Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • SECOM - BAHIA AQUI É TRABALHO
  • SECOM - BAHIA AQUI É TRABALHO
18 de Novembro de 2019
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Educação

Todas as notícias
Publicado em 11/07/2019 09h00.

60% dos jovens brasileiros defendem aumento de investimentos na ciência, diz Fiocruz

Pesquisa reforça a importância da ciência para a evolução do país
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
60% dos jovens brasileiros defendem aumento de investimentos na ciência, diz Fiocruz
Foto: Divulgação

Agência Educa Mais Brasil

Cerca de 60% dos jovens brasileiros defendem o aumento dos investimentos realizados na ciência, de acordo com o levantamento feito pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). E um mapeamento realizado pelo Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia voltada para a Comunicação Pública com pessoas entre 15 e 24 anos indica ainda que 80% dos entrevistados se interessam pelo ambiente científico, 74% por medicina e saúde e 67% por ciência e tecnologia.

Ambos os dados contrastam com os cortes orçamentários específicos para projetos científicos, a exemplo da suspensão das bolsas do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). A identificação não tem início apenas no ensino superior mas, na educação básica, os estudantes já começam a desenvolver projetos para feiras de ciências e outras iniciativas. A estudante Fernanda Marinoski, 15 anos, descobriu que se identifica com a área quando assistiu à apresentação sobre o projeto de iniciação cientifica. “Lá somos estimulados a ter mais responsabilidade e nossa criatividade é explorada ao extremo”, pontua.

Atualmente no 1º ano do ensino médio, a aluna iniciou no projeto no curso de inovações tecnológicas em maio deste ano. “Eu e meu grupo estamos em período de formação, que dura um semestre. Nesses seis meses aprendemos o básico: manusear ferramentas, programação, trabalhamos muito com placas do tipo arduino e etc”, explica sobre a formação que é imprescindível para começar a realizar pesquisas na área.

Em sua escola, os estudantes lidam com a própria construção do conhecimento tomando como ponto de partida as iniciações científicas, empreendedoras e tecnológicas. A aluna ainda está construindo a sua ideia de linha pesquisa, mas já tem certeza do que quer do futuro. “Meu objetivo é concluir o curso e me formar em engenharia mecânica”, planeja Marinoski.

Segundo o especialista responsável pela Iniciação Científica na rede SESI Bahia, Fernando Moutinho, os desafios e problemáticas do cotidiano dos alunos são utilizados como base para desenvolvimento e prototipagem de soluções tecnológicas e sinérgicas ao meio ambiente e indústria. “O maior interesse de nossos estudantes está voltado para as áreas de ciências da natureza e matemática, como biotecnologia, programação computacional, robótica e engenharia. No entanto, também temos projetos de pesquisa desenvolvidos em outras áreas como ciências humanas e linguagens”, observa Moutinho.

Participação de Eventos Científicos

Os estudantes da instituição de ensino participam das principais feiras de iniciação científica nacional, como a Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE, USP - São Paulo/SP) e a Mostra Brasileira e Internacional de Ciência e Tecnologia (MOSTRATEC, Fundação Liberato, Novo Hamburgo/RS). Como prêmios, são ofertadas as bolsas de iniciação científica júnior do CNPQ, credenciais em Feiras Nacionais e Internacionais, além de prêmios como tablets, medalhas, troféus e certificados.

“No ano de 2018, conquistamos duas vagas na delegação brasileira para representar o Brasil na maior Feira de Iniciação Científica do mundo, a Feira Internacional de Ciências e Engenharia Intel (International Science and Engineering Fair, INTEL-ISEF) realizada anualmente nos Estados Unidos”, pontua Moutinho.

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Educação

Começa pré-matrícula para Educação Inclusiva na rede estadual de ensino com processo 100% online

Basta que os pais ou responsáveis baixem o aplicativo do SAC Digital nas lojas APP Store ou Google Play, ou f...

Abertas inscrições para programa que beneficia universitários com auxílio permanência
Mais Futuro

Abertas inscrições para programa que beneficia universitários com auxílio permanência

O programa Mais Futuro também oferece oportunidades de estágio no setor público.

Alunos de nível médio de baixa renda podem estudar nos Estados Unidos
Educação

Alunos de nível médio de baixa renda podem estudar nos Estados Unidos

As inscrições se encerrarão no dia 13 de janeiro de 2020.

Vídeo

I Feirão da Casa do Trabalhador atrai centenas de candidatos e gera tumulto Veja mais Vídeos ›

Podcast

Quadro Cá Entre Nós - 16.11
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram