Acorda Cidade - Dilton Coutinho

22 de Outubro de 2021
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Eleições

Todas as notícias
Publicado em 01/12/2020 13h18.

Comentaristas políticos avaliam resultado das eleições de segundo turno em Feira de Santana

Pontos positivos e negativos foram fundamentais na campanha dos candidatos para a política feirense, especialmente no âmbito participativo.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Comentaristas políticos avaliam resultado das eleições de segundo turno em Feira de Santana
Foto: Acorda Cidade

Mayla Nunes

Com o resultado das eleições de segundo turno realizada no último domingo (29) que garantiu a reeleição do prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins (MDB), o jornalista e médico nefrologista César Oliveira e o advogado Eduardo Pimentel, que também participaram da transmissão cobertura das eleições, comentaram o resultado da disputa pelo poder executivo e apuração das urnas.

De acordo com César Oliveira, pontos positivos e negativos foram fundamentais na campanha dos candidatos para a política feirense, especialmente no âmbito participativo.

“Alguns momentos de campanha resvalaram em algumas atitudes não muito satisfatórias, inclusive com ataques pessoais, o que realmente não foi um aspecto positivo. Mas, o que podemos observar de aspecto positivo foi reacender em Feira de Santana a participação política. Feira é uma cidade que havia adormecida politicamente, só sacramentando um processo eleitoral que se repetia e que dessa vez, fez com que a população mostrasse a cara, participasse, assumisse suas posições políticas”, disse.

Já para o advogado Eduardo Pimentel, o processo de participação da comunidade é de suma importância para a o exercício da democracia. Ele também ressaltou que atitudes não foram agradáveis neste período eleitoral, devido a divulgação de Fake News.

“Um dos pontos negativos com certeza, foi o nível do debate eleitoral ter sido reduzido por questões pessoais e que não envolvem a política ou que não são notícias verdadeiras. Enfatizaram questões pessoais do candidato do PT que não envolviam suas atividades políticas, além de que nos debates os candidatos fugiam muito e eram presos nas orientações do marketing. Já o ponto positivo, foi a maior participação das pessoas da comunidade em geral, a comunidade se integrou nas campanhas e quem não se integrou, poderia ter se integrado para participar, não de uma forma visando determinado benefício, mas acreditando nos projetos como a gente viu muito aqui em Feira e que muitas cidades acontecem, a gente tem que participar”.

Expectativas para a nova gestão

O jornalista César Oliveira, destacou que enquanto cidadão, espera que a nova gestão exerça o papel de coletividade com a população.

“Eu torço para que Colbert consiga encontrar mecanismos e forças para resgatar Feira de uma série de carências que foram todas apontadas no processo eleitoral. Seja na saúde, seja no transporte coletivo, na infraestrutura da cidade, no comércio e na melhoria da educação. Ainda assim, espero que Zé Neto consiga exercer como como liderança da oposição e o que o grupo que representou a posição consiga desempenhar o papel que cabe a oposição de ajudar na construção da cidade. Espero que dessa vez tenhamos uma prefeitura e uma oposição mais ativas porque isso só é benéfico para o cidadão feirense”, frisou.

O advogado Eduardo Pimentel concluiu que a administração requer a aliança com o Poder Legislativo Municipal e que assim, a gestão poderá ser bem executada.

“Minha expectativa é de como a gente tem que ter fé, tem que acreditar. Acredito que ele vai fazer um bom governo e acho que ele tem condições para isso, ele que elegeu a maioria dos vereadores, então se o projeto que ele está levando de governo tende a ser vitorioso nas proposições da Câmara, creio que não terá dificuldades, esse é o ponto positivo. Em compensação, ele tem um passivo político complicado que é o projeto do BRT, apesar dele ter dito que é um ‘sucesso’ e que a Getúlio Vargas é um grande fluxo de ônibus, na verdade não é, faz falta o BRT do Feira X, um BRT no Tomba, um BRT na Universidade, ele vai ter dificuldades quanto a isso, ele vai ter que apresentar isso”.

Colbert Martins Filho foi reeleito prefeito de Feira de Santana com 54,42% de votos válidos neste segundo turno das eleições.

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

PEC da reforma eleitoral é promulgada no Congresso; posse do presidente será dia 5 de janeiro a partir de 2026
Eleições

PEC da reforma eleitoral é promulgada no Congresso; posse do presidente será dia 5 de janeiro a partir de 2026

Entre os principais pontos está a contagem em dobro dos votos dados a candidatos negros, índios e mulheres p...

Senado aprova PEC da reforma eleitoral
Eleições

Senado aprova PEC da reforma eleitoral

Texto segue para promulgação.

Senado aprova novas regras de preenchimento de sobras eleitorais
Eleições 2022

Senado aprova novas regras de preenchimento de sobras eleitorais

Projeto segue agora para sanção presidencial

Vídeo

Vereador acusa secretário de agressão durante manifestação contra videomonitoramento do trânsito Veja mais Vídeos ›

Ouça Agora

Programa desta sexta-feira 22.10:
Mais áudios ›

Facebook

Instagram