vai para o início: Alt+i vai para o conteúdo: Alt+c vai para o menu: Alt+m vai para o fim: Alt+f Acessibilidade Brasil Acessibilidade Brasil
Dilton Coutinho
@acordacidade no Twitter
Greve da PM: comércio de Feira sofreu prejuízo em torno de 50% http://t.co/sWetOXAEGr
Ouvir Programa
quinta, 24 de abril de 2014
Hora certa:
Editoriais
Colunistas
Links
RSS

Delegacia de homicídios investiga assassinato de homem encontrado morto em matagal

A delegada Milena Calmon, afirmou que a população local informou que Fernando era uma pessoa trabalhadora, séria e ordeira. Ela disse que vai ouvir uma pessoa que estava no local do crime e que tem algumas informações, para então seguir uma linha de investigação.

20/12/2012 19:04
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letraDiminuir letra
Ed Santos/Acorda Cidade

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

 

Daniela Cardoso
 
A delegada Milena Calman, titular da Delegacia de Homicídios (DH) de Feira de Santana, ainda não tem maiores informações sobre a motivação do assassinato do vigilante Fernando Magalhães dos Santos, encontrado morto com um pano preto na cabeça e as mãos amarradas para trás, em um matagal na localidade do Alto do Rosário no bairro Santo Antônio dos Prazeres.
 
Segundo a delegada, a perícia indica que o vigilante foi executado no local e que ele teria saído do trabalho, de moto, por volta de 1 hora da manhã.
 
“Até agora não temos muitas informações. Tudo indica que ele foi interceptado pelos criminosos, imobilizado e levado para o local onde foi executado. As características são de execução. Eu, a principio, descarto a possibilidade de latrocínio [roubo seguindo de morte], apesar de a moto ter desaparecido”, afirmou.
 
A delegada Milena Calmon, afirmou que a população local informou que Fernando era uma pessoa trabalhadora, séria e ordeira. Ela disse que vai ouvir uma pessoa que estava no local do crime e que tem algumas informações, para então seguir uma linha de investigação
 
As informações são do repórter Ed Santos do Acorda Cidade

  • Recomendar
É muito importante a sua participação. Envie para nós a sua sugestão de correção.


Envie esta notícia por e-mail.


É muito importante a sua participação. Em breve entraremos em contato.