Acorda Cidade - Dilton Coutinho

01 de Agosto de 2021
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Bahia

Todas as notícias
Publicado em 21/06/2021 16h02.

TRT determina indenização de R$ 30 mil a funcionário demitido de loja após ser acusado de furto

Homem chegou a ficar preso por 35 dias. Justiça entendeu que não havia evidências de autoria e materialidade do fato e, posteriormente, desembargadora considerou inquestionável o prejuízo no patrimônio imaterial do empregado e danos à dignidade dele.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
TRT determina indenização de R$ 30 mil a funcionário demitido de loja após ser acusado de furto
Foto: Reprodução/TV Bahia

Acorda Cidade

Um homem que atuou como subgerente de uma unidade das Lojas Insinuante, em Salvador, ganhou indenização de R$ 30 mil em um processo contra a empresa no qual afirmou ter sido acusado injustamente de auxiliar em furtos em um dos estabelecimentos. O homem chegou a ficar preso por 35 dias.

O Tribunal do Trabalho da 5ª Região (TRT5-BA) divulgou o caso nesta segunda-feira (21) e informou que decisão ocorreu na última terça-feira (15). Para os desembargadores da Quarta Turma do TRT5-BA, que julgaram o processo movido pelo trabalhador, a Insinuante deveria ter sido mais cautelosa na averiguação do fato. A decisão cabe recurso.

Em 2010, as Lojas Insinuante se fundiram com a Ricardo Eletro e, posteriormente, só ficaram em Salvador unidades da Ricardo Eletro. 

O tribunal informou que, segundo o empregado, o seu contrato foi rescindido em setembro de 2016, após a ocorrência de um furto nas dependências de uma das lojas próxima ao estabelecimento onde atuava. O responsável pela loja assaltada informou aos policiais que o assaltante morava perto da casa desse subgerente, fato confirmado pelo criminoso.

Então, ainda de acordo com o TRT5-BA, o trabalhador foi indiciado por crime de furto, permanecendo 35 dias preso, até que a família dele conseguisse contratar um advogado para impetrar habeas corpus.

O trabalhador disse que a empresa, em vez de lhe dar apoio e suporte, iniciou uma perseguição e indicou advogados com o intuito de incriminá-lo, sem qualquer indício da sua participação no delito.

"O empregado afirmou ainda que a Insinuante estampou o seu retrato em todas as lojas do grupo econômico, e que ele foi identificado como chefe de uma quadrilha que já havia realizado inúmeros assaltos. Com base nesses argumentos, pediu a nulidade da dispensa por justa causa e uma indenização por danos morais", diz a nota do TRT5-BA.

Após a impetração do habeas corpus, a Justiça entendeu que não havia evidências de autoria e materialidade do fato.

Ao examinar a questão trabalhista, a 21ª Vara do Trabalho de Salvador absolveu o subgerente no caso do furto. A decisão do 1º Grau do TRT5-BA declara que faltou a empresa comprovar o ato de improbidade do subgerente, “não dando margem a dúvidas, o que não se verificou”, e fixou uma indenização por danos morais em R$ 10 mil.

Ao analisar o recurso na Quarta Turma, a desembargadora relatora, Ana Lúcia Bezerra, afirmou que é inquestionável o prejuízo no patrimônio imaterial do empregado, “uma vez que houve acusação de ato de improbidade sem a correspondente prova”.

Para ela, o fato de o empregado ser dispensado por justa causa “demonstra claro abuso de direito do empregador ao aplicar a punição disciplinar máxima, baseada em conduta grave, sem a apuração e cautela necessárias”. A relatora entendeu também que o caso gerou danos à dignidade do reclamante, decidindo por aumentar o valor da indenização para R$ 30 mil.

Fonte: G1

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

SAC detém quase 108 mil documentos para serem retirados pela população
Bahia

SAC detém quase 108 mil documentos para serem retirados pela população

O abandono de documentos nos postos gera problemas operacionais, além de prejuízo para os cidadãos, que já...

Viabahia programa içamento de travessia de passarela para este domingo (1), em Santo Estevão
Bahia

Viabahia programa içamento de travessia de passarela para este domingo (1), em Santo Estevão

A operação está programada para ser iniciada às 05h45, em horário de menor fluxo de veículos, com térmi...

Decreto impede a realização da Vaquejada de Serrinha e edição de 2021 é cancelada
Bahia

Decreto impede a realização da Vaquejada de Serrinha e edição de 2021 é cancelada

A organização informou que a nova data está marcada para o período de 7 a 11 de setembro de 2022, com R$ 3...

Vídeo

Fiéis celebram o dia de Senhora SantAna na Catedral Metropolitana de Feira de Santana Veja mais Vídeos ›

Ouça Agora

Programa desta sexta-feira 30.07:
Mais áudios ›

Facebook

Instagram