Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • SECOM
18 de Outubro de 2019
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Brasil

Todas as notícias
Publicado em 08/07/2019 19h38.

Ministério da Agricultura proíbe venda de seis marcas de azeite

Os itens estavam em redes de supermercados e pequenos estabelecimentos de comercialização de alimentos.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Ministério da Agricultura proíbe venda de seis marcas de azeite
Foto: Divulgação

Acorda Cidade

Agência Brasil - O Ministério da Agricultura proibiu a comercialização de seis marcas de azeite. A decisão foi tomada após equipes de fiscalização encontrarem produtos fraudados ou impróprios para o consumo. As marcas vetadas foram: Oliveiras do Conde, Quinta Lusitana, Quinta D’Oro, Évora, Costanera e Olivais do Porto.

A fiscalização descobriu azeites com problema em Alagoas, Goiás, Mato Grosso, Paraíba, Pernambuco, Paraná, Santa Catarina e São Paulo. Os itens estavam em redes de supermercados e pequenos estabelecimentos de comercialização de alimentos.

A identificação resultou de uma operação da Polícia Civil de São Paulo, que encontrou uma fábrica clandestina que adulterava azeites, misturando óleos para colocar no mercado garrafas sem azeite de oliva. Essa prática é fraude ao consumidor e crime à saúde pública. Após essa operação, foram testadas 54 marcas do produto.

Os comerciantes do produto, como redes de supermercado, onde foram encontrados os itens irregulares, terão de informar os estoques restantes. Caso se recusem a fornecer informações sobre a presença desses produtos, podem ser autuados.

A empresa pega vendendo produtos das marcas objeto da proibição poderão ser denunciadas ao Ministério Público Federal e responsabilizadas criminalmente, bem como punidas com multas de R$ 5 mil por ocorrência.

O Ministério da Agricultura alerta os consumidores a desconfiar de azeites muito baratos, pois há boas chances de adulteração. Segundo o órgão, em geral o item custa em torno de R$ 17, enquanto exemplares falsificados são comercializados por entre R$ 7 e R$ 10.

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Brasil

Incêndio na Whiskeria Quatro por Quatro mata 3 bombeiros que combatiam o fogo

Um militar ferido foi levado para o Hospital Souza Aguiar, no Centro do Rio. Prédio vizinhos precisaram ser e...

Imagens mostram trabalhadores fazendo reparos em colunas de prédio minutos antes de desabamento em Fortaleza
Brasil

Imagens mostram trabalhadores fazendo reparos em colunas de prédio minutos antes de desabamento em Fortaleza

Imagens mostram pilar sendo quebrado por operário e quedas de estruturas do prédio. Até a manhã do quarto ...

Marinha confirma que barril de óleo da Shell foi achado em Natal
Brasil

Marinha confirma que barril de óleo da Shell foi achado em Natal

Barril apresentava o logotipo da empresa, estava cheio e não apresentava vazamentos

Vídeo

Incêndio em oficina destrói veículos e assusta moradores do bairro Pedra do Descanso Veja mais Vídeos ›

Podcast

Ouça o Programa desta Sexta-Feira 18.10:
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram