Acorda Cidade - Dilton Coutinho

04 de Junho de 2020
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Política

Todas as notícias
Publicado em 11/06/2019 11h47.

Pablo nega pretensões políticas na Secretaria de Desenvolvimento Social

Em entrevista ao Acorda Cidade nesta terça-feira (11), ele afirmou que um dos pontos que admira no prefeito Colbert Martins é o foco em gestão.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Pablo nega pretensões políticas na Secretaria de Desenvolvimento Social
Foto: Paulo José / Acorda Cidade l Pablo Roberto

Orisa Gomes

Atualizada às 7h15 em 12.06.2019

Nomeado para a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedeso), o vereador licenciado Pablo Roberto quer afastar a idéia de que a pasta é um “trampolim político”. Em entrevista ao Acorda Cidade nesta terça-feira (11), ele afirmou que um dos pontos que admira no prefeito Colbert Martins é o foco em gestão, disse que fará o mesmo a frente da Sedeso, mas não descartou a possibilidade de candidatura em 2020, caso as eleições sejam unificadas.

“As vezes fico reflexivo quando falam assim da Secretaria de Desenvolvimento Social. Dá um entendimento de que é sempre um 'trampolim político', que as pessoas vão para a Sedeso com o objetivo de se projetar para um pleito futuro. Uma coisa que acho muito interessante, que tem me chamado muito a atenção no prefeito Colbert é que ele está focado com a gestão, a administração pública e tem dito a algumas pessoas que estão querendo antecipar o processo eleitoral, que as eleições de 2020 vamos discutir, mas estamos fazendo agora é gestão. Essa é uma determinação do prefeito e quem me conhece sabe que eu cumpro a risca determinação dos meus superiores. Vamos para a secretaria para fazer gestão”, frisou.

Com a insistência do repórter sobre a possibilidade de se candidatar nas próximas eleições, Pablo garantiu que não será candidato a vereador nem a prefeito, mas pode disputar outro cargo. "Se unificar as eleições como estão dizendo, posso ser candidato a governador, a presidente, deputado estadual, federal”.

Função dupla

Escolhido para substituir  Ildes Ferreira na Sedeso, que morreu recentemente, Pablo também vai continuar como secretário interino de Prevenção a Violência e Promoção dos Direitos Humanos (Seprev) até que o prefeito Colbert defina um novo nome para a pasta. 

Sobre a função temporariamente dupla, Pablo acredita que não haverá dificuldades, porque há algumas semelhanças entre as secretarias, a exemplo das questões relacionadas aos direitos humanos, e ressalta que precisa concluir alguns trabalhos em andamento na Seprev, para que o novo secretário encontre a “casa arrumada”.

Experiências a favor do novo desafio

Assistente social de formação, Pablo atuou como conselheiro tutelar, conselheiro da criança e do adolescente e trabalhou no juizado da infância. Ele acredita que essas experiências vão contar a favor do novo desafio a frente da Sedeso e informa que junto com a equipe quer elaborar um planejamento estratégico para a secretaria até dezembro.  

Leia também: 

Pablo Roberto deixa Prevenção a Violência e assume Desenvolvimento Social

Sedeso: Não ser candidato a vereador foi condição para escolha de Pablo

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Novos secretários municipais: Osvaldo Torres Neto assume Sesp e Denilton Brito a Sedeso
Feira de Santana

Novos secretários municipais: Osvaldo Torres Neto assume Sesp e Denilton Brito a Sedeso

As mudanças se deram por conta do retorno de Pablo Roberto e Justiniano França à Câmara Municipal.

Brasil

Lei da Ficha Limpa faz dez anos

Sociedade civil vê avanço, mas não suficiente para combater corrupção.

PF vai investigar vazamento de dados de Bolsonaro e outras autoridades
Brasil

PF vai investigar vazamento de dados de Bolsonaro e outras autoridades

A informação foi dada pelo ministro André Mendonça

Vídeo

Manifestantes protestam contra o fechamento do comércio em frente a Hospital de Campanha e pedem informações sobre obra Veja mais Vídeos ›

Facebook

Instagram