Acorda Cidade - Dilton Coutinho

06 de Dezembro de 2019
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Feira de Santana

Todas as notícias
Publicado em 04/12/2019 16h35.

Mãe e filho estão morando em hospital há mais de um ano por não terem para onde ir

A casa da família foi condenada pela Defesa Civil. Garoto não pode voltar para a residência pois o local é úmido e prejudica o quadro de saúde.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Mãe e filho estão morando em hospital há mais de um ano por não terem para onde ir
Foto: Divulgação

Rachel Pinto

Márcia Santana Rodrigues, mãe de Rayam Kevis Rodrigues, de 13 anos, está morando com o filho no Hospital da Criança (HEC) em Feira de Santana, há um ano e cinco meses porque não têm para onde ir. O adolescente foi internado no ano passado na unidade hospitalar, foi submetido a uma traqueostomia, recebeu alta, mas não pode voltar para a residência na qual morava anteriormente com a mãe.

Márcia alega que a casa localizada na Expansão do Conjunto Feira IX em Feira de Santana, foi condenada pela Defesa Civil e não tem condições de acolher o garoto que precisa de cuidados especiais e utiliza ventilação mecânica. Segundo ela, além da residência estar com a estrutura condenada, é muito úmida, quando chove entra água, lama e essa situação pode piorar ainda mais o quadro de saúde de Rayam.
Márcia frisou que o imóvel precisa passar por uma reforma, mas ela não tem condições de arcar com as despesas.

“Temos um ano e cinco meses no hospital. Sendo que ele já tem 11 meses de alta. Não podemos ir para casa porque minha casa não tem condições de recebê-lo. A Defesa Civil já condenou nossa casa e aí a gente está aqui no hospital porque não pode ir para casa, eu não tenho condições de fazer uma reforma e eu peço para quem puder, me ajude com material de construção. O hospital está acolhendo a gente e eu consegui um aluguel social. Mas, só que esse aluguel, só dura de três a seis meses”, declarou.

O secretário municipal de desenvolvimento social Pablo Roberto afirmou que está acompanhando a situação da família e já foi colocada uma equipe do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) a disposição. Segundo ele, Márcia teria aceitado o aluguel social, mas depois desistiu. Ela queria uma casa através do Programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV).

“Foi feita uma grande mobilização também com o secretário de habitação. Ela disse que queria o benefício eventual e depois desistiu do benefício. Ontem eu estive com o pessoal da divisão, o responsável está acompanhando esse caso e eles apresentaram outra solução. Encontraram uma residência e o valor é superior a R$ 350. Nós estamos providenciando fazer uma análise junto com a procuradoria e verificar se há possibilidade de ser efetuado o pagamento no valor superior levando em consideração que existe um decreto que regulamenta o valor do aluguel social de R$350. Solicitamos que a equipe faça uma visita mais uma vez a esse imóvel que ela está dizendo que custa mais. Vamos levar essa situação para a procuradoria e avaliar essa possibilidade de concessão desse benefício levando em consideração o estado de saúde da criança”, disse.

Pablo relatou ainda que essa resolução é transitória enquanto Márcia não resolve a situação da reforma da casa. Não é uma solução definitiva para o problema da família e mesmo que seja concedido um valor maior para o aluguel social em virtude do estado de saúde de Rayam, depois do prazo de seis meses o benefício é suspenso.

Quem quiser ajudar Márcia e Rayam na reforma da casa pode entrar em contato através do telefone: (75) 983326251.
 

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Decoração natalina de Feira de Santana será inaugurada até o dia (10), afirma secretário
Feira de Santana

Decoração natalina de Feira de Santana será inaugurada até o dia (10), afirma secretário

O investimento para a iluminação de natal custou aproximadamente 1 milhão e 400 mil reais e a iluminação ...

Feira de Santana

Bairro Conceição II recebe ação social com Feira de Saúde neste sábado (7)

A ação acontece na Rua José Américo, n°512, na Conceição II.

Carro invade restaurante na Rua São Domingos
Feira de Santana

Carro invade restaurante na Rua São Domingos

Pedaços de um para-choque de um veículo de cor branca foram encontrados no local.

Vídeo

Superintendente de Operação Norte da Embasa esclarece sobre falta de água em Feira de Santana Veja mais Vídeos ›

Podcast

Ouça o Programa desta sexta-feira 06.12:
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram