Acorda Cidade - Dilton Coutinho

02 de Março de 2021
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Feira de Santana

Todas as notícias
Publicado em 24/01/2021 12h39.

Conheça 'Manga', o vendedor de lanches das madrugadas de Feira

O táxi lanches é o seu meio de sobrevivência e já faz parte, principalmente da vida de muitos feirenses que têm expediente ou plantão noturno.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Conheça 'Manga', o vendedor de lanches das madrugadas de Feira
Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

Rachel Pinto

Feira de Santana tem muitos personagens e figuras populares, que agregam às peculiaridades desta terra e também fazem parte da história e do próprio dia a dia do feirense e de quem por aqui passa.

O vendedor de lanches, Valder de Souza, de 63 anos, é uma dessas pessoas que integram o patrimônio cultural da cidade. Trabalhando há oitos anos, durante as noites e madrugadas, ele percorre Feira de Norte a Sul, levando alegria, simpatia e muitas delícias.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

Manga, contou à reportagem do Acorda Cidade, que por 20 anos trabalhou como taxista, mas ao perceber uma queda no movimento e no seu faturamento, resolveu partir para outro ramo de trabalho que pudesse utilizar o seu veículo. Criou então, o táxi lanches, que atende clientes em expediente noturno.

“Começo a trabalhar a partir das 20h e vou até às 6h. Minha esposa trabalha comigo e tem outras pessoas que também colaboram. Circulo a cidade inteira. Vou aos hospitais, condomínios, companhias de polícia, empresas e atendo principalmente as pessoas que trabalham durante a noite”, disse.

De acordo com Manga, para ir a qualquer local da cidade não é cobrada a taxa de entrega, mas o cliente tem que consumir pelo menos R$20 em lanches para que possa compensar o deslocamento. Os lanches são variados e ele tem desde pão de queijo, empanadas coxinha e pastel, até quentinhas de refeições como lasanha, aipim com carne, caldo de aipim, cuscuz e estrogonofe. Os lanches custam R$4,50 e as quentinhas R$7. O café com leite também não falta e todos têm o selo Manga de qualidade.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

Trabalhando por vários anos em período noturno, o vendedor agradece a Deus por ter feito muitos amigos e por nunca ter enfrentando nenhuma situação de perigo. Ele também comemora a quitação do veículo Spin, onde funciona o seu táxi lanches e acomoda bem todos os produtos que vende.

E quem pensa que o trabalho só acontece durante a noite, se engana. Ele contou ao Acorda Cidade que dorme muito pouco e durante o dia é o momento de fazer “o corre”, ir ao Centro de Abastecimento e também em fornecedores para comprar mercadorias, preparar e organizar tudo para a noite.

“Durante o dia eu compro o que falta e produzo os lanches e as refeições. Só não faço as frituras. Aonde eu passo os clientes me chamam. Esse trabalho para mim é uma terapia. No domingo eu não trabalho e já fico ansioso para chegar logo segunda”, afirmou.

Muito capricho

Além da organização dos produtos que vende, Manga gosta de cuidar do seu visual. O estilo pessoal chama tanto atenção quanto sua simpatia e o seu táxi lanches. Vaidoso e caprichoso, como é, não dispensa a jaqueta de couro e as várias correntes que tem penduradas ao pescoço.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade
 

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Pesquisa compara números de casos de covid-19 com e sem lockdown
Pandemia

Pesquisa compara números de casos de covid-19 com e sem lockdown

O estudo foi realizado pela GO Consultoria com dados de Salvador, e nos próximos dias será divulgado o estud...

Prefeitura busca solução para feirantes da Praça Bernadino Bahia
Feira de Santana

Prefeitura busca solução para feirantes da Praça Bernadino Bahia

O objetivo é fazer a relocação de ambulantes que têm barracas fora do espaço.

Feira de Santana

Cuca divulga inscrições para workshops online

Todas as atividades são gratuitas, com vagas limitadas por turma e seleção por ordem de inscrição.

Vídeo

Empresários participam de buzinaço contra o lockdown em Feira de Santana Veja mais Vídeos ›

Facebook

Instagram