Acorda Cidade - Dilton Coutinho

27 de Julho de 2021
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Cultura

Todas as notícias
Publicado em 14/05/2021 11h48.

Jornalista e memorialista Dimas Oliveira lança livro em plataformas digitais

O cinema - arte muda, scena muda, arte do silêncio -, destacado nas páginas do jornal noticioso independente e literário “A Flor”, é que o autor mostra na publicação.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Jornalista e memorialista Dimas Oliveira lança livro em plataformas digitais
Foto: Divulgação

O jornalista e memorialista Dimas Oliveira está lançando mais um livro como organizador. Trata-se de “A Arte do Silêncio em Feira de Santana”, com versão no formato e-book Kindle (193 páginas) em venda no site da Amazon - http://www.amazon.com.br/ - no item Lançamentos. O preço de R$ 30,00 inclui envio sem fio internacional gratuito via Amazon Whispernet.

O cinema - arte muda, scena muda, arte do silêncio -, destacado nas páginas do jornal noticioso independente e literário “A Flor”, é que o autor mostra na publicação. Como era a exibição cinematográfica em Feira de Santana em parte de 1921 (descrição do produto na Amazon), quando existiam duas casas de diversões na cidade, o Cine-Theatro Sant’Anna, de propriedade de Raul Ferreira da Silva, e o Cine-Theatro Elite, de Arlindo Ferreira, os dois na rua Conselheiro Franco?

São compiladas 29 edições da publicação, entre abril e novembro daquele ano e mais uma edição de 12 anos depois, dezembro de 1933.

Há 100 anos, na época do cinema mudo, os filmes eram em preto e branco, com duração média de 60 minutos e muitos eram em série de seis até 18 capítulos.

Feira de Santana contava, então, com 50 mil habitantes, "uma parte significativa era habitué dos dois cinemas, em matinés e suarés, essas elegantes, com entrada a $1000 (mil réis), com homens e mulheres bem vestidos na plateia, vibrando com os atores e atrizes em aventuras, dramas, comédias e westerns, os filmes que eram focalizados", como conta na apresentação Thomas Oliveira, organizador da edição, que cuidou de colocar o livro na plataforma digital, como ocorreu em 2014 com "Cinema demais: ou era uma vez dezenas de filmes comentados e a situação do cinema em feira de santana", primeiro livro de Dimas Oliveira, lançado em formato físico.
 

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Prorrogadas as inscrições para o 19º Festival de Música Educadora FM
Música

Prorrogadas as inscrições para o 19º Festival de Música Educadora FM

Podem participar da premiação compositores(as), arranjadores(as), instrumentistas, intérpretes e integrante...

2ª edição do seminário da Flifs tem recital com Setúval e Lucas Galvão
Re(xistires)

2ª edição do seminário da Flifs tem recital com Setúval e Lucas Galvão

O recital Re(existires) Poéticos tem como finalidade provocar reflexões diante de questões associadas a exi...

Venda de livros digitais cresce e editoras chegam a faturar R$ 147 milhões, apesar do fechamento de grandes livrarias
Comportamento

Venda de livros digitais cresce e editoras chegam a faturar R$ 147 milhões, apesar do fechamento de grandes livrarias

Especialistas destacam que apesar do cenário este não é o fim dos livros impressos

Vídeo

Fiéis celebram o dia de Senhora SantAna na Catedral Metropolitana de Feira de Santana Veja mais Vídeos ›

Ouça Agora

Programa desta sexta-feira 23.07:
Mais áudios ›

Facebook

Instagram