Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • GOVERNO 2
  • governo 1
24 de Junho de 2019
Dólar: R$ 3,84 Euro: R$ 4,39
-17º -17º Feira de Santana
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Saúde

Todas as notícias
Publicado em 17/05/2019 15h25.

Ministro diz que baixa adesão a vacinação pode comprometer hospitais

De acordo com o ministro, a gripe pode agravar outras doenças e levar a um grande número de internações.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Ministro diz que baixa adesão a vacinação pode comprometer hospitais
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Acorda Cidade

Agência Brasil - O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse que a baixa adesão à campanha nacional contra a gripe, que até agora imunizou 56% do público-alvo, pode comprometer o sistema de hospitais públicos em alguns meses. De acordo com o ministro, a gripe pode agravar outras doenças e levar a um grande número de internações.

Segundo Mandetta, um dos casos mais preocupantes é do Rio de Janeiro, que tem o menor índice de vacinação do país (38,2% de adesão). “Nós temos muita tuberculose no Rio de Janeiro, números altíssimos, e se você não vacina contra a gripe, essas pessoas são imunossuprimidas e é muito provável que a gente tenha em junho, julho e agosto quadros de pneumonia em cima de quadros de tuberculose. Vai haver uma pressão por leitos de UTI e não vai ter”, disse.

De acordo com Mandetta, o Ministério da Saúde traçou sua estratégia e identificou os estados com mais fragilidade para se fazer a campanha. O próprio Rio de Janeiro foi escolhido como local de lançamento da campanha.

“A gente tem chamado a atenção, pedido [para que as pessoas se vacinem], mas isso é a estratégia de cada cidade, de cada comunidade. As comunidades precisam se organizar. O que o governo federal faz é levar a mensagem. Agora o que precisa é as pessoas terem atitude e procurarem [os postos de vacinação] porque é um ato voluntário”, disse.

A campanha nacional de vacinação contra a gripe vai até o dia 31 de maio. O público-alvo da campanha inclui 59,5 milhões de pessoas, entre elas crianças até cinco anos e gestantes.
 

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

É São João: veja como equilibrar a alimentação neste período de festas juninas
Saúde

É São João: veja como equilibrar a alimentação neste período de festas juninas

As comidas tradicionais da época, apesar de deliciosas, são altamente calóricas.

Saiba como a alimentação interfere na saúde bucal
Saúde

Saiba como a alimentação interfere na saúde bucal

Ortodontista explica como alimentos influenciam na saúde oral.

Exame não confirma dengue em menina de um ano e meio morta em Feira
Saúde

Exame não confirma dengue em menina de um ano e meio morta em Feira

A Secretaria Municipal de Saúde encaminhou a amostra de sangue da criança para o Lacen (Laboratório Central...

Vídeo

Senado Aprova (10 a 14 de junho) — O mais importante que o Senado aprovou nesta semana Veja mais Vídeos ›

Podcast

Movimento do comércio no feriado de Corpus Christi agrada lojistas e consumidores
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram