Acorda Cidade - Dilton Coutinho

19 de Outubro de 2021
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Ciência e Tecnologia

Todas as notícias
Publicado em 23/09/2021 09h48.

Fapesb aprova R$ 2 milhões para investimento em projetos no semiárido baiano

A seleção dos projetos reforça políticas públicas de convivência com o semiárido.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Fapesb aprova R$ 2 milhões para investimento em projetos no semiárido baiano
Foto: Divulgação

Acorda Cidade

A Bahia possui uma das maiores regiões semiáridas do país, o que demanda cuidado e atenção à população que vive nessa área. Com o objetivo de trazer recursos e desenvolvimento, possibilitando que a região seja ainda mais assistida, a Fundação de Amparo à Pesquisa da Bahia (Fapesb), que é vinculada à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado (Secti), aprovou quatro projetos, junto à Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), que vão apoiar pesquisas que beneficiem a sociedade. O investimento, com a contrapartida estadual, deve chegar a R$ 2 milhões num período de até quatro anos.

A secretária estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Adélia Pinheiro defende que investir em pesquisas que possam auxiliar a melhoria socioeconômica dessa região é necessário para que haja uma sociedade cada vez mais igualitária.“O apoio do Governo do Estado a projetos que possam fortalecer e agregar conhecimento para a articulação de políticas públicas em toda a Bahia é de fundamental importância para toda a sociedade. Trazer esses recursos para nosso estado é fruto de um trabalho conjunto que desenvolvemos com diversas secretarias, reforçando o caráter transversal de diálogo com todas e todos”, comemorou.

A seleção dos projetos reforça políticas públicas de convivência com o semiárido, o que pode ser comprovado, dentre outras coisas, pela existência do Grupo de Trabalho permanente, que, inclusive, participou do diálogo. “Consideramos as competências dos Programas de Pós-Graduação já existentes nas universidades da Bahia de forma a se alinhar com as diretrizes governamentais presentes na legislação e nas propostas apresentadas para a convivência com o semiárido. A ação tem foco em estudantes de mestrado e doutorado, bem como nas próprias universidades, para que possam formar profissionais qualificados e pesquisas voltadas ao desenvolvimento social, econômico e tecnológico na região semiárida brasileira”, destacou Adélia.

Para o diretor de Inovação da Fapesb, Handerson Leite, com a extensão do semiárido baiano, o investimento é necessário principalmente por questões socioeconômicas. “A Bahia tem 70% de semiárido. É um bioma importante e que sofre muito com seca e outras questões. Se você desenvolver projetos que beneficiem esse povo e essa região, com certeza iremos melhorar as questões econômicas locais”, afirmou. “Entendemos que a aprovação de projetos voltados para o semiárido, em consonância com a legislação e o plano de ação estadual, permite a formação de estudantes de alto nível em interação com o ecossistema estudado, o que deve gerar soluções para o desenvolvimento da região”, concluiu.
 

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Ideias inovadoras para setores de serviços básicos serão premiadas em competição
Ciência e Tecnologia

Ideias inovadoras para setores de serviços básicos serão premiadas em competição

Podem participar Hackathon Start estudantes de graduação; inscrição vai até o dia 31/10

Ciência

Medicamento da AstraZeneca reduz mortes e casos graves de covid-19

Coquetel de drogas experimentais ainda está em fase de teste

Ferramenta que utiliza Inteligência Artificial busca otimizar processos de seleção e contratação de estagiários
Feira de Santana

Ferramenta que utiliza Inteligência Artificial busca otimizar processos de seleção e contratação de estagiários

De acordo com um dos criadores e Ceo da plataforma Ana Job, o projeto já conta com a adesão de 55 empresas n...

Vídeo

Princípio de incêndio atinge distribuidora de produtos automotivos na Rua Cristóvão Barreto Veja mais Vídeos ›

Ouça Agora

Programa desta segunda-feira 18.10:
Mais áudios ›

Facebook

Instagram