazer o que vim fazer aqui, que é trabalhar e ajudar a todas as pessoas. Agora sinto-me mais comprometido com eles, pela atitude que tiveram comigo. Quero dizer muito obrigado, por tudo o que eles fizeram”, disse Isoel Goméz Molina.
 
Ainda segundo ele, com relação à denúncia, tudo não passou de um mal entendido. Ele afirmou que ao chegar pela manhã no posto de saúde, para trabalhar, foi informado por uma enfermeira que uma das médicas da unidade pegou a receita emprestada na mão da mãe do menino e divulgou na internet, e disse que ficou surpreso, pois não entendia onde ele tinha errado.
 
“Mas, já passou tudo, graças a Deus, e agora estou de pé. Mais comprometido, e com mais vontade de fazer as coisas melhor. É só o que eu quero, fechar este capítulo”, disse, acrescentando que não pretende processar judicialmente a colega que publicou a receita na internet. 

Com informações são do repórter Paulo José do Acorda Cidade e da Secom.
Médico cubano retorna às atividades e pacientes o recebem com cartazes de boas-vindas Médico cubano retorna às atividades e pacientes o recebem com cartazes de boas-vindas
Médico cubano retorna às atividades e pacientes o recebem com cartazes de boas-vindas Médico cubano retorna às atividades e pacientes o recebem com cartazes de boas-vindas
Médico cubano retorna às atividades e pacientes o recebem com cartazes de boas-vindas Médico cubano retorna às atividades e pacientes o recebem com cartazes de boas-vindas
Médico cubano retorna às atividades e pacientes o recebem com cartazes de boas-vindas Médico cubano retorna às atividades e pacientes o recebem com cartazes de boas-vindas
Médico cubano retorna às atividades e pacientes o recebem com cartazes de boas-vindas Médico cubano retorna às atividades e pacientes o recebem com cartazes de boas-vindas
Médico cubano retorna às atividades e pacientes o recebem com cartazes de boas-vindas Médico cubano retorna às atividades e pacientes o recebem com cartazes de boas-vindas

É muito importante a sua participação. Envie para nós a sua sugestão de correção.



É muito importante a sua participação. Em breve entraremos em contato.



Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Veja também

PodCast

Cartas para o Papai Noel dos Correios podem ser entregues até o dia 30 de novembro

mais podcast ›

Videos

Reforma trabalhista: Entenda as novas regras e formas de contratação