Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • SECOM BA METAS
  • SECOM BA METAS
25 de Maio de 2019
Dólar: R$ 3,84 Euro: R$ 4,39
-17º -17º Feira de Santana
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Educação

Todas as notícias
Publicado em 11/05/2019 07h51.

MEC informa que bloqueio total do nas universidades foi de 3,4%

O MEC destaca que o bloqueio de dotação orçamentária realizado pelo MEC foi operacional, técnico e isonômico.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra

Acorda Cidade

Por meio de nota, o Ministério da Educação informou que o bloqueio realizado nos últimos dias atingiu 3,4% do orçamento total das universidades federais. O orçamento para 2019 dessas instituições totaliza R$ 49,6 bilhões, dos quais 85,34% (R$ 42,3 bilhões) são despesas de pessoal (pagamento de salários para professores e demais servidores, bem como benefícios para inativos e pensionistas), 13,83% (R$ 6,9 bilhões) são despesas discricionárias e 0,83% (R$ 0,4 bilhão) são despesas para cumprimento de emendas parlamentares impositivas.

A nota destaca que o bloqueio de dotação orçamentária realizado pelo MEC foi operacional, técnico e isonômico para todas as universidades e institutos, em decorrência da restrição orçamentária imposta a toda Administração Pública Federal por meio do Decreto nº 9.741, de 28 de março de 2019, e da Portaria nº 144, de 2 de maio de 2019.

A seguir um trecho da nota:

"O Ministério da Educação esclarece, ainda, que a matéria veiculada pelo Jornal Valor Econômico nesta quarta-feira (08/05), apesar de apresentar números do sistema SIOP corretos, não utilizou a adequada metodologia de cálculo para a definição dos valores bloqueados nas Universidades pelo MEC. Os valores considerados como bloqueio na matéria incluíram o orçamento de emendas parlamentares discricionárias, que já estava contingenciado pelo Governo Federal. E, para o cálculo do total orçamentário da unidade, foram inseridas as rubricas de despesas referentes às emendas parlamentares impositivas e receitas próprias (que não são objeto de bloqueio discricionário pelo MEC). Por isso, a diferença nos percentuais apresentados pela matéria.

O bloqueio orçamentário nas Universidades, como explicado anteriormente, não incluiu as despesas para pagamento de salários de professores, outros servidores, inativos e pensionistas, benefícios, assistência estudantil, emendas parlamentares impositivas e receitas próprias".

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Rede municipal de ensino: audiência pública discute pagamento de recursos dos precatórios
Feira de Santana

Rede municipal de ensino: audiência pública discute pagamento de recursos dos precatórios

Audiência foi convocada pela Comissão de Educação.

Técnicos e analistas de universidades estaduais fazem acordo com o Governo do Estado
Bahia

Técnicos e analistas de universidades estaduais fazem acordo com o Governo do Estado

icou definida a reestruturação da tabela de vencimentos dos técnicos administrativos das quatro universidad...

ProUni abre inscrições no dia 11 de junho para bolsas no 2º semestre
Educação

ProUni abre inscrições no dia 11 de junho para bolsas no 2º semestre

As bolsas de estudo ofertadas são parciais, de 50% do valor da mensalidade, e integrais, de 100%, e são para...

Vídeo

Homenagem ao Secretário Ildes Ferreira Veja mais Vídeos ›

Podcast

Com menos dias de festa, prefeitura de Feira anuncia atrações dos festejos juninos
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram