Acorda Cidade - Dilton Coutinho

11 de Agosto de 2020
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Bahia

Todas as notícias
Publicado em 04/01/2011 08h40.

Lixo e engarrafamento são problemas predominantes em Cabuçú

Morador diz que nunca viu uma multa ser aplicada e carro ser guinchado em Cabuçú. Além disso, moradores de algumas casas surpreenderam-se, nos últimos dias, com a cor amarelada e o forte cheiro da água que saiu das torneiras.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Lixo e engarrafamento são problemas predominantes em Cabuçú
Ed Santos/Acorda Cidade

Ed Santos

O final de semana foi bastante movimentado nas praias de Cabuçú e de Bom Jesus dos Pobres, destino de muitos, inclusive feirenses, para passar domingos e feriados, se divertirem ou trabalharem.  Tanta gente em um lugar resultou no surgimento de uma grande quantidade de lixo e como na cidade não há um serviço regular de limpeza pública, o lixo se acumula diariamente tornando-se um problema para os moradores.

O caminhoneiro Reinaldo Carvalho, que mora em Cabuçú, disse que  em algumas situações o lixo acumulado impede a passagem de automóveis de grande porte e que o cheiro é insuportável.

Além do lixo, a falta de estrutura  para receber os frequentadores , a poluição sonora e principalmente o engarrafamento impressionam quem visita as praias pela primeira vez.

“Frequento Cabuçu desde menino. Vejo som alto, carro em fila dupla e  até o presente momento não vi uma multa ser aplicada, nenhum carro ser guinchado, os guardas só observam o trânsito com apoio de militares e mal conseguem assoprar os apitos”,  relatou o contador James Aquino.



O engarrafamento começa na praia Recreio e antes da ponte de Cabuçu os carros seguem lentamente. O trajeto leva quase uma hora e não há via alternativa.

“O condutor do veículo é obrigado a ficar no engarrafamento ouvindo barulhos de varias musicas ao mesmo tempo na Praça de Cabuçu”, disse o contador.

Água sai barrenta das torneiras em Bom Jesus

Moradores de algumas casas surpreenderam-se, nos últimos dias, com a cor amarelada e o forte cheiro da água que saiu das torneiras. Em frente à estação de tratamento de água da  Embasa, em Bom Jesus, o lixo acumulado na rua se destacava no cenário.

A dona de casa que se identificou apenas como Rosália alugou uma casa em Bom Jesus dos Pobres. Ela disse que só percebeu a cor “barrenta” da água quando foi cozinhar. Para confirmar se a água estava realmente com a mesma cor, ela deu várias descargas no sanitário, mas o líquido sempre retornava com a mesma coloração.  

Renato de Melo Estrela, que reside em Feira de Santana, conta que só percebeu que havia algo de errado na água no sábado, quando foi encher uma garrafa diretamente da torneira.  

“A água estava tão suja que optamos por comprar mineral, uma vez que não havia condições nem de fazer o café”, relatou.  

Desse modo, só tomou banho no sábado (1º) quem tinha reservatório. A água só voltou à normalidade no domingo (2) ás 10 h da manhã.

Fotos: Ed Santos

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Criança morre após se queimar ao usar álcool para acender fogo
Salvador

Criança morre após se queimar ao usar álcool para acender fogo

Caso aconteceu no domingo (9), em Salvador. Vítima, de oito anos, chegou a ser levada para hospital, mas não...

Flexibilização do transporte intermunicipal começa hoje (10) em Feira e mais de 40 cidades
Bahia

Flexibilização do transporte intermunicipal começa hoje (10) em Feira e mais de 40 cidades

Cidades distantes até 100 quilômetros de Salvador, como Feira de Santana, terão a circulação de ônibus l...

Cartórios apontam que 6,77% das crianças foram registradas sem o nome do pai na Bahia no 1º semestre de 2020
Bahia

Cartórios apontam que 6,77% das crianças foram registradas sem o nome do pai na Bahia no 1º semestre de 2020

Reconhecimento espontâneo de paternidade pode ser feito diretamente em Cartórios de Registro Civil de todo o...

Vídeo

Maternidade Santa Emília Veja mais Vídeos ›

Facebook

Instagram