Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • Gov BA modelo de gestão
  • Gov BA modelo de gestão
20 de Agosto de 2019
Dólar: R$ 3,84 Euro: R$ 4,39
-17º -17º Feira de Santana
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Educação

Todas as notícias
Publicado em 11/05/2019 07h51.

MEC informa que bloqueio total do nas universidades foi de 3,4%

O MEC destaca que o bloqueio de dotação orçamentária realizado pelo MEC foi operacional, técnico e isonômico.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra

Acorda Cidade

Por meio de nota, o Ministério da Educação informou que o bloqueio realizado nos últimos dias atingiu 3,4% do orçamento total das universidades federais. O orçamento para 2019 dessas instituições totaliza R$ 49,6 bilhões, dos quais 85,34% (R$ 42,3 bilhões) são despesas de pessoal (pagamento de salários para professores e demais servidores, bem como benefícios para inativos e pensionistas), 13,83% (R$ 6,9 bilhões) são despesas discricionárias e 0,83% (R$ 0,4 bilhão) são despesas para cumprimento de emendas parlamentares impositivas.

A nota destaca que o bloqueio de dotação orçamentária realizado pelo MEC foi operacional, técnico e isonômico para todas as universidades e institutos, em decorrência da restrição orçamentária imposta a toda Administração Pública Federal por meio do Decreto nº 9.741, de 28 de março de 2019, e da Portaria nº 144, de 2 de maio de 2019.

A seguir um trecho da nota:

"O Ministério da Educação esclarece, ainda, que a matéria veiculada pelo Jornal Valor Econômico nesta quarta-feira (08/05), apesar de apresentar números do sistema SIOP corretos, não utilizou a adequada metodologia de cálculo para a definição dos valores bloqueados nas Universidades pelo MEC. Os valores considerados como bloqueio na matéria incluíram o orçamento de emendas parlamentares discricionárias, que já estava contingenciado pelo Governo Federal. E, para o cálculo do total orçamentário da unidade, foram inseridas as rubricas de despesas referentes às emendas parlamentares impositivas e receitas próprias (que não são objeto de bloqueio discricionário pelo MEC). Por isso, a diferença nos percentuais apresentados pela matéria.

O bloqueio orçamentário nas Universidades, como explicado anteriormente, não incluiu as despesas para pagamento de salários de professores, outros servidores, inativos e pensionistas, benefícios, assistência estudantil, emendas parlamentares impositivas e receitas próprias".

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Encceja 2019: o que você precisa saber antes do exame
Educação

Encceja 2019: o que você precisa saber antes do exame

As provas serão aplicadas em 25 de agosto.

Bahia

Uneb inscreve para aluno especial do Mestrado em Estudos Territoriais até 30 de agosto

O processo seletivo consiste em análise da documentação, do currículo lattes e da justificativa.

Estudantes de Paripiranga conquistam medalhas na Olimpíada Nacional em História do Brasil
Educação

Estudantes de Paripiranga conquistam medalhas na Olimpíada Nacional em História do Brasil

A olimpíada teve início em maio com a participação de 18,5 mil equipes, em um total de 73 mil inscritos em...

Vídeo

Vídeo mostra suspeito de crime no bairro Tomba; polícia pede ajuda da população para localizá-lo Veja mais Vídeos ›

Podcast

Mudanças devido a interdição de prédio deixam o trânsito congestionado no centro de Feira de Santana
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram