Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • PMFS CORONAVIRUS
  • SECOM CLERISTON
  • SECOM
03 de Abril de 2020
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Feira de Santana

Todas as notícias
Publicado em 18/10/2019 19h00.

Semmam vai emitir laudo que explica aquecimento no piso de residência na Queimadinha

De acordo com o João Dias, o imóvel foi construído em uma Área de Proteção Ambiental (APP), onde existia a Lagoa do Prato Raso, que foi aterrada pelas ocupações irregulares.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Semmam vai emitir laudo que explica aquecimento no piso de residência na Queimadinha
Foto: Mário Sepúlveda/ Secom

Acorda Cidade

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Recursos Naturais (Semmam) vai emitir um laudo técnico sobre o que estaria provocando o aquecimento no piso de alguns cômodos da casa onde Regina Santos Neta reside com a mãe, há 25 anos, na rua Alcides Fadiga, bairro Queimadinha.

Há uma semana, elas identificaram que um local específico do piso da varanda e em um dos quartos da residência estava esquentado. Diante da incerteza do que estaria acontecendo abriram um buraco na varanda para observar se eram fios de energia, quando foi possível ver a água do subsolo borbulhando e a fumaça saindo.

Preocupadas acionaram a Defesa Civil Municipal, que também encaminhou o caso para a Semmam. Na manhã desta sexta-feira (17), o chefe do Departamento de Educação Ambiental, João Dias, retornou para a residência acompanhado do diretor do órgão municipal, Hiram Freire.

De acordo com o João Dias, o imóvel foi construído em uma Área de Proteção Ambiental (APP), onde existia a Lagoa do Prato Raso, que foi aterrada pelas ocupações irregulares.

“Ao tomarmos conhecimento do caso estivemos na residência para identificar o que estaria provocando o aquecimento do piso. Constatamos que aqui existia uma lagoa no passado, que foi aterrada. A partir daí consultamos um geógrafo e uma química para estudarem o que estaria provocando o fenômeno”, informa.

“Eles apontaram que no lugar deve ter formado uma turfa (material de origem vegetal em decomposição), a partir do processo de aterramento da lagoa, quando foram despejados materiais de construção sobre a vegetação. Por conta disso, a decomposição da matéria orgânica produziu o calor e, consequentemente, aqueceu o solo e a água, resultando no aquecimento do piso e a fervura da água”, explica João Dias. Ele acrescenta que o fenômeno já diminuiu, “porque a matéria orgânica vegetal deve ter sido parcialmente consumida”.

Segundo João Dias, a Semmam vai fazer a análise físico-química e bacteriológica da água, e a análise do DQO (Demanda Química de Oxigênio) e DBO (Demanda Bioquímica de Oxigênio) e com o uso do termômetro será feita a aferição da temperatura. O trabalho será em parceria com a UFRB (Universidade Federal do Recôncavo da Bahia).

“A partir do laudo será feito um estudo das medidas a serem adotadas”, frisa. João Dias acrescenta que há risco no futuro das construções em área de lagoa cederem, podendo até cair. “Situações semelhantes são encontradas em outros bairros do município, a exemplo da Lagoa Grande, na Rocinha; Lagoa Juca Campelo, no Santo Antônio dos Prazeres, Lagoa da Pedreira, na Conceição, e em outros pontos da Lagoa do Prato Raso”, pontua.

Fonte: Secom Feira  

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Em comunicado, Hospital Emec confirma  internação de paciente com coronavírus
Feira de Santana

Em comunicado, Hospital Emec confirma internação de paciente com coronavírus

Trata-se de uma jovem de 29 anos que teve contato com os pais recém-chegados de Brasília.

Novo binário vai ordenar trânsito na avenida Maria Quitéria
Feira de Santana

Novo binário vai ordenar trânsito na avenida Maria Quitéria

No trecho há vários estabelecimentos comerciais, escolas públicas, pedestres e um grande movimento de veíc...

Com suspensão de aulas, advogada esclarece se mensalidade de escolas e faculdades devem ser pagas
Direito do Consumidor

Com suspensão de aulas, advogada esclarece se mensalidade de escolas e faculdades devem ser pagas

Ela frisa que os responsáveis devem permanecer com o pagamento regular, para que não gere problemas financei...

Vídeo

Prefeito Colbert Martins confirma prorrogação de fechamento do comércio Veja mais Vídeos ›

Podcast

Ouça o Programa desta quinta-feira 02.04
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram