Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • SECOM
20 de Julho de 2019
Dólar: R$ 3,84 Euro: R$ 4,39
-17º -17º Feira de Santana
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Economia

Todas as notícias
Publicado em 08/07/2019 08h28.

Produtores orgânicos apontam falta de insumos e comercialização como entrave para comércio

Empresas apostam em nichos específicos para crescer, mas ainda faltam incentivos
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Produtores orgânicos apontam falta de insumos e comercialização como entrave para comércio
Foto: Reprodução

Acorda Cidade

Uma pesquisa publicada neste mês pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) mostrou que a falta de insumos, comercialização, a assistência técnica e a logística são os grandes entraves atuais para os produtores orgânicos brasileiros. O estudo entrevistou 1,2 mil micro e pequenos empresários, empreendedores e fabricantes do setor.

Segundo Luiz Rebelatto, do Sebrae, a agricultura convencional, que domina a produção brasileira, conta com uma série de insumos disponíveis, como adubos, agrotóxicos, fertilizantes químicos e sementes de alta produtividade. A disponibilidade é modificada, porém, quando se trata dos produtores orgânicos: é difícil encontrar no mercado produtos como biofertilizantes e defensivos naturais para afastar insetos ou doenças, além de sementes, por falta de pesquisa e investimentos.

“A agricultura orgânica também precisa de alguns insumos principalmente na fase inicial de transição agroecológica, quando uma unidade de produção deixa de ser convencional, para de usar produtos como agrotóxicos e fertilizantes químicos, e pode então ter a certificação da produção orgânica. Nessa conversão, o agricultor sente muito e cai muito a produtividade. É necessário que haja uma substituição de insumos, do químico para o orgânico”, defendeu Rebelatto durante um evento em São Paulo.

A assistência técnica (39% dos entrevistados) e a logística (38%) também são obstáculos apontados na pesquisa do Sebrae. Apesar disso, há exemplos positivos: em São Paulo existe um rol de empresas que produz roupas com tecido de algodão orgânico, que é livre de agrotóxicos, pesticidas e de químicos nocivos desde o cultivo. 

Até as plantações de algodão orgânico utilizam o sistema de rotação de culturas, além de terem - em relação ao convencional - uma menor pegada hídrica, menor emissão de gases poluentes e menores acidificação do solo e eutrofização. 

Estudos recentes mostram que, no processo tradicional da indústria têxtil, o tingimento muitas vezes utiliza corantes artificiais ou tintas com metais pesados que podem causar irritações na pele ou até mesmo câncer. Além disso, o uso de algodão orgânico pode ser adaptado para produção em escala - há camisetas adidas que já são feitas dessa forma. Os entraves são apenas os insumos e o público. 

“Nós firmamos um convênio Sebrae-Embrapa para desenvolver a identificação de onde esses insumos estão. Estamos fazendo um grande mapeamento nacional com todas as empresas que produzem, com todas as lojas que têm a comercialização desses produtos, e vamos identificar com os endereços, fazer um aplicativo com GPS, para saber onde encontrar o insumo mais perto da sua produção”, finalizou Rebelatto.

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Embargo dos EUA contra Irã afeta empresas brasileiras, diz Bolsonaro
Economia

Embargo dos EUA contra Irã afeta empresas brasileiras, diz Bolsonaro

O principal produto brasileiro vendido ao Irã é justamente milho em grãos.

Petrobras baixa gasolina em R$ 0,03 e diesel em R$ 0,04
Economia

Petrobras baixa gasolina em R$ 0,03 e diesel em R$ 0,04

Os valores passam a valer a partir de meia-noite desta sexta-feira(19)

Mais de 11 mil famílias pediram desligamento do Bolsa Família em 2019
Economia

Mais de 11 mil famílias pediram desligamento do Bolsa Família em 2019

Pedido geralmente é feito quando beneficiário consegue emprego formal

Vídeo

Cachorro destrói quarto da dona, deixa ela uma fera e viraliza; assista Veja mais Vídeos ›

Podcast

Moradores do bairro Campo Limpo reclamam da situação das ruas e fazem equilibrismo para não caírem na lama
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram